TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Mitos e Verdades sobre alimentos

Por:   •  7/3/2013  •  Resenha  •  1.488 Palavras (6 Páginas)  •  564 Visualizações

Página 1 de 6

Mitos e Verdades sobre alimentos:

Café atrasa o crescimento – A cafeína não interfere no crescimento, mas deve ser escassa na alimentação das crianças. Excesso de cafeína pode impedir a absorção de cálcio e outros nutrientes).

Peixe faz bem para o cérebro – O peixe é uma boa fonte de ômega-3, que tem sido considerado importante para a saúde do cérebro.

Comer cenoura melhora a visão – A deficiência de vitamina A pode causar cegueira, e a cenoura, assim como outros vegetais com alta concentração dessa vitamina, ajuda a manter a saúde dos olhos. Mas aumentar seu consumo não melhora a visão.

Se engolir caroço de melancia, uma planta nascerá em sua barriga – Embora pareça óbvio, vale a pena frisar que sementes precisam de condições especiais para germinar, como umidade, temperatura adequada, oxigênio e luz. Na escuridão do estômago, esses elementos não estão presentes e, assim, uma semente nunca poderia brotar.

Comer casca de pão encrespa o cabelo – A textura do cabelo é genética e não existem estudos científicos que demonstrem relação entre o alimento e as madeixas. Aliás, um estudo realizado pela German Research Center of Food Chemistry in Garching, dirigido por Thomas Hofmann, professor da Universidade de Munster, Alemanha, descobriu que a casca torradinha é rica em antioxidantes úteis para a prevenção do câncer.

Fibra faz bem à digestão – O gastroenterologista Flávio Ejima explica que o consumo de alimentos ricos em fibras tem uma função importante no aparelho digestivo, controlando os movimentos peristálticos do intestino e facilitando a digestão. Mas como todos os excessos, também apresenta riscos. Se você come muita fibra e não toma bastante líquido, a digestão fica mais vagarosa. Fibras, em geral, fazem muito bem. Mas nunca deixe a água de lado.

Adoçante, panela de alumínio e desodorante provocam câncer – Essa é uma crendice do século 21, alimentada pelos e-mails divulgados pela Internet, alguns deles anônimos. O oncologista Eduardo Johnson afirma que nenhum estudo científico comprovou até agora que esses três produtos provocam tumores malignos. ‘‘São apenas boatos’’, diz Johnson. Ele cita como exemplo o caso da sacarina, durante 20 anos apontada como uma substância cancerígena. Pesquisadores americanos concluíram que os tumores em ratos, provocados pela sacarina, crescem devido a mecanismos que não são relevantes para as condições humanas. Por isso, a sacarina foi retirada da lista de substâncias cancerígenas que é publicada todos os anos pelo Instituto Nacional do Ambiente e Ciências da Saúde dos Estados Unidos.

A causa da obesidade é sempre hormonal - A crença de que os obesos apresentam um excesso de tecido gorduroso por causa de desequilíbrios hormonais é falsa. As causas orgânicas endócrinas ocupam, no máximo, cinco por cento do quadro da doença. Os outros 95% se devem a causas externas, como alimentação rica em gorduras e carboidratos e a falta de exercícios físicos. Mas a endocrinologista Rosemary Marlière Létti adverte que o excesso de peso leva ao desequilíbrio do nosso corpo, provocando doenças como diabetes e problemas cardíacos. Pesquisa do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas de São Paulo (Incor), em Itapetininga, cidade do interior paulista, constatou que 20% das crianças obesas apresentam altas taxas de LDL, o mau colesterol, e teriam maior predisposição a infartos e derrames na vida adulta.

Não se deve tomar banho depois de uma refeição pesada – Depende do tamanho da refeição. Após uma comidinha leve não tem problema. Mas em alguns casos é bom seguir os conselhos da vovó. Depois de uma feijoada, com certeza, o banho vai dificultar a digestão. Isso porque, depois da refeição, o metabolismo fica todo voltado para o processamento do alimento e qualquer tipo de atividade física que consuma mais energia vai desviar parte do fluxo sangüíneo para a musculatura e atrapalhar a digestão. Agora, durante um churrasquinho à beira da piscina, não faz mal nenhum dar um mergulho.

Alimento diet é a mesma coisa que alimento light – A endocrinologista Rosemary Marlière Létti explica que esses dois tipos de alimentos são totalmente diferentes. Os alimentos diet são aqueles que têm total ausência de algum ingrediente, como açúcar e gordura, por exemplo. São indicados para pessoas que são diabéticas ou apresentam altas taxas de colesterol e triglicerídeos no sangue. Os light têm apenas uma redução dos mesmos ingredientes, por volta de 25%. São indicados para quem deseja emagrecer. Ela dá um conselho: compare as informações dos rótulos para saber se determinado produto é realmente o que diz ser.

Água

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.7 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com