TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

MOTIVAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES SOB DIFERENTES PERSPECTIVAS

Por:   •  21/4/2016  •  Trabalho acadêmico  •  2.567 Palavras (11 Páginas)  •  176 Visualizações

Página 1 de 11

Instituto Federal Farroupilha – Campus Santo Augusto.

Curso Técnico em Administração – 3º ano.

MOTIVAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES

SOB DIFERENTES PERSPECTIVAS

                                                               Discentes: Andezza Beatriz Boeno;

                                                                                Carolina Marchiotti;

                                                                                Kathia Lenir Batista;

                                                                                Luiza Kerber Ost;

                                                                                Wilson Orlando Rotili.

                                                              Docente: Anna Carolina Salgado Jardim.

                                                              Disciplina: Processo Administrativo.

Santo Augusto, maio de 2011.

SUMÁRIO

  1. INTRODUÇÃO
  2. ATITUDES HUMANAS SOBRE O TRABALHO
  3. MOTIVAÇÃO
  4. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

  1. INTRODUÇÃO

A motivação ao longo do tempo tornou-se um assunto muito debatido dentro de uma organização, pois a motivação não é nada mais que fazer com que o individuo tenha uma relação satisfatória com a sua tarefa. Muitos dirigentes e supervisores passaram a associar eficiência com a motivação que o colaborador recebe. Essa associação é feita porque se o colaborador está motivado a trabalhar, ele não terá baixo rendimento, absenteísmo e não ocorrerão atrasos. Para uns a desmotivação é um problema psicológico; para outros a falta de algo para motivar. A motivação trás maior entusiasmo, cooperação, dedicação e produtividade. Com o passar dos tempos a motivação passou a ser vista como sendo um assunto que abrange mais setores e gerentes do que apenas administradores. Não encontramos nada de misterioso na motivação embora não tenhamos uma teoria exata, temos algumas que conhecem o que o ser humano necessita para suprir as suas necessidades e desempenhar um bom trabalho.

1.1. Importância do Tema

A importância dos estudos sobre motivação consiste em que o homem é o maior capital que as empresas possuem, por isso quanto melhor satisfeitos e motivados, melhor se tornarão a lucratividade da empresa. E no mundo globalizado, esse é o grande diferencial de empresas bem sucedidas. Dessa forma, o estudo da motivação passa fundamentalmente pelo estudo dos comportamentos, condutas e aspectos psicológicos do trabalhador frente às situações de seu trabalho e de sua vida pessoal.

1.2. Objetivos

O objetivo deste trabalho consiste em observar os diversos aspectos de motivação, passando pelos comportamentos humanos, a fim de obter respostas de quais são melhores formas de motivar colaboradores, com conseqüente aumento da produtividade.

        1.3. Justificativa

A partir da observação de que, atualmente, a insatisfação e a falta de motivação dos profissionais para realizar suas consiste um dos fatores principais de redução da produtividade, realizou-se o estudo sobre motivação e os comportamentos humanos.

        1.4. Metodologia

Realizou-se um levantamento das diversas teorias, abordagens e técnicas de motivação no trabalho.

  1. ATITUDES HUMANAS SOBRE O TRABALHO

        Logo no inicio dos tempos o trabalho era visto como algo obrigatório, não prazeroso, pois ele servia apenas para suprir necessidades básicas que o ser humano possui. Na bíblia temos uma visão do trabalho como sendo uma forma de condenação humana, em seu primeiro livro, o Gênesis. Disse Deus a Adão após o pecado : “Maldita seja a terra por tua causa. E dela só arrancarás alimento a custo de penoso trabalho, em todos os dias de tua vida. Produzir-te-ás  espinhos e abrolhos.” 

        Na literatura temos vários exemplos de escritores que dizem que o trabalho não é agradável. Mas todos esses pensamentos eram de uma época em que a ciência do comportamento e da administração não retratavam o trabalho como sendo algo prazeroso.

        A teoria administrativa desde os seus primórdios preocupava-se com a relação indivíduo-organização e dizia que ambos os objetivos podem ser alcançados. Mas com o aprofundamento dos estudos sobre essa relação foram surgindo correntes em que cada uma admitia uma idéia do por quê da relação não estar dando certo. Uma corrente defendia que o individuo não trabalhava bem porque era influenciado por fatores externos, já outra corrente dizia que o individuo possuía vontade própria de querer trabalhar bem ou não.

        A partir dos anos 50, a incongruência do individuo com a organização se torna clara, inevitável e permanente. O resultado é a frustração, a hostilidade em relação ao sistema organizacional como um todo. Com essa informação começa-se a pensar sobre como fazer o individuo se sentir bem em seu trabalho. quais métodos, incentivos, elogios, tarefas devem ser dadas para que o colaborador trabalhe mais satisfeito com o que faz e assim traga um retorno melhor para a empresa. Mas para isso precisamos diferenciar satisfação de insatisfação.

        As famosas pesquisas de Frederick Herzberg foram umas das primeiras contribuições para o estudo sobre satisfação e insatisfação. Através dessas pesquisas podemos constatar o seguinte: o grau de satisfação do colaborador está no grau em que a sua tarefa ajuda na empresa, quanto mais elaborada e mais difícil, mais satisfação terá o colaborador, pois assim eles sentem-se valorizados pois há pessoas que acreditam na capacidade deles; os colaboradores necessitam de um mínimo nível de fatores higiênicos, como status, salário e segurança, pois isso impede a insatisfação; os trabalhadores devem estar sempre bem motivados através de atenção de seus chefes, do reconhecimento de seu trabalho, com o ganho de elogios, pois isso possibilita um desenvolvimento individual.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (14.4 Kb)   pdf (144.6 Kb)   docx (16 Kb)  
Continuar por mais 10 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com