TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A ALIMENTAÇÃO NORTE AMERICANA

Por:   •  22/11/2016  •  Relatório de pesquisa  •  4.746 Palavras (19 Páginas)  •  348 Visualizações

Página 1 de 19

ALIMENTAÇÃO NORTE AMERICANA

 

RESUMO

Cada país, estado, cidade, são influenciadas por suas diversas culturas, tanto comportamental, social, quanto a alimentar. A influência gastronômica é dada principalmente por conta de imigrações e colonizações. A mistura de culturas faz com que o numero de diversificação alimentar seja uma grande escala e que cada local tenha seus hábitos, influências, diversas curiosidades e até mesmo mitos criados pela a população à qual está voltada. A gastronomia americana é inspirada por diversos povos, entre eles, os ingleses, franceses, espanhóis, chineses, negros e índios. Os índios norte-americanos fizeram do milho o alimento estadunidense principal. Atualmente a comida americana tem conhecimento mundial, sendo consideradas atraentes e muito calóricas. Os alimentos americanos têm a característica de praticidade, sendo de baixo custo, simples e rápido preparo. Outra característica bem marcante são os fastfoods, lanchonetes bem procuradas por americanos, onde são vendidos alimentos nada nutritivos que prejudicam a saúde levando a graves quadros de problemas cardiovasculares e a obesidade como hambúrgueres, batata frita, hot-dog, pizza e milkshakes. A alimentação americana é dividida em quatro refeições: café da manhã, almoço, jantar e lanches, sendo o janta a principal refeição. A fonte proteica mais consumida é a carne, especificamente steaks e churrasco de hambúrguer. Apesar de ser um país com de terra abundante para plantações e criações, assim, fornecendo alimentos nutritivos, é possível observar que os norte-americanos possuem uma alimentação nada saudável, com alimentos ricos em gorduras e açucares. Isso vem chamando a atenção mundialmente devido aos riscos que esse consumo excessivo pode trazer. Além de ser uma população com alto consumo calórico, os norte-americanos não tem o hábito de consumirem frutas e verduras. O departamento da agricultura dos Estados Unidos (USDA) criou em 1992 uma Pirâmide Alimentar como ferramenta de educação alimentar e nutricional, incentivando hábitos saudáveis, projetada especialmente para os americanos, contendo informações sobre quais alimentos e em que quantidade devem ser consumidos. Esse guia alimentar ganhou diversas atualizações durante os anos e as mudanças de hábitos. Sendo assim, os objetivos do presente trabalho são revisar a literatura sobre os hábitos alimentares do povo americano e elaborar plano alimentar para individuo do sexo masculino, pesando 70 kg, 25 anos, com estatura de 1,75m e praticante de atividade física.

Palavras-chave: alimentação; estadunidense; hábitos alimentares.

1        INTRODUÇÃO

A culinária típica é considerada uma das mais evidentes e marcantes características da identidade cultural de um povo, nação ou sociedade, sobretudo para leigos sobre a história das civilizações e da gastronomia. Toda culinária típica na verdade é resultado de uma mistura de influências de várias culturas, fatores ambientais, sociais, políticos, econômicos e biológicos. “Encontramos nas culinárias os vestígios das trocas culturais entre os povos. As cozinhas são produtos de miscigenação cultural”. (1)

As culturas gastronômicas sofrem diferentes esteriotipações de acordo com a visão de cada país ao analisá-las. No caso do Brasil, é comum a ideia de que toda receita de massa, como pizza ou lasanha, tenha origem genuinamente italiana e que nos Estados Unidos só se come sanduíches e fast-food. Na verdade, os estereótipos das culturas gastronômicas nem sempre representam a realidade alimentar da nação, como o desenvolver deste trabalho comprovará. (2)

Por ser um país formado por diferentes culturas, o padrão de alimentação dos americanos pode variar de região para região e, por mais que sejam famosos por suas diferentes redes de fast-foods, por lá se come de tudo. De fato, não se pode dizer que haja uma única culinária no país, mas várias entre as quais: A culinária dos índios norte-americana; A culinária tex-mex, ou seja, de base texana, mas com influência mexicana; A culinária sulista que, em parte, se confunde com a culinária dos negros norte-americanos. (3)

 Os Estados Unidos são famosos mundialmente pelas suas redes de fast-foods. Os nortes americanos almoçam muitas vezes em fast-foods, justamente por causa do pouco tempo disponível dos trabalhos para o almoço, bem por causa dos baixos preços dos produtos oferecido. A cozinha tradicional estadunidense utiliza ingredientes como peru, veado, carne de cervo de rabo branco, batata, batata doce, milho, abóbora, xarope de bordo, alimentos utilizados pelos povos nativos americanos e pelos colonizadores europeus. Carne de porco lentamente cozido e churrasco de carne, crabcakes, batata frita e cookies de chocolate são pratos distintamente estadunidenses. A soul food, desenvolvida por escravos africanos, é popular em todo o Sul e entre muitos afro-americanos em todo o país. O sincretismo, como o presente nas culinárias crioula da Louisiana, Cajun e Tex-Mex, é regionalmente importante. A torta de maçã e o hot-dog não só são comidas típicas do país, mas também são símbolos nacionais. (4)

...

Baixar como (para membros premium)  txt (30 Kb)   pdf (259.3 Kb)   docx (19.7 Kb)  
Continuar por mais 18 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com