TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A IDENTIFICAÇÃO DA BACTÉRIA ESCHERICHIA COLI

Por:   •  4/11/2019  •  Trabalho acadêmico  •  340 Palavras (2 Páginas)  •  7 Visualizações

Página 1 de 2

A IDENTIFICAÇÃO DA BACTÉRIA ESCHERICHIA COLI

A Escherichia coli (também chamada de E. coli) é uma bactéria encontrada habitualmente no intestino, não costumam ser percebidos sintomas da mesma, entretanto, em alguns casos, ela se faz presente com mais intensidade e assim é possível identificar sintomas, tais como; distúrbios intestinais, diarreia, dor abdominal e enjoos. Os sintomas normalmente começam a surgir cerca de 3 a 4 dias após o contato com a bactéria através do consumo de alimentos e água contaminados

Além de causar infecções intestinais, a ocorrência de E. coli também pode resultar em infecção urinária, que pode ser percebida através de dor ou ardor ao urinar e cheiro mais forte do xixi, devido à proximidade entre o ânus e a vagina se torna mais frequente de acontecer em mulheres. Concluímos então que é importante que seja identificada por meio de um exame microbiológico de urina específico, para que seja iniciado o tratamento, o médico deve indicar o uso de antibióticos, bem como o repouso, alimentação leve e ingestão de bastante líquidos.

Existem 4 tipos de E. coli que causam infecções intestinais;

Enterohemorrágicas: provocam diarreia sanguinolenta e se desenvolve em 2 a 7% dos casos. Essas cepas são frequentemente adquiridas de carne de vaca malcozida, mas também podem ser adquiridas de pessoas infectadas por via fecal-oral quando a higiene é inadequada.

Enterotoxigênicas: essas cepas podem causar diarreia aquosa, especialmente em lactentes e em viajantes (diarreia do viajante).

Enteroinvasivas: essas cepas podem causar diarreia inflamatória.

Enteropatogênicas: essas cepas podem causar diarreia aquosa, especialmente em lactantes.

Enteroagregativas: algumas cepas estão emergindo como causas potencialmente importantes de diarreia persistente em pacientes com AIDS e em crianças residentes em áreas tropicais.

Elas podem ser identificadas através de um exame de fezes solicitado pelo médico, pessoas mais propensas a essa bactéria são crianças, grávidas, idosos ou pessoas com sistema imune mais frágil como câncer ou AIDS. Amostras de sangue, fezes, ou outro material clínico são enviadas para cultura. Caso haja suspeita de cepas entero-hemorrágicas, o laboratório deve ser notificado, pois meios de cultura especiais são necessários.

Palavras Chave: Escherichia coli, bactéria, sintomas, infecção

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.4 Kb)   pdf (96.1 Kb)   docx (213.2 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com