TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Uma Mente Brilhante

Por:   •  25/8/2014  •  633 Palavras (3 Páginas)  •  161 Visualizações

Página 1 de 3

Direção: Ron Howard

Título Original: A Beautiful Mind.

Produção: Brian Grazer e Ron Howard.

Distribuição: DreamWorks Distribution L.L.C. / Universal Pictures / UIP.

Argumento: Akiva Goldsman, baseado no livro de Sylvia Nasar.

Atores principais: Russell Crowe, Jennifer Connelly e Ed Harris.

Lançamento: 2001.

Gênero: Drama/Romance.

Sinopse

“Uma mente Brilhante" é um drama inspirado na vida do matemático John Forbes Nash, que em certo momento de sua vida é afetado pela esquizofrenia, o que prejudica sua carreira. Nash enfrenta desafios que destruíram muitas outras pessoas com essa doença, porém com a ajuda de sua mulher, Alicia, conseguiu superar a tragédia e chegou até a receber o Prêmio Nobel de 1994.

Conclusão

Neste filme pode-se perceber apesar de alguns indícios de anormalidade quanto aos relacionamentos, que Nash, como qualquer outro jovem intelectual (ou não intelectual) pretende firmar-se a partir de uma descoberta que possa eternizar seu nome. Vislumbramos nesse momento um pouco daquilo que existe dentro de cada um de nós, uma luz de grande intensidade, que quer apenas brilhar e ser vista por todos, mas que não sabe exatamente como fazer isso.

O filme também oferece às pessoas uma boa oportunidade para refletir sobre até que ponto estamos de fato preparados para interagir e aceitar em nosso meio social, pessoas muito diferentes da maioria. Eu gostei muito do filme e pude refletir sobre os grandes desafios pessoais e familiares que o fato de ser muito diferente dos outros lhe acarretou. John Nash nasceu diferente da maioria das pessoas, algumas referências atribuem a seu comportamento e habilidades, características típicas dos portadores da Síndrome de Asperger. A Síndrome de Asperger difere do Autismo propriamente em si, pois o seu portador interage com as pessoas a sua volta, embora tenha dificuldades de socialização devido às suas capacidades de percepção, assuntos de interesse e formas peculiares de encarar a vida. Vivendo em sociedade, todos nós estamos sujeitos a sermos classificados segundo determinados padrões. Tudo aquilo que sofre um acentuado desvio do padrão mediano tende a ser taxado como um distúrbio, algo não comum ou anômalo.

Contudo, nada no mundo é igual, não existem duas pessoas iguais e não é uma doença ser diferente. Porém, a própria sociedade tende a reagir de forma muito restritiva a comportamentos que fogem a regra, dificultando a socialização e aceitação de pessoas muito diferentes da maioria, tendendo a discriminá-las.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com