TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Violência Domestica infantil

Por:   •  11/4/2016  •  Relatório de pesquisa  •  1.199 Palavras (5 Páginas)  •  228 Visualizações

Página 1 de 5
  1. IDENTIFICAÇÃO

Estagiário (a): Stefanya Saldanha Shinkawa

Campo de Estagio: Instituto Educacional Raio de Luz

Supervisor (a) de Campo: Aridna Bernardo de Jesus Oliveira

  1. QUAL É O PROBLEMA QUE JUSTIFICA A ELABORAÇÃO DO PROJETO?

Este projeto se fez necessário a partir de relatos e intervenções feitas pela Instituição que estou inserida no campo de estagio, juntamente com a Assistente social e órgãos responsáveis, sobre as possíveis e prováveis violência doméstica sofridas pelas crianças atendidas na instituição, onde o agressor é justamente pessoas da família, mais propriamente dito os pais.

 Por ser um assunto já muito tratado pela mídia e muito comum na sociedade, pois a maioria das vítimas de violência doméstica são crianças, adolescentes, mulheres e idosos, e por observar um número razoável de demanda sobre esse problema na instituição em que estou inserida no estágio, viu se a necessidade de abordar o tema violência doméstica como projeto de intervenção.

Todos os dias a mídia apresenta um quadro de violência assustador e as principais vítimas são Crianças, mulheres e idosos. Por isso, o projeto tem como objetivo principal prevenir e combater a violência contra crianças, e alerta também os educadores e familiares sob possíveis casos de violência contra elas, que pode está acontecendo ao redor ou até mesmo na sua própria residência, além de orienta-las na busca de ajuda dos órgãos competentes, minimizando assim o ciclo de violência.

 A violência doméstica é nutrida pela ignorância. Assim, para minimizar esse mal é preciso trazê-lo a público, examiná-lo e dar a solução necessária. Todos em geral (Educando, Educadores, Pais e familiares) devem tornar-se parte dessa solução e o primeiro passo é a prevenção, procurando alcançar primeiramente todas as faixas etárias atendidas pela Instituto Educacional Raio de Luz e as famílias atendidas.

  1. Qual é a expressão da Questão Social identificada e como ela aparece como um problema?

A violência doméstica não é um problema recente, pois está presente em todos os períodos de nossa história, estando atrelada à questão cultural relativa ao gênero e seus conflitos. A violência possui ligações profundas com a desigualdade entre as classes e a exclusão social. Ela está presente no nosso cotidiano, muitas vezes quando deparamos com ela, sentimentos de revolta, dor, medo e impotência para agir toma conta do ser. Uma das formas mais severas dessa violência é dirigida contra crianças.

Embora tão antigo como a própria história da humanidade, poucos conhecem a intensidade e abrangência desse fenômeno, muitas vezes, poucos parecem conhecer a intensidade desse fenômeno, e tal desconhecimento acaba por alimentar e incentivar mais ainda o ciclo de violência e impunidade. Muitos não sabem como agir, o silencia acaba parecendo a melhor saída, afinal a maioria pensa que ao se envolver num terreno tão perigoso e conflitante pode acabar custando caro.

A violência doméstica é acima de tudo uma relação desigual de poder, onde o mais forte subjuga do mais fraco. Pretende-se tratar aqui a violência contra criança, segundo o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA) entende-se criança como pessoa até 12 anos incompletos. Entende-se violência doméstica contra criança, todo ato de omissão praticado por pais, parentes responsáveis, contra a criança capaz de causar dano Físico, psicológico, sexual, implicando numa transgressão do poder, dever de proteção do adulto numa coisificação da infância.

 O adulto devido ao seu desenvolvimento físico e emocional, tem poder de proteger a criança, quando essa relação (adulto, criança) acontece dentro do ambiente familiar, além do poder de proteção o adulto passa a ter dever de exercer a essa proteção e quando esse poder, dever é transgredido se instaura uma das formas mais terríveis de violência. Uma das características mais marcantes do agressor de violência doméstica é enxergar a criança, não como um sujeito de direito e sim um objeto que lhe pertence, e que existe para executar todas as ordens e vontades.  

Percebe-se claramente a expressão da Questão Social neste problema, pois as crianças são absolutamente incapazes para exercerem os atos da vida civil e seus atos realizados sem representante legal são nulos. E percebe-se a necessidade de intervenção no Instituto Educacional Raio de Luz, pois muitas vezes as os profissionais não estão preparados para realizarem atendimento a este público alvo. Dessa forma, percebeu-se notoriamente a importância de uma intervenção prática do Serviço Social junto a esta demanda, pois o profissional da área está qualificado e capacitado a intervir em situação de conflitos afetivos, fomentando modificações no cotidiano e transformações na realidade social dos usuários e orientar os profissionais da instituição na melhor forma de atendimento as crianças atendidas ali, garantido o que está previsto na Constituição Art. 5º “Nenhuma criança ou adolescente será objeto de qualquer forma de negligencia, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão, punindo na forma da lei qualquer atentado, por ação ou omissão, aos direitos fundamentais.”  

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.1 Kb)   pdf (88.2 Kb)   docx (12.2 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com