TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

RESUMO E QUESTÕES DO ARTIGO “INTRODUCTION TO SIMULATION”

Por:   •  7/4/2016  •  Artigo  •  806 Palavras (4 Páginas)  •  195 Visualizações

Página 1 de 4

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ

Alunos: Fernando Luiz Gaya / Ayslan Vendruscolo Zoletti

9º Período / Engenharia de Computação

Disciplina: Simulação Discreta / Professor: Alecir

RESUMO E QUESTÕES DO ARTIGO “INTRODUCTION TO SIMULATION”

A simulação pode ser definida como o processo de desenvolver um modelo de um sistema real e conduzir experimentos com este modelo a fim de entender o comportamento do sistema ou avaliar diferentes estratégias para a operação do mesmo. Uma simulação de evento discreto é capaz de imitar a dinâmica de um sistema real. Sua estrutura inclui entidades, atividades e eventos, recursos, variáveis globais, um gerador de números randômicos, um calendário, variáveis de estado do sistema e coletores de estatísticas.

As entidades são fundamentais para a simulação, pois sem elas nada acontece. Cada entidade tem atributos, que são características únicas e devem ser analisadas com cautela para o entendimento correto do sistema. Como exemplo, pode-se citar veículos chegando a um restaurante, que seriam as entidades. O pedido de cada veículo, feito ao restaurante seria considerado outra entidade. A entidade do pedido, teria alguns atributos, como “Tempo de Início” e “Valor do Pedido”, por exemplo.

As atividades são processos e lógica na simulação. Os eventos causam as mudanças no estado do sistema. Uma entidade interage com atividades. Entidades que interagindo com atividades criam eventos. Existem três tipos principais de atividades em uma simulação: atrasos, filas e lógica. A atividade de atraso é quando a entidade está atrasada por um período definido de tempo. Quando este período acaba outro evento é iniciado. Um exemplo no nosso sistema é quando Fred escolhe seu pedido no menu. As filas são lugares na simulação eram entidades esperar por um período indeterminado de tempo. No nosso exemplo, existe uma fila na parte em que o cliente espera o menu estar disponível. Atividades de lógica permitem alterar o status do sistema. Exemplo no nosso sistema é a decisão se deve entrar na fila em primeiro lugar.

Um recurso, em simulação, pode ser considerado qualquer coisa que contenha uma capacidade restrita ou limitada. Ainda citando o exemplo do restaurante, pode-se dizer que os cardápios são recursos, pois é utilizado pelo veículo que chega para fazer o pedido. Os recursos podem ser ocupados por tempo produtivo ou improdutivo. Neste caso, se o carro fizer o pedido e não se mover para frente para outro carro utilizar o recurso, o tempo é improdutivo.

As variáveis globais são variáveis que são visíveis por todo o modelo a todo o tempo. No modelo citado, um exemplo de variável global seria o tamanho da fila permitida no restaurante. Alterando o parâmetro desta variável, o simulador pode analisar a efetividade de diferentes configurações de fila.

O gerador de números aleatórios é uma rotina de software que gera um número randômico entre 0 e 1, e que é usado para distribuir amostras aleatoriamente para a simulação. No exemplo citado, supondo utilizar 2 dados para a simulação, se sorteado um número X, ele poderia ser utilizado para calcular o tempo entre as chegadas de carros no restaurante, os valores do

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.2 Kb)   pdf (66.8 Kb)   docx (10.7 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com