TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Fatores que Favorecem a Permeação Cutânea

Por:   •  30/12/2020  •  Trabalho acadêmico  •  3.133 Palavras (13 Páginas)  •  6 Visualizações

Página 1 de 13

Fatores que favorecem a permeação cutânea

SILVA, Grazielle Viana*; DUARTE, Marcelo Silva**

* Pós graduanda em Estética clínica com ênfase em terapia aplicada, Univ. Estácio de Sá

** Professor Ms. Orientador Univ. Estácio de Sá

Resumo

No presente trabalho é realizada uma revisão sobre os fatores que favorecem a permeação cutânea de ativos, sendo uma boa condição da pele para receber o ativo cosmético, as técnicas utilizadas, as escolhas para as melhores formulações, que por sua vez se obtém de veículos e ativos. Para desenvolvimento de cosméticos mais eficazes e técnicas de aplicação mais avançadas, é de suma importância o conhecimento de mecanismos de permeação de substancias aplicada por via transdérmica. Sendo a via transdérmica uma procura significativa por suas inúmeras vantagens. Novos estudos para desenvolvimento de cosméticos que favorecem a permeação são necessários.

Palavras chaves: Permeação cutânea, ativos, veículos.

Abstract


In this work, a review is carried out on the factors that favor the skin permeation of assets, being a good condition of the skin to receive the cosmetic asset, the techniques used, the choices for the best formulations, which in turn are obtained from vehicles and active. For the development of more effective cosmetics and more advanced application techniques, it is extremely important to know the mechanisms of permeation of substances applied transdermally. The transdermal route is a significant demand for its numerous advantages. Further studies for the development of cosmetics that favor permeation are needed.

Keywords: Skin permeation, active, cosmetic vehicles.

Introdução        

        A pele é o maior órgão do corpo humano, composta de camadas como, a epiderme, a derme e a hipoderme, sendo a epiderme constituída por 4 camadas de células, a basal, granulosa, espinhosa e córnea (está é a mais externa). A penetração ou permeação são as formas para que ativos cosméticos alcancem o local de ação.

É necessária uma atenção em fatores que afetam a permeação cutânea, como a hidratação da pele, propriedades físico químicas dos ativos e a base utilizada (veiculo), as técnicas, sendo cada uma com sua particularidade em favorecer ou até mesmo afetar negativamente no procedimento aplicado, sendo necessário uma criteriosa avaliação.

O objetivo do presente estudo é verificar os fatores que favorecem a permeação, encontrando uma boa condição da pele, o fármaco em sua formulação adequada e técnicas utilizadas, através de uma revisão bibliográfica dos últimos 10 anos de artigos e sites indexados como BIREME, LILAC´S e Google acadêmico.

Desenvolvimento

Uma pele adequadamente hidratada, esta capaz de cumprir suas funções e permitir sua homeostase cutânea. Para uma conservação da saúde, maciez, flexibilidade, elasticidade e jovialidade cutânea é necessária manutenção de hidratação cutânea bem como a capacidade de renovação celular do organismo. Fica entendido que devido à quantidade e qualidade dos fatores de hidratação naturais e dos lipídeos, é que ocorre a retenção de água, sendo estes os principais responsáveis pela impermeabilização da camada córnea. Com uma manutenção da hidratação se mantém a integridade da barreira cutânea. (MEDLIJ, BEATRIZ)

         A pele sendo o maior órgão do organismo, e um recurso muito útil para acesso de medicamentos, porem existe barreiras na pele que impedem este acesso. O desenvolvimento da nanotecnologia tem torando útil, permitindo transpor a barreira dérmica e transportar o produto até seu local de ação, melhorando o processo e reduzindo efeitos indesejados. Apesar e um grande avanço dos nanocarreadores, há sempre um risco de uma reação alérgica aos componentes de uma formulação. Porém o desenvolvimento de nanovesiculas lipídicas tem mostrado eficiente em reduzir esta ação alérgica, por se tratar de grande similaridade com os componentes do organismo e redução de produtos inorgânicos em sua produção. ( DELTREGGIA; SILVA; et al, 2019)

As camadas da pele se apresentam como barreira à penetração de fármacos, por conseguinte os sistemas transdérmicos possibilitam a passagem de fármacos através da pele. Sobre isso, modernos estudos direcionam para o uso de promotores de permeação, o emprego da nanotecnologia, e produção de sistemas de liberação, promovendo melhor permeação de ativos na pele. Desta forma novas formas farmacêuticas se destacam, como as microemulsões, nanoemulsões e nanopartículas, que apresentam propriedades físicoquímicas e parâmetros farmacotécnicos adequados para o uso transdérmico. (SILVA; APOLINÁRIO; et al, 2010)

Um grande crescimento em desenvolvimento tem acontecido nos últimos anos em técnicas que permite aplicação transdérmica de fármacos. O uso destas técnicas a partir de utilizarem promotores químicos e físicos, favorecem uma eficiente liberação e permeação dos princípios ativos. A escolha do promotor a ser utilizado e uma tarefa difícil, mesmo apresentando uma capacidade de reduzir a barreira da pele, envolve vários outros fatores e a efeitos adversos que surgiram durante seu estudo. Em suma, a administração de substancias ativa por via transdérmica pode ser mais vantajosa em relação a oral, portanto é fundamental mais desenvolvimento de promotores de permeação transdérmica. (RAFEIRO, 2013)

A administração cutânea de fármacos tem tornado uma terapia moderna e importante, para tratamento de doenças dermatológicas e algumas sistêmicas. Há uma barreira eficaz contra agressões do ambiente externo na camada córnea da pele, deste modo em pessoas com a pele integra , dificulta a administração cutânea de fármacos. Por este motivo nos últimos anos , estratégias tem sido desenvolvidas para facilitar a passagem do fármaco na barreira córnea da pele , sem afetar sua função. Para promoção da absorção cutânea pode-se recorrer a métodos físicos e químicos. Com os estudos dos últimos anos, este método para absorção cutânea dos fármacos, e uma alternativa eficaz. (VIERA, 2013)

Fármacos para uso tópico permeiam na pele de forma passiva, para conseguirem passar a barreira da pele, possuem características lipofílicas, ao contrário, os fármacos hidrofílicos ou com peso molecular acima de 500Da , tem a penetração baixa. Fatores como conteúdo hidrolipídico, as condições e características fisiológicas da pele, as características físico-químicas da substância ativa e dos excipientes utilizados, métodos de produção e perfis de libertação dos fármacos, podem facilitar ou não a administração por via tópica. Por este motivo e importante mais estudos para alcançar de maneira efetiva os resultados pretendidos, pois tem que haver uma semelhança com a composição da pele tanto no veículo quanto a substancia ativa. Para qualquer fármaco a ser desenvolvido ou forma farmacêutica e importante identificar e considerar todas as questões do processo e haver uma boa seleção do fármaco e em sua própria formulação. (LOURENÇO, 2013)

...

Baixar como (para membros premium)  txt (22.9 Kb)   pdf (149.8 Kb)   docx (18.6 Kb)  
Continuar por mais 12 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com