TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Solubilidade e Mascaramento

Por:   •  14/8/2017  •  Relatório de pesquisa  •  441 Palavras (2 Páginas)  •  965 Visualizações

Página 1 de 2

UNIVERSIDADE FEDERAL DO Pernanbuco

LABORATÓRIO DE QUÍMICA ANALÍTICA

PRÁTICA 01 – SOLUBILIDADE E MASCARAMENTO

LICENCIATURA EM QUÍMICA

2017

CURITIBA

INTRODUÇÃO

A análise qualitativa serve para identificar os componentes de uma amostra, nesse experimento usamos desse tipo de análise para observar a solubilidade e através dessas observações identificar 6 soluções diferentes.

A solubilidade, ou coeficiente de solubilidade, é uma propriedade física da matéria que é sempre determinada de forma prática em laboratório. Ela está relacionada com a capacidade que um material, denominado de soluto, apresenta de ser dissolvido por outro, o solvente.

Quanto à solubilidade, os solutos podem ser classificados da seguinte forma:

Solúveis: aqueles que se dissolvem no solvente. O cloreto de sódio (soluto), por exemplo, é solúvel na água (solvente);

[x]

Pouco solúveis: aqueles que apresentam dificuldade de se dissolver no solvente. É o caso do hidróxido de cálcio [Ca(OH)2] (soluto) em água;

Insolúveis: aqueles não se dissolvem no solvente. A areia (soluto), por exemplo, é insolúvel na água.

A solubilidade está muito associada ao preparo de soluções (misturas homogêneas), já que, para obtermos uma solução, é fundamental que o soluto utilizado seja solúvel no solvente.

Fatores que influenciam a solubilidade

Mesmo quando o soluto é solúvel no solvente, existem alguns fatores que podem influenciar a capacidade de dissolução do soluto. São eles:

a) Relação entre a quantidade de soluto e de solvente

O solvente sempre possui um limite de soluto que consegue dissolver. Se aumentarmos a quantidade de solvente, mantendo a quantidade de soluto, o solvente tende a dissolver todo o soluto utilizado.

Objetivo: Determinar a identidade de substancias com base em fatores observados experimentalmente, apresentando evidencias da ocorrência das reações.

Resultado:

A- NaOH, descobrimos que era uma base por conta do papel indicador que mostrou a cor correspondente quando o papel está em meio alcalino, como sabíamos que nos frascos haviam duas bases e um sal básico, ficamos em dúvida entre NaOH, NH4OH e Na2CO3, porém eliminamos a possibilidade de ser o NH4OH por conta do cheiro característico e eliminamos o Na2CO3 pois quando reagimos o NaOH com o H2SO4 não houve liberação de gás, diferente do esperado caso fosse o carbonato de sódio.

B- NH4OH, como o a amônia tem um odor bastante característico, apenas abrindo o frasco b já foi possível sentir esse cheiro, portanto

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.1 Kb)   pdf (43.7 Kb)   docx (12.4 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com