TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

QUESTIONÁRIO SOBRE TRANSPORTE AQUAVIÁRIO

Por:   •  26/3/2020  •  Projeto de pesquisa  •  1.725 Palavras (7 Páginas)  •  7 Visualizações

Página 1 de 7

QUESTIONÁRIO SOBRE TRANSPORTE AQUAVIÁRIO

1) QUANDO UM NAVIO ATRACA EM UM PORTO, É COMUM DESIGNARMOS ESTE LOCAL COMO CAIS DO PORTO. ENTRETANTO, CONCEITUALMENTE EXISTEM ALGUMAS ESTRUTURAS QUE SERVEM COMO ELEMENTO DE ATRACAÇÃO DE EMBARCAÇÕES. NESTE CONTEXTO, DIFERENCIE CAIS, PIER, BERÇO E DOLFINS

  • CAIS - trata-se de uma estrutura ou região paralela à água, com o objetivo de as embarcações atracarem e as pessoas trabalharem.
  • PIER - estrutura suspensa e apoiada em pilares fixados no fundo do mar que, entre suas finalidades, pode servir como atracadouro, área de lazer e suportes de emissários submarinos. Parte do cais que avança sobre o mar em linha reta ou em "L".
  • BERÇO - São locais de atracação de navios e de movimentação das cargas a serem embarcadas ou descarregadas no porto.
  • DOLFINS - estrutura de apoio ao navegante nas operações de acostagem de embarcações. Pode ser constituído por estrutura tipo rígida ou flexível, com capacidade e finalidade compatível com o deslocamento das embarcações (carga máxima). Os dolfins são utilizados como cais de atracação – neste caso são unidos por ponte de serviço – e também para proteção de estruturas como pilares de pontes laterais aos vãos de navegação e eclusas.

2) O LOCAL DE IMPLANTAÇÃO DE UM PORTO DEVE TER CONTROLE SOBRE A INFLUÊNCIA DO MAR NAS EMBARCAÇÕES, POR ISSO SE DESIGNA DE ESTUÁRIO ESTA ÁREA QUE ENVOLVE AS BAIAS DE ATRACAÇÃO E O CANAL DE APROXIMAÇÃO E/OU SAÍDA DAS EMBARCAÇÕES. NESTE CONTEXO DEMONSTRE AS SOLUÇÕES DE ENGENHARIA (DIFERENCIANDO CADA TIPO) GERALMENTE EMPREGADAS EM PORTOS, PARA CONTROLE DO MAR, A FIM DE PERMITIR A CRIAÇÃO DE UM ESTUÁRIO.

A engenharia dos portos conta com alguns auxiliadores no controle do mar, entre eles é possível citar o enrocamento, molhe, quebra-mar e tetrápodes.

  • ENCORAMENTO - Barreira feito com pedras e blocos de cimento para conter as correntes, erosão e ondas. Além disso servem como alicerce em obras hidráulicas.
  • MOLHE - Uma estrutura estreita e alongada, com uma ponta na terra e outra no mar, sua implantação é necessária para atenuar as correntes marítimas e reduzir o assoreamento.
  • QUEBRA-MAR - Semelhante ao molhe, mas com suas duas pontas no mar, faz um tipo de bloqueio das ondas e correntes que vão em direção ao porto.
  • TETRÁPODES - Blocos de concreto utilizados para conter a energia das ondas no molhe do porto.

3) DEMONSTRE SEU ENTENDIMENTO SOBRE CALADO DE EMBARCAÇÕES. NESTE TEMA, EXPLIQUE O QUE É BATIMETRIA E PARA QUE É ÚTIL ESTE TIPO DE ESTUDO.

Batimetria é a medição da profundidade de canais marítimos, de lagos e de rios e é expressa cartograficamente por curvas batimétricas que unem pontos da mesma profundidade com equidistâncias verticais, à semelhança das curvas de nível topográfico.

Garante o controle das profundidades dos calados para garantir que as embarcações possam entrar ou sair. Quando um porto decide ou precisa aumentar seu calado, também é a batimetria que será utilizada para calcular o volume de material que deverá ser retirado.

4) O QUE É ASSOREAMENTO E EM QUE AFETA A OPERAÇÃO PORTUÁRIA. NESTE CONTEXTO, DIFERENCIE DRAGAGEM E DERROCAMENTO.

Assoreamento é o acúmulo sedimentar de areia, terra, detritos etc. em rio, canal, lago, baía etc., diminuindo sua profundidade e, no caso de águas correntes, causando redução ou obstrução da correnteza, o que por sua vez faz recrudescer o processo, com prejuízo do equilíbrio ecológico, da economia e das condições ambientais (dificuldade de navegação, enchentes etc.).

  • DRAGAGEM - Trata-se da técnica de engenharia utilizada para remoção de materiais, solo, sedimentos e rochas do fundo de corpos de água, e é realizada por meio de equipamentos denominados “dragas”. Estes equipamentos operam em sistemas adequados ao material a ser dragado e a sua forma de disposição.  
  • DERROCAMENTO - É a técnica de engenharia utilizada para remoção de rochas do fundo de corpos de água, podendo ser considerado um tipo de serviço de dragagem especializado. Estas plataformas e embarcações operam em sistemas adequados ao material a ser derrocado e a sua forma de disposição.

5) DEMONSTRE O QUE É ECLUSA E COMO FUNCIONA SUA OPERAÇÃO.

É uma obra de engenharia através da qual viabiliza-se que embarcações subam ou desçam os rios/mares em locais onde há desníveis (corredeiras ou quedas d´água). Ela atua como um verdadeiro elevador aquático, ajudando navios a transpor rios ou canais onde existe desnível no terreno. Esse desnível pode ser provocado pela construção de uma barragem ou uma hidrelétrica, por exemplo, ou de origem natural como cachoeiras e quedas d’água.

Eclusas funcionam como degraus ou elevadores para navios: há duas comportas separando os dois níveis do curso d’água. Depois que o navio entra, os portões são fechados. Quando a embarcação passa do ponto mais baixo para o mais alto, e precisa subir o rio, ela entra na eclusa pelo lado jusante e permanece na câmara. A comporta de jusante é então fechada e a câmara enchida com água, causando a elevação da embarcação até que se atinja o nível do reservatório superior. A partir desse momento, a comporta de montante pode ser aberta e a embarcação sai da eclusa.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (11.6 Kb)   pdf (103.2 Kb)   docx (13.9 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com