TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Kaoru Ishikawa

Monografias: Kaoru Ishikawa. Pesquise 860.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  31/8/2013  •  1.356 Palavras (6 Páginas)  •  970 Visualizações

Página 1 de 6

Kaoru Ishikawa- Biografia

Kaoru Ishikawa (1915-1989), nascido em Tokyo, o mais velho dos oito filhos de Ichiro Ishikawa. Educado em uma família com extensa tradição industrial, graduou-se em Química na Universidade de Tokyo em 1939. De 1939 a 1941 trabalhou no exército como técnico naval, então foi trabalhar na “Nissan Liquid Fuel Company” até 1947. Exerceu também a o ensino na área de Engenharia na mesma Universidade em que se formou. Em 1949, Ishikawa entrou para a União Japonesa de Cientistas e Engenheiros (JUSE), um grupo de pesquisa de controle de qualidade.

Licenciou-se em Química Aplicada pela Universidade de Tóquio. Logo após a segunda guerra mundial foi um dos impulsionadores da Japonese Union of Scientits and Engineers , promotora da qualidade no Japão.

Ishikawa é a figura nipônica mais representativa do movimento de qualidade. Nos anos 50 e 60 lecionou cursos para executivos sobre controlo de qualidade, esteve envolvido nas normas japonesas e internacionais de certificação.

Aprendeu as noções mais básicas com os americanos, com base nesse aprendizado soube desenvolver uma estratégica de qualidade para o Japão. Uma de suas principais contribuições foi a criação dos sete instrumentos do controle da qualidade. Gráfico de Pareto, Diagramas de causa-efeito, Histogramas, Folhas de verificação, Diagramas de dispersão, Gráficos de controle e os Fluxogramas. E em sua opinião cerca de 95% dos problemas de qualidade são resolvidos com estas sete ferramentas da qualidade.

Faleceu em 1989 e em sua homenagem a ASQC atribui anualmente a Ishikawa Medal aos indivíduos ou grupos de trabalho que mais se destacarem nos aspectos humanos da qualidade.

O controle de qualidade garante que as atividades de um programa ocorram conforme planejado. As atividades de controle da qualidade também poderão descobrir falhas no projeto de bens e serviços e assim indicar mudanças que poderiam melhorar a qualidade.

O LEGADO DOS SEUS CONCEITOS

• A qualidade do produto é melhorada e uniformizada. Os defeitos diminuem.

• A fiabilidade dos produtos melhora.

• Redução de custos.

• A produção aumenta e passa a ser possível fazer planeamento fiável.

• Peças defeituosas e peças que necessitam de re-trabalho diminuem.

• Custos com inspecções e testes são reduzidos.

• Melhores relações são estababelecidas entre os diversos departamentos.

• É fomentada a discussão livre e democrática.

• Reuniões decorrem mais organizadas e com praticipação de todos os envolvidos.

• Ênfase no cliente interno

• Difusão pelo mundo inteiro dos Círculos de Qualidade.

Alguns prêmios recebidos por ele:

 Deming Prize, o Nihon Keizai (prêmio dado pela imprensa);

 Standardisation Prize Industrial pelas suas publicações em Controle de Qualidade;

 Grant Award em 1971, da Sociedade americana para Controle de qualidade.

DATAS IMPORTANTES

• 1915: Nasce em Tóquio. É o mais velho de 8 filhos.

• 1939: Termina o seu curso de Engenharia em Química Aplicada, na Universidade de Tóquio.

• 1939-1941: O seu primeiro emprego como técnico naval.

• 1941-1947: trabalha na Nissan Combustíveis Líquidos.

• 1947: contratado como professor assistente na Universidade de Tóquio.

• 1960: termina o seu doutoramento e é promovido a Professor na Universidade de Tóquio.

• 1962: Introduz pela primeira vez o conceito dos Círculos de Qualidade.

• 1982: nasce oficialmente o Diagrama de Ishikawa.

• 1989: Morre aos 74 anos.

Como já citado as sete ferramentas ajudam em:

 Gráfico de Pareto.

O diagrama de Pareto é um gráfico de barras que ordena as frequências das ocorrências, da maior para a menor, permitindo a priorização dos problemas. Mostra ainda a curva de percentagens acumuladas. Permite facilmente a visualização e identificação das causas ou problemas mais importantes assim concentrando os esforços sobre os mesmos.

 Diagramas de Causa-Efeito (espinha de peixe ou diagrama de Ishikawa)

É uma ferramenta gráfica utilizada pela administração para o Gerenciamento e o Controle da Qualidade (CQ) em processos diversos. Formulado por Ishikawa em 1943, onde ele utilizou para explicar aos engenheiros da Kawasaki como que vários fatores podem ser ordenados e relacionados. O nome diagrama de Ishikawa veio em 1962 quando J.M. Juran o batizou assim. Ele é desenhado para mostrar com clareza as varias causas que afetam o processo. Para cada efeito existem inúmeras causas como as 6M’s: método, mão-de-obra, matéria-prima, máquinas, mensuração e meio ambiente.

O diagrama Ishikawa bem detalhado tomará a forma de uma espinha de peixe. Será definida a lista de possíveis causas as mais prováveis serão identificadas e selecionadas para uma melhor análise, sempre eliminar a causa e não o sintoma do problema.

Em geral esse tipo de ferramenta é aplicado em grupos interdisciplinares de forma que o grupo tenha condições de detectar diversas possíveis causas para o efeito.

Resumindo: é uma ferramenta utilizada para apresentar a relação existente entre um resultado de um processo (efeito) e os fatores (causas) do processo que por razões técnicas podem afetar o resultado considerado.

HISTOGRAMA

É um gráfico de barras que tem por objetivo analisar e representar dados quantitativos agrupados em classes de frequência que permite mostrar a forma, o ponto central e a variação de distribuição. E pode ser classificado de acordo com algumas características:

 Histograma

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.8 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com