TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE COLETA, TRANSPORTE, TRATAMENTO E DEPOSIÇÃO DOS DEJETOS GERADOS NO EMPREENDIMENTO

Por:   •  18/12/2017  •  Resenha  •  496 Palavras (2 Páginas)  •  512 Visualizações

Página 1 de 2

MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE COLETA, TRANSPORTE, TRATAMENTO E DEPOSIÇÃO DOS DEJETOS GERADOS NO EMPREENDIMENTO.

Sistema de coleta, tratamento e destinação de dejetos:

        Para a condução dos dejetos oriundos do processo de produção, utilizam-se tubos PVC até a esterqueira, a qual é constituída por um tanque simples. A capacidade da esterqueira para disposição de dejetos é de 600 m³.

Itens a serem vistoriados periodicamente :

Vistoriar os digestores  antes de soltar os dejetos:

  • Antes de iniciar a descarga dos dejetos, o responsável pela atividade deve vistoriar os digestores e suas tubulações para evitar possíveis vazamentos e transbordamentos.

Verificar dejetos nas valas:

  • Vistoriar periodicamente as valas externas, para que não ocorra vazamento de dejetos e fazer possíveis reparos. Respeitar uma margem de segurança de, no mínimo, 10 cm da borda superior da vala.
  • Antes de iniciar a descarga, o responsável pela atividade deve homogeneizar os dejetos na vala com a ajuda de um rodo. Após a homogeneização, os dejetos devem ser destinados para a esterqueira, abrindo-se por completo a comporta de descarga. Após a completa descarga, com a ajuda do rodo, deve proceder a limpeza total do material sólido restante.

Ver estado dos digestores, nível, e outras condições:

  • A esterqueira deve ser vistoriada periodicamente pelo responsável pela atividade, a fim de garantir que as instalações e tubulações de esgoto estão em perfeito estado de funcionamento. Deve-se deixar no mínimo 30 cm da esterqueira sem encher, para evitar possíveis transbordamentos.

Verificação da cobertura vegetal no solo nos arredores da lagoa:  

  • Quando existir cobertura vegetal nas laterais dos digestores, devem ser providenciadas roçadas periódicas, de forma que a cobertura vegetal não ultrapasse 30 cm da altura.

Compostagem de dejetos líquidos:

  • A compostagem é um processo que dura, em média, 120 dias. Deve-se observar sempre esse período de repouso, antes da distribuição dos dejetos no solo.
  • A distribuição dos dejetos no solo deve obedecer as Normas Ambientais.

 

Destinação de dejetos e Taxas de Aplicação e Periodicidade:

  • O lodo, resíduos mais seco, oriundos dos tanques de armazenamento, será utilizada como fonte de acréscimo dos elementos químicos necessários para o desenvolvimento das culturas e, principalmente, para a melhoria das condições físicas (estruturação do solo) pela incorporação de matéria orgânica.
  • O produto restante, (em forma líquida), após um período mínimo de 120 dias de repouso para fermentação, será aplicado sobre o solo agrícola, em lavouras próprias de cultivo anual, pastagens nativas ou cultivadas, áreas de reflorestamento e pomares. A retirada e a aplicação se farão através de bomba de sucção, mangueiras e tubulações, e, será aspergido em camada uniforme sobre o solo. A disposição dar-se-á respeitando as distâncias constantes no projeto e as quantidades a serem aplicadas serão definidas mediante análise do solo.
  • Os dejetos serão distribuídos de modo a manter-se, sempre, uma distância mínima de 100 metros de rios, arroios e estradas.
  • Os dejetos propiciam um aumento na produtividade na lavoura e diminuição dos custos com insumos.

Veranópolis, 15 de Dezembro de 2017.

_____________________________________________

VALDIR SANTO CENCI 

Proprietário

CPF: 137.153.130-72

(54 ) 991985402

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.4 Kb)   pdf (109.6 Kb)   docx (13.4 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com