TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

POSTURA INADEQUADA EM UM AMBIENTEDE TRABALHO DE CORTE E COSTURA DE TECIDO

Por:   •  19/5/2015  •  Monografia  •  2.502 Palavras (11 Páginas)  •  182 Visualizações

Página 1 de 11

POSTURA INADEQUADA EM UM AMBIENTEDE TRABALHO DE CORTE E COSTURA DE TECIDO

Luiz Carlos Rabelo de Oliveira Junior[1]

Msc. Delaine de Sousa Silva Álvares[2]

RESUMO

As doenças ocupacionais vêm crescendo a cada dia e atingindo diversos trabalhadores, gerando necessidade de adequações ergonômicas. Este estudo teve por objetivo averiguar os problemas relativos à má postura, no decorrer do cumprimento das atividades diárias e, principalmente, definir o perfil dos colaboradores da linha de produção de corte e costura de tecido; a possível existência de relação, ou não, da má postura durante a jornada de trabalho; verificar as condições do ambiente de trabalho; constatar a relação entre a má postura e o absentismo. A pesquisa se caracterizou como sendo descritiva quantitativa. A amostra constou de 11 colaboradores do setor de corte e costura de tecido uma Indústria de Estofados e Colchões, com faixa etária variando entre 22 a 45 anos, sendo predominantemente do sexo feminino. Para a coleta de dados utilizou-se um questionário, contendo questões abertas e fechadas. No tratamento das informações foi utilizada a metodologia da estatística descritiva. A partir dos dados coletados, constatou-se: os colaboradores, do setor de corte e costura, exercem suas atividades sob condições ergonômicas inadequadas, o que influencia diretamente a sua saúde. Diante deste quadro, conclui-se que faz necessária a conscientização do próprio colaborador, promovendo as adaptações ergonômicas.

Palavras-Chave Postura, Absenteísmo, Desconforto.

ABSTRATC

Occupational diseases are growing every day and reaching many workers, generating the need for ergonomic adjustments. This study aimed to investigate the problems related to poor posture, during the performance of daily activities and especially to define the profile of the employees of the production line of cutting and sewing fabric, the possible existence of a relationship, or not, of poor posture during the workday; verify the conditions of the work environment, noting the relationship between poor posture and absenteeism. The research was characterized as being descriptive quantitative. The sample consisted of 11 employees in the industry of cutting and sewing of fabric an Industry Upholstery and mattresses, with ages ranging from 22-45 years, predominantly female. For data collection we used a questionnaire with open and closed questions. In information processing methodology was used descriptive statistics. From the data collected, it was found: the employees, the sewing industry, conduct their activities under inadequate ergonomic conditions, which directly influences their health. Given this situation, it is concluded that is necessary awareness of their own employees, promoting ergonomic adaptations.

KEY-WORDS:Posture, Absenteeism, Discomfort.

1 - INTRODUÇÃO

O crescimento de doenças e patologias relacionadas a atividades rotineiras em condições adversas, agravada por exposições nos locais de trabalho faz com que diminua a capacidade laboral dos colaboradores ao longo dos anos. A evidência das doenças ocupacionais no ambiente de trabalho é clara, como também,a diminuição da produtividade e o desgaste do trabalhador. Todos esses fatores acabam causando um descaso com o trabalhador, que passa de peça chave da empresa para um mero prestador de serviço.

A postura adotada pelos colaboradores do setor de corte e costura de tecido em uma Indústria de Estofados e Colchões, no seu dia á dia de trabalho, se caracteriza por ser deficitária em termos de qualidade, destacando-se os movimentos repetitivos, e a má postura adotada, tornando os colaboradores propensos a apresentar problemas de postura.

2 - DESENVOLVIMENTO E DEMONSTRAÇÃO DOS RESULTADOS:

2.1 - O ESTUDO

Uma das principais características do corpo humano é ser dinâmico, adotando as mais diversas posições para os diversos tipos de atividades, estando ele em posição estática ou dinâmica. Mesmo estando em posição estática, o corpo sofre diversas alterações de postura, sendo que deixa de variar a posição de algumas estruturas. A busca do conforto e funcionabilidade induzem a constantes variações na postura, para a realização das atividades, estando o indivíduo em posição sentada ou ereta.

A partir do momento que o funcionário passa a adotar uma má postura formando vícios posturais, durante a atividade e realizando-as de forma repetitiva por um longo período, ele passa a estar propenso a desenvolver distúrbios ocupacionais, sendo que o primeiro sinal do distúrbio é a dor, podendo avançar para retrações musculares, rigidez articular e desvios posturais. Grandjean (1998) relata que com intuito de prevenir as futuras alterações posturais, e de reduzir o agravamento das já existentes, além de aumentar o rendimento nos postos de trabalho, é de fundamental importância um estudo sobre o posto de trabalho, que detecte os principais desconfortos posturais, fornecendo subsídios para que se possa sugeri mudanças, adaptando ergonomicamente o posto de trabalho ao trabalhador.

Observando todos os fatores que possuem relação direta e indireta com a atividade realizada pelos colaboradores do setor de corte e costura de uma Indústria de Estofados e Colchões, em sua rotina de trabalho, buscou-se verificar a influência da postura adotada na realização das atividades, tendo como objetivos determinar o perfil dos colaboradores; verificar as condições de trabalho; relacionados ao ambiente de trabalho; constatar a relação entre a má postura e o absentismo.

        

2.2 –REFERÊNCIAL TEÓRICO

A tecnologia vem contribuindo ao longo dos anos para que o homem adote um estilo de vida sedentário, sem ter que fazer esforço algum para determinados fins. Ilda (1998) concorda e relata que, as máquinas vêm substituindo o homem em diversas tarefas, levando o homem a realizar atividades sedentárias, ou de pouca qualidade na execução dos movimentos. Segundo Miranda (2000) anatomicamente a coluna vertebral é dividida em regiões que se chamam coluna cervical, coluna torácica, coluna lombar, o sacro e cóccix.

De acordo com Hall (1993) as capacidades de movimento da coluna como uma unidade são as de uma articulação esferoidal, com movimentos em três planos, incluindo a circundução. O arco de movimento da coluna está relacionado com a idade, sofrendo um decréscimo de aproximadamente 50% desde a adolescência até idades avançadas.

A coluna vertebral assume três funções biomecânicas de acordo com Rodrigues e Guimarães (1998):

- eixo de suporte do corpo;

- proteção da medula espinhal e das raízes nervosas;

- eixo de movimentação do corpo.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (17.6 Kb)   pdf (191.1 Kb)   docx (56.4 Kb)  
Continuar por mais 10 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com