TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

RELATORIO EXPERIMENTAL DE MISCIBILIDADE

Por:   •  11/5/2019  •  Relatório de pesquisa  •  1.203 Palavras (5 Páginas)  •  12 Visualizações

Página 1 de 5

MISCIBILIDADE

TEMA: Miscibilidade da gasolina

Objetivo: Determinar o valor uma amostra de gasolina comercial através do uso da miscibilidade.

Introdução:

Miscibilidade

A miscibilidade é a propriedade de duas ou mais substâncias interagir entre si, em quaisquer proporções, formando uma solução homogénea.

A gasolina

A gasolina é obtida através do refinamento e do craqueamento do petróleo, sendo composta por uma mistura de hidrocarbonetos com cinco a dez átomos de carbono na cadeia. Assim, a qualidade da gasolina varia de acordo com os hidrocarbonetos que a compõem.

Para saber a qualidade da gasolina foi criada uma escala para medir a qualidade da gasolina, que é denominada de índice de octanagem.

O número de octano (octanagem) de um combustível representa o percentual de isoctano (C8H18 ) e de heptano (C 7H16) contidos nele. A resistência de um combustível a se auto-inflamar é medida através do índice de octano, este se relaciona com a qualidade de combustão do combustível. Quanto mais elevado for o índice, mais resistente é o combustível à detonação.

A compressão que a mistura gasolina-ar suporta no motor é proporcional ao índice de octanagem. O mais importante dos aditivos que aumentam a octanagem da gasolina é o chumbo tetra-etila [Pb(C2H5 )4 ].

Importância da miscibilidade da gasolina no controle de qualidade

A partir do resultado do experimento pode se descobrir se a gasolina é adulterada. Ao realizar um teste de misicibilidade com a gasolina e etanol pode se perceber se a porcentagem de álcool na gasolina está acima do permitido, portanto adulterada,. A porcentagem obrigatória de etanol anidro combustível que deve ser adicionado na gasolina é de 25%, sendo que a margem de erro é de 1% para mais ou para menos

% álcool = Volume do álcool na gasolina . 100%

Volume inicial da gasolina

Polaridade

A polaridade das moléculas é uma propriedade física determinante na compreensão da solubilidade de um material em outro ou na compreensão de como suas moléculas interagem (forças intermoleculares) umas com as outras.

De forma mais simples, a polaridade de uma molécula está relacionada a distribuição dos elétrons ao redor dos átomos. Se essa distribuição estiver em equilíbrio, a molécula será apolar, mas se estiver em desequilíbrio, então se trata de uma molécula polar.

“Semelhante dissolve semelhante”.

APOLAR=APOLAR

POLAR=POLAR

APOLAR≠POLAR

Sistemas

Sistema é uma porção limitada do universo, considerada como um todo para efeito de estudo

Sistema homogêneo

Sistema homogêneo é aquele que apresenta uma única fase (monofásico), ou seja, tem um aspecto uniforme, contínuo. Exemplo:

Sistema heterogêneo:

Sistemas heterogêneos são aqueles que apresentam duas ou mais fases, ou seja, não apresentam um aspecto uniforme em toda sua extensão. Exemplo:

Classificação

As forças intermoleculares são classificadas em três tipos que variam conforme a intensidade:

-Ligação de Hidrogênio: Ligação de forte intensidade.

-Dipolo Permanente ou dipolo-dipolo: Ligação de média intensidade.

-Dipolo Induzido ou Forças de London: Ligação de fraca intensidade.

O conjunto das forças intermoleculares também pode ser chamado de Forças de Van der Waals.

Ligações de hidrogênio

É um tipo de força intermolecular que também ocorre em moléculas polares, mas apenas se o átomo de hidrogênio estiver ligado diretamente a um dos três elementos químicos mais eletronegativos da Tabela Periódica

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.7 Kb)   pdf (40.8 Kb)   docx (10.6 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com