TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO

Por:   •  10/6/2019  •  Trabalho acadêmico  •  3.255 Palavras (14 Páginas)  •  4 Visualizações

Página 1 de 14

                                                           [pic 1]

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA   E      TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO

DISCIPLINA: QUÍMICA GERAL II

TURMA: QUÍMICA 221

PROFESSORA: ÉRICA DE MELO AZEVEDO

Ácidos, bases e sais

                     

                                  ALUNA: RAYANE DE SOUZA DEL REI

                               

                                         Duque de Caxias

                                                           09/06/2018    

                                                           25/06/2018                                                       

Introdução:

No século XIX, o químico sueco Arrhenius definiu que ácido é todo composto que, dissolvido em água libera H+ (H3O+) como um único cátion. Base é todo composto que, dissolvido em água libera OH- como um único ânion.

Para Arrhenius, o íon H+ é o responsável pela ação dos ácidos sobre os indicadores e pelo corrosão sobre certos materiais. Do mesmo modo, o íon OH- é responsável pela ação das bases sobre os indicadores e pelo ataque a pele, tornando-a escorregadia e provocando lesões. A teoria de Arrhenius se limitou a reações de ácido-base em soluções aquosas.

Bronsted Lowry apresentou uma nova definição de ácido-base. Os ácidos são substancias capazes de doar um próton H+ a outras substâncias. As bases são substâncias capazes de aceitar um próton H+ de outra substância.

Ou seja, ácidos são doadores de prótons e bases são receptores de prótons.

Ácidos:

Principais características:

Incolor, sabor azedo, pH inferior a 7, estado físico: líquido, baixo ponto de fusão e ebulição, conduz eletricidade em meio aquoso.

Ácidos podem ser definidos em dois grupos; os hidrácidos e os oxiácidos.

Hidrácidos, são ácidos sem oxigênio.

HI ácido iodídrico

Oxiácidos, são ácidos com oxigênio:

Ex.: HClO3 ácido clórico

Ácidos provenientes da desidratação de oxiácidos:

Existem alguns ácidos que podem ser encarados como provenientes da desidratação (perda de água) de outros ácidos.

Ionização de ácidos:

Ácidos são substâncias moleculares que, ao se dissolverem em água, sofrem ionização originando H+ como único íon positivo. O íon negativo que restar possuirá a mesma carga negativa quantos forem os H+ liberados.

Gral de ionização dos ácidos:

Gral de ionização de um ácido é a relação de moléculas ionizadas e o número de moléculas dissolvidas.

Quanto maior o gral de ionização, maior será condutibilidade elétrica, porque a condutibilidade é proporcional à concentração de íons presente na solução.

Ainda que todos os ácidos sofram ionização em meio aquoso, eles não fazem na mesma proporção.

Volatilidade dos ácidos:

Indica a maior ou menor facilidade com que os ácidos passam do estado líquido para o gasoso.

Voláteis: grande maioria dos ácidos: HF, HCl, HCN etc.

Fixos: os dois ácidos poucos voláteis são: H2SO4 e H3PO4

Reatividade dos ácidos:

Quando ácidos entram em contato com metais nobres (pouco reativos), os reagentes irão reagir se o ácido for oxidante, capaz de retirar elétrons do metal, sem a formação de H2.

Bases

Principais características:

Sabor adstringente, pH superior a 7, conduzem eletricidade em meio aquoso.

Os hidróxidos ou bases são substancias iônicas quando são formados por metais alcalinos ou metais alcalinos terrosos, as que não são iônicas são moleculares.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (19.2 Kb)   pdf (188.7 Kb)   docx (110.6 Kb)  
Continuar por mais 13 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com