TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Avaliação do Estado Nutricional

Por:   •  9/4/2016  •  Trabalho acadêmico  •  3.488 Palavras (14 Páginas)  •  62 Visualizações

Página 1 de 14

UNIVERSIDADE PAULISTA

NUTRIÇÃO

AMANDA BRAZ C13389-2

DAIANE DE OLIVEIRA LEMOS B976IH-0

DÉULLYS PONTES MARTINS C09032-8

GISELLE DE SOUZA REIS C274FF-1

MARISA NERES P. DA SILVA C08EJG-9

PATRÍCIA DA CUNHA MACHADO C05AAA-2

POLYANA NUNES DE SOUSA ANTUNES C0988E-9

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL DO ADOLESCENTE: CONHECIMENTOS, PERCEPÇÕES E ESCOLHAS ALIMENTARES

Brasília - DF

Maio, 2014


                                  Introdução

Abordaremos aspectos da vida nutricional dos adolescentes, sendo que a apresentação de conceitos adequados referentes a uma alimentação saudável promove ao indivíduo anseio de mudar seu comportamento, promovendo também a conscientização dos riscos e das conseqüências de seus hábitos alimentares.

 ADOLESCÊNCIA

A adolescência é uma etapa evolutiva peculiar ao ser humano, e que encerra todo o processo maturativo biopsicossocial do indivíduo. A adolescência é o período de transição entre a infância e a vida adulta, caracterizado pelos impulsos do desenvolvimento físico, mental, emocional, sexual e social e pelos esforços do individuo em alcançar os objetivos relacionados ás expectativas culturais da sociedade em que vive. A adolescência se inicia com as mudanças corporais da puberdade e termina quando o individuo consolida seu conhecimento e sua personalidade, obtendo progressivamente sua independência econômica, além da integração em seu grupo social.

Os limites cronológicos da adolescência são definidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) entre 10 e 19 anos (adolescentes) e pela Organização das Nações Unidas (ONU) entre 15 e 24 anos, critério este usado principalmente para fins estatísticos e políticos.

 Dados Demográficos

O fundo das nações unidas para a infância (UNICEF) divulgou um relatório em 2011 que de acordo com os dados no Brasil havia 21 milhões de adolescentes entre 12 e 17 anos. Já o IBGE considerou adolescentes entre 10 e 19 anos no ano de 2010 tendo um total de aproximadamente 45 milhões de adolescentes.

Adolescência e alimentação saudável

A adolescência é uma fase de intenso crescimento e desenvolvimento físico e psíquico, exigindo um aumento das necessidades nutricionais. Deve encontrar-se um equilíbrio entre a satisfação destas necessidades nutricionais e os gastos físicos diários. A adoção de estilos de vida menos saudáveis poderá ter conseqüências negativas na saúde do jovem e na do adulto que ele virá a ser, por isso este deve procurar ter uma alimentação saudável e praticar atividade física.                                                             

Nesta etapa o que nutricionalmente pode merecer mais atenção é a quantidade de energia diária necessária, que, nesta fase da vida, varia consideravelmente entre sexos, de acordo com a taxa de velocidade de crescimento, composição corporal e grau de atividade física, que poderá estar aumentada. No entanto devido às preocupações com o aumento do excesso de peso e obesidade nos adolescentes, há que analisar individualmente cada caso.                                                                                                                 

As proteínas contribuem para a reparação e construção dos tecidos e estão associadas diretamente com o crescimento. Durante o período da adolescência as necessidades protéicas variam de acordo com o grau de maturação física, de acordo com os dados das Dietary Reference Intakes, estes valores podem ir desde as 34 g às 52 g/dia, correspondendo a cerca de 10-30% do Valor Energético total diário. As necessidades de vitaminas e os minerais que são especialmente importantes e elevadas nos adolescentes, para suprir o desenvolvimento e o crescimento físico, no entanto existem algumas que carecem de especial atenção.                                   

Devido ao desenvolvimento muscular acelerado, esquelético e endócrino, as necessidades de cálcio são superiores durante a puberdade e adolescência que na infância e idade adulta. Alimentos como os lacticínios, ovos, pescado, frutos gordos (amêndoas, nozes, avelãs, etc.), hortaliças verde-escuras (brócolos, espinafres, couves, alface, etc.), são boas fontes de cálcio.                                        

Relacionando a alimentação e adolescência, encontramos também que o “estilo jovem de ser” passa a ser marca registrada, sendo um estilo de vida representado por expressões características, como, por exemplo, o consumo de hambúrguer, Coca-Cola e outros alimentos pouco saudáveis. Este fato levanta questões importantes de que a mídia tem grande influência sobre a opinião dos outros adolescentes, seja por meio da televisão ou de redes sociais.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (21 Kb)  
Continuar por mais 13 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com