TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

DURKHEIM E O FATO SOCIAL

Por:   •  3/10/2016  •  Trabalho acadêmico  •  491 Palavras (2 Páginas)  •  377 Visualizações

Página 1 de 2

DURKHEIM E O FATO SOCIAL

O Sociólogo David Emile Durkheim, nascido na França em 1858, vivenciou uma época conturbada e marcada por guerras e em vias de modernização devido ao novo período que se iniciava após a revolução industrial e Francesa, tendo esse fato favorecido seu interesse nos estudos que resultaram os temas abordados em suas obras. Durkheim iniciou seus estudos na Escola Normal Superior de Paris, e em 1902 se juntou a um grupo conhecido como escola sociológica francesa, onde aprofundou seu conhecimento e ampliou seus conceitos no que se diz respeito a emergência do indivíduo, à origem da ordem social, moral,  religião, dentre outros, sendo considerado por muitos o grande fundador das Ciências Sociais.

Durkheim trata em suas obras questões relacionadas a forma como o meio social influencia nas crenças e valores dos indivíduos,  para ele fato social consiste em maneiras de agir, de pensar e de sentir que exercem determinada força sobre os indivíduos, obrigando-os a se adaptar às regras da sociedade onde vivem. A teoria está no cerne da sociologia funcionalista e estruturalista e podem ser normas sociais, valores, convenções e regras. Os fatos sociais existem independentes da vontade do indivíduo, como explica Durkheim e são independentes.

Em sua tese central, ele aponta que o fato social está na percepção do indivíduo e de maneira grosseira é condicionada por realidades sociais que impõem os limites do comportamento a ser aceito pela sociedade. Em sua obra intitulada As regras do método sociológico, de 1895, Durkheim afirma que “espera ter definido exatamente o domínio da sociologia, domínio esse que só compreende um determinado grupo de fenômenos. Um fato social reconhece-se pelo seu poder de coação externa que exerce ou é suscetível de exercer sobre os indivíduos; e a presença desse poder reconhece-se, por sua vez, pela existência de uma sanção determinada ou pela resistência que o fato opõe a qualquer iniciativa individual que tenda a violentá-lo [...]. 

Um fato importante a ser considerado para a sua visão a respeito da sociedade, é que Durkheim era diretamente influenciado pelo positivismo, tendo então uma visão harmoniosa e, por conseguinte, os desvios de padrões são sempre vistos como anomalias que podem ser corrigidas pela organização das forças sociais.

Pode se entender como ação coercitiva na visão de Durkheim, de uma forma mais simples em nossa sociedade atual como algo que é tido como regra mas não se encontra escrito em lugar algum, como por exemplo a forma como nos comportamos em um restaurante, com o uso dos talheres, não existe lei escrita onde nos obriga usar talheres ao invés pegarmos o alimento diretamente com a mão, porem nos sentimos proibidos de realizar tal ação devido o julgamento que sofreríamos das pessoas ao redor, o que torna tal atitude proibida em nossa mente, pois fugiria do padrão, que é pegar o alimento com talheres.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3 Kb)   pdf (98.3 Kb)   docx (275.6 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com