TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Sistema de Controle e Automação voltado para sistemas de ambientes protegidos

Por:   •  29/3/2016  •  Trabalho acadêmico  •  7.309 Palavras (30 Páginas)  •  246 Visualizações

Página 1 de 30

Universidade Paulista – UNIP

Sistema de Controle e Automação voltado para sistemas de ambientes protegidos

MANAUS

2014

Sistema de Controle e Automação voltado para sistemas de ambientes protegidos

Trabalho de curso como parte do requisito para a obtenção do título de graduação em Engenharia Elétrica (Eletrônica) apresentado à Universidade Paulista- UNIP.

 

MANAUS

2015

INTRODUÇÃO 

Nas últimas décadas houve um crescimento demográfico muito grande no Brasil. Isso fez com que se tivesse um aumento na demanda por alimentos no país, e fez-se a necessidade de usar a tecnologia voltada para o campo para aumentar a produtividade e manter a qualidade dos produtos, otimizando o tempo de produção do plantio. A maioria das plantas só se desenvolve em determinados períodos do ano, isso por que ela depende de ser cultivada em um ambiente onde seja propício para o seu desenvolvimento. Nesse ambiente ela deve ser cultivada  com os seguintes fatores controlados: temperatura, umidade relativa do ar, necessidade de irrigação, e radiação solar para fazer fotossíntese. 

Já que em alguns cultivos é necessário ter produção ao longo do ano todo, se vê a necessidade da utilização de estufas agrícolas, por ter uma viabilidade econômica relevante, pode ser cultivada em menores áreas e próximo ou dentro dos centros urbanos. “O cultivo de plantas é uma atividade que pode ser realizada em estufas de diferentes tipos, tamanhos e materiais, com o objetivo de proporcionar um ambiente controlado, em relação a fatores climáticos como temperatura, umidade, luz e quantidade de água (rega), para que as plantas possam ter um crescimento em um ambiente ideal” (SILVA, 1976). 

Se tratando de o trabalho ser desenvolvido na região amazônica e mais especificamente na cidade de Manaus, estado do Amazonas, sabe-se que o preço dos alimentos nessa região é de custo extremamente alto em relação à outras regiões do país. Isso se deve ao fato de Manaus ser uma cidade onde há pouco cultivo de alimentos e com isso se deve trazer de outras regiões do país, fazendo com que o preço do produto se eleve por conta da logística e por ter poucas áreas de cultivo. Uma solução que pode ser viável é o uso de controle e automação voltado para a área de ambientes protegidos. Como Manaus é uma região de clima quente úmido, se deve ter um controle preciso das variáveis como umidade relativa do ar e temperatura, para que determinados tipos de cultivos possam ser produzidos nessa região.

O uso do controle e automação é a solução mais moderna e mais viável para maximizar a produção e manter a qualidade da produção, o uso de controladores lógicos programáveis ou microcontroladores (pequena extensão) ajudariam para se obter um controle das variáveis envolvidas no sistema com maior precisão. A proposta do presente trabalho é desenvolver um sistema de automação onde serão controladas: temperatura do ambiente, umidade do ar, umidade do solo e luminosidade, através de sensores e atuadores no sistema. Seria usado algum tipo de CLP (Controlador Lógico Programável) ou plataformas microcontroladas para promover o controle, a comunicação entre o computador e o sistema supervisório será por modo Wireless. Para fazer a interface entre a estufa e o operador será um supervisório feito em SCADA onde poderá ser feitos relatórios gráficos. Esse tipo de sistema pode melhorar a ergonomia do produtor e ter um controle mais apurado do sistema.

        1.1. Objetivo geral 

Construção de uma estufa agrícola para promover um controle de forma automática dos fatores como: meteorológicos (temperatura e umidade do ar), umidade do solo e luminosidade dentro da estufa. O uso do controle e automação será de primordial importância nesse processo, sem ela é difícil manter as variáveis do processo dentro dos valores especificados para criar um ambiente onde se possa produzir.

1.2. Objetivo específico 

  • Aumentar a produtividade dos plantios feitos em ambientes protegidos em períodos de entressafra, podendo assim aumentar a margem de lucro do homem do campo;
  • Inserir no campo tecnologias de ponta, para promover a modernização das técnicas de cultivo já existentes no campo;
  • Diminuir custos com logística, fazendo com que ao mesmo tempo se diminua o preço dos produtos produzidos no campo;
  • Fazer com que se usem menores tamanhos de terra para que se possa produzir isso é um fator que está amplamente ligada a custos referentes a instalações;
  • Fazer com que se tenha maior investimento em mão-de-obra especializada para fazer a instalação, manutenção e operação do sistema de automação proposto.

        1.3. Justificativa 

O mercado hoje oferece variados tipos de estufas agrícolas para variados tipos de culturas, mas a grande maioria sem muito controle de sistemas de irrigação, sistema de ventilação e umidade e um sistema de controle de luminosidade eficiente e sustentável. O sistema de controle previsto no trabalho permite: 

  • Uso de um Hardware com uma plataforma de baixo custo e com uma boa faixa de confiabilidade;
  • Reduzir as perdas no sistema de irrigação e fazendo assim uma irrigação mais eficiente;
  • Aumentar a produtividade e a qualidade do produto, sendo possível cultivar próximo ou dentro dos centros urbanos, fazendo com que diminua os custos com transporte;
  • Diminuir os custos com mão-de-obra, fazendo com que se invista em treinamento ou mão-de-obra especializada, e melhoramento na ergonomia dos funcionários; 
  • Diminuir o uso de agrotóxico e inseticida, tornando o produto com elevado valor de mercado pela sua qualidade; 
  • Vantagens no sistema de comunicação entre o microcontrolador e a estufa que é feita por rádio frequência, por ser um sistema Wireless pode ser controlado à distância e promovendo um sensoriamento remoto;
  • Promove controle eficiente das variáveis do sistema (umidade do ar, temperatura, umidade do solo e luminosidade) diminuindo assim o tempo quem que o cultivo chegue ao consumidor. 

Levando em consideração todos os itens acima e feita uma análise do custo benefício do sistema, o produtor terá custos reduzidos e terá produtos de qualidade, tendo assim um produto com maior valor de mercado e em conjunto a tudo isso usará os recursos como água e energia de forma que degrade menos o meio-ambiente. 

2 REFERENCIAL TEÓRICO

Devido à necessidade de o homem do campo em obter maiores lucros, uso de menores áreas de plantio e a prioridade de se produzir ao longo do ano todo, se faz a necessidade de usar estufas agrícolas, sistemas de controle de alta precisão para suprir essas necessidades. O surto de ambientes protegidos (estufas) na produção agrícola teve início na Europa e vem se difundindo cada vez mais pelo mundo como uma alternativa para o cultivo de determinadas culturas. Com o uso de estufas, pode se ter ao longo do ano mais colheitas independentemente da situação climática que se passa na região onde se está sendo feito o plantio. “O sistema de ambiente protegido está entre os quatro que mais se destacam no mundo, na relação custo x benefício ela fica em terceiro lugar entre as que mais se destacam”. (BOARETTO, 2005)

...

Baixar como (para membros premium)  txt (45.6 Kb)   pdf (716.3 Kb)   docx (396.6 Kb)  
Continuar por mais 29 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com