TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Paralisia Cerebral na Fisioterapia

Por:   •  20/7/2020  •  Trabalho acadêmico  •  674 Palavras (3 Páginas)  •  9 Visualizações

Página 1 de 3

[pic 1]

Definição:

    Paralisia cerebral é uma desordem do movimento e da postura, persistente, porém variável, presente nos dois primeiros anos de vida pela interferência no desenvolvimento do SNC, causada por uma desordem não progressiva.

 Causas Pré, Peri e Pós natais no paciente com paralisia cerebral

  • Causas pré-natais – são fatores causais que ocorre antes do nascimento, fase intrauterina... exemplo disso é pelo uso de drogas, por parentes (consanguinidade), genética.
  • Causa peri- natal – ocorre durante o nascimento ... exemplo: tempo de gestação, tipo de parto (Cesária, normal, fórceps), tempo de duração do trabalho de parto.
  • Causa pós-natal – ocorre após o nascimento até os dois anos... exemplo: meningite, maus tratos, trauma físico, cardiopatia, pneumopátias.

Diferencie as classificações topográfica e clínica da Paralisia Cerebral

    A classificação da paralisia cerebral é feita de acordo com o local da lesão no SNC, da sintomatologia e da topografia corporal, levando em conta os membros atingidos pelo comprometimento.

  • Classificação da topografia: classificação de acordo com o membro afetado
  • Classificação Clinica: classificação de acordo com a área da lesão

Explique a classificação topográfica da Paralisia Cerebral

  • Quadriplégica / Tetraplegia ou Tetraparesia: Envolvimento dos quatro membros;
  • Diplegia ou diparesia: Envolvimento dos quatro membros, com as pernas mais afetadas do que os braços.
  • Triplegia ou triparesia: Envolvimento de três membros.
  • Hemiplegia ou hemiparesia: Um lado do corpo é afetado;
  • Monoplegia ou monoparesia: Um membro é afetado.

Explique os tipos clínicos da PC e associe com o respectivo tipo de tônus muscular e área de lesão:

 Paralisia cerebral espástica: Lesão do neurônio motor superior, apresentando hipertonia elástica, Hiperreflexia osteo tendinea, clonus associado, paresia/ plegia e posturas anormais.

Paralisia cerebral discinética: (extrapiramidal) lesão no núcleo da base, apresentando movimentos involuntário coreico, atetóide e distónico.

Paralisia cerebral ataxica: Ocorre lesão no cerebelo, apresentando incordenancia motora, distúrbio de desequilíbrio, dismetria do movimento, hipotonia e tremor no movimento.

Explique o objetivo das escalas de avaliação Gross Motor Function Classification System (GMFCS) e a Pediatric Evaluation of Disability Inventory (PEDI).

    A GMFCS avalia o movimento iniciado pelo paciente e sua necessidade de tecnologia assistida, avaliando assim a qualidade de seu desempenho.

 Tem por objetivo classificar a função motora grossa da criança com ênfase no movimento de sentar e caminha por meio de 5 níveis motores presentes, e estas existem em cada uma das divisões nas seguintes faixas etárias: 0-2 anos, 2-4 anos, 4-6 anos, 6-12 anos e 12-18 anos. Em cada uma dessas faixa etária existem particularidade ao nivel do que se espera no desempenho motor de cada paciente.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.6 Kb)   pdf (90.6 Kb)   docx (10.6 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com