TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Pré-projeto-tcc-controle

Por:   •  22/5/2013  •  10.113 Palavras (41 Páginas)  •  2.043 Visualizações

Página 1 de 41

Kama Sutra

O Kama Sutra é hoje o mais conhecido livro do amor. Embora seja um livro sobre sexo, é

preciso considerar que o livro enfatiza a arte e os modos que uma pessoa deve praticar o

sexo, envolvendo todos os cinco sentidos: audição, tato, visão, paladar e olfato, além da

mente e da alma.

O seu nome provém da divindade masculina hindu Kama, que simboliza o desejo e o amor

carnal, e Sutra, que significa conjunto de ensinamentos, no antigo sânscrito. Este manual

indiano foi escrito no século IV pelo sábio e nobre,

Vatsyayana, para a nobreza da Índia, e especificamente

para os homens, embora as necessidades femininas não

tenham sido ignoradas em suas páginas. Muito pelo

contrário. O autor relata detalhadamente as instruções

corretas para a excitação da mulher pelo parceiro, incluindo

a importância do homem fazer a mulher atingir o orgasmo,

seja pelo ato sexual em si, ou através de carícias.

O Kama Sutra traz um conjunto de regras sobre a prática do

amor, segundo os princípios da filosofia indiana, que eleva o

sexo a uma experiência sexual magnífica. As exigências

físicas para realização das posições do Kama Sutra o

tornaram famoso, pois algumas parecem perfeitas

acrobacias e outras, lembram as posições usadas na voga.

O livro não é apenas um manual de posições. Além de descrever, detalhadamente, 64 formas

de amar, consideradas essenciais, pretende também ser um guia para desenvolver o

erotismo e sensualidade de ambientes, situações e pessoas. Velas e óleos aromáticos,

comidas afrodisíacas, perfumes e músicas, fazem parte de todo o ritual. Nos próprios

desenhos que ilustram o manual, é fácil perceber como estavam sempre enfeitados com

tecidos leves, coloridos e sensuais e cheios de adornos como colares e brincos. Outros livros

surgiram inspirados no Kama Sutra seguindo a mesma linha erótico-sensual, muitos séculos

depois. Também na Índia, foi escrito o “Ananga Ranga” e seu autor, Kalyana Malla,

acreditava que o maior motivo de separação entre um casal é a monotonia que surge nas

relações sexuais, além do sentimento de posse. Ele ainda afirmava que mulheres e homens

casados só acabam nos braços de estranhos porque precisam de prazeres variados. Esta foi

a grande causa da criação de Ananga Ranga: manter aquecido o relacionamento de um

casal. Ananga Ranga, que provavelmente quer dizer marido e esposa, é, na verdade, uma

coletânea de obras eróticas e inclui, até mesmo, parte do Kama Sutra.

Outro manual que pretende ensinar a arte de amar é o árabe O Jardim das Delícias, escrito

por Sheikh Nefzawi no final do século XV, que foi publicado no Brasil com o nome O Jardim

Perfumado. Esta obra reflete bem a cultura da época, relatada com o tom um tanto machista

do autor. A intenção seria manter o livro escondido das mulheres já que o domínio masculino

era quase que total. Durante todo o livro, são relatados as experiências masculinas, e

conselhos aos homens para atingir o prazer.

Para os dias atuais e com a liberação feminina, pode-se encará-lo como um manual

interessante para uma leitura a dois.

Você vai conhecer agora, algumas das posições sexuais do famoso Kama Sutra, com

ilustrações de seus desenhos originais, e também, fotos atualizadas com outros tipos de

posições que compõem o Kama Sutra, o Ananga Ranga,

...

Baixar como (para membros premium)  txt (63.9 Kb)  
Continuar por mais 40 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com