TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A ESCOLA COMO MEDIADORA NA PREVENÇÃO DO USO DE DROGAS

Por:   •  17/9/2013  •  566 Palavras (3 Páginas)  •  283 Visualizações

Página 1 de 3

A ESCOLA COMO MEDIADORA NA PREVENÇÃO DE DROGAS

Ter uma educação escolar é um dos direitos sociais do indivíduo de acordo com Murer et al (2011), esta educação tem por objetivo desenvolver intelectualmente o sujeito, colaborando de forma definitiva para sua relação individual e social.

Paulo Freire (1981), em seu livro a educação como prática da liberdade salienta que a educação deve apresentar problematizações e possuir ícones para levar a liberdade sendo ela libertadora, ao comedimento que ela é uma inflexível procura visando a transformação dos indivíduos e principalmente do ambiente em que vivem. Para que isso ocorra, as pessoas devem entender a sua realidade por meio de uma visão crítica, distinguindo e respeitando a cultura e a história de vida. Essa percepção de educação fundamenta-se no estimulo da capacidade criadora dos alunos em uma relação de intervenção com o professor, pois de acordo com Freire (196) “ninguém educa ninguém e ninguém educa-se a si mesmo, mas os homens educam-se em comunhão, mediatizados pelo mundo.”(FREIRE, 1996, p.49)

É importante então a ação da instituição escolar sustentar juntamente com a sua comunidade um bom relacionamento de colaboração, em que a família e outros indivíduos desta comunidade possam se envolver na participação das atividades geradas pela escola, tendo sempre o objetivo em do aprendizado e da formação social dos seus educandos, prevista na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) N°. 9.394/96. Portanto, a instituição escolar deve estar pronta para enfrentar juntamente com a sociedade todos os problemas que possam a virem surgir no dia-a-dia escolar.

A escola muitas vezes tenta se omitir do problema, ao verificar que existe educandos utilizando drogas, ela meramente realiza um comunicado a família e os encarrega de cuidar dessa pessoa, o que expressa muitas vezes o desligamento desses alunos das classes aula desistindo de continuar a vida escolar (SILVA et al., 2008).

Esta ação reforça ao quem vem ocorrendo nas escolas, que é o preconceito contra os educandos marginalizados, estes são recebidos pela instituição escolar somente para cumprir a obrigação, quando surge algum problema referente a droga logo é retirado desse convívio. Ante a essa situação, é de extrema relevância salientar que muitas vezes o despreparo do professor é grande, relacionado aos problemas de drogas no espaço escolar, esse despreparo vem da própria formação do professor que não apresenta elementos para saber como atuar em tais situações.

OBJETIVOS:

Objetivo Geral:

Proporcionar aos professores condições para atuarem de modo eficaz frente ao aluno usuário de drogas. Conhecendo quais os riscos e ajudas que podem proporcionar ao educando.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.9 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com