TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

RESUMO CRÍTICO RELATÓRIO DA PAS NEÓPOLIS/SE

Por:   •  3/4/2017  •  Trabalho acadêmico  •  945 Palavras (4 Páginas)  •  266 Visualizações

Página 1 de 4

UNIVERSIDADE TIRADENTES

ADMINISTRAÇÃO

JORGE GOMES DOS SANTOS JÚNIOR

RESUMO CRÍTICO

RELATÓRIO DA PAS

NEÓPOLIS/SE

2016

JORGE GOMES DOS SANTOS JÚNIOR

RESUMO CRÍTICO

RELATÓRIO DA PAS

Resumo apresentado ao cruso de Administração, sob orientação do prof º Ítalo Spinelli, Como um dos pré-requisitos para avaliação da Disciplina de Estatística.

Neópolis-Se

2016

O Rio De Janeiro é um dos estados com o maior número de indústrias do país, é a cidade com o segundo maior PIB no Brasil (e 30º maior do planeta), o qual, segundo dados do IBGE, foi de cerca de R$ 118.979.752.000 em2005 – equivalente a 5,54% do total nacional, sua Bolsa de Valores do Rio de Janeiro (BVRJ), que atualmente negocia apenas títulos públicos, foi a primeira bolsa fundada no Brasil, em 1845, e localiza-se na região central. Região Metropolitana do Rio de Janeiro, tal como considerada pelo IBGE, ostenta um PIB de R$ 172.563.073.000, constituindo o segundo maior polo de riqueza nacional. Concentra 70% da força econômica do estado e 8,04% de todos os bens e serviços produzidos no país.

Há muitos anos congrega o segundo maior polo industrial do Brasil, contando com refinarias de petróleoindústrias naval, metalúrgicaspetroquímicas, gás-química, têxteisgráficas, editoriaisfarmacêuticasde bebidas,  sementeiras e moveleiras. No entanto, as últimas décadas atestaram uma nítida transformação em seu perfil econômico, que vem adquirindo, cada vez mais, matizes de um grande polo nacional de serviços e negócios.

setor de serviços abarca a maior parcela do PIB (65,28%), seguido pelos impostos (23,19%), pela atividade industrial(11,5%) e pelo agronegócio (0,03%).

Mas infelizmente nem tudo é perfeito, o estado do Rio De Janeiro esta passando por uma crise econômica muito relativa e bruta, assim como todos os outros estados do País, uma crise que teve inicio em 2014 e não tem previsões de melhorias, já estamos no terceiro ano seguinte desde que a crise começou e com o passar do tempo em vez de melhorias o que vemos é uma piora significativa em todos os sentidos, em contagem regressiva para uma Olimpíada oque vemos quando analisamos o estado do Rio é um estado completamente incapaz de prepara para tal evento esportivo, todos os seu setores econômicos estão comprometidos, os gatos para organizar tal evento comprometeu o estado mais do que já estava, o número de pessoas desempregadas é cada vez maior, empresas e comércios varejistas fecham as portas constantemente, mesmo assim o estado não faz outra coisa alem de gerar mais gastos.

[pic 1]

[pic 2]

 Os gráficos acima servem para mostra como esta a real situação do estado, a seguir apresentares os dados dos seguintes setores: comércio varejista, cabeleireiros, lanchonetes, serviços de organizações de festas, fornecimento de alimentos, restaurantes e similares. Uma das principais atividades econômicas do Rio de Janeiro é restaurantes e similares ficando em sexto lugar no ranking do empresômetro ou seja o número de Micro e Pequenas Empresas do Estado do Rio de Janeiro é de 8382 no ano de 2014 no ano 2015 foram registradas 9408 ou seja teve uma variação de 12,24% entre 2014/2015 baseado nesses dois anos, sobretudo dando uma olhada para o Makro que é o Brasil iremos observar restaurantes e similares uma posição acima do Rio de Janeiro, em 2014 teve um índice de 260.463 já em 2015 seu índice foi de 289.586, analisamos o setor e vimos que ele sofre muito com a crise, podemos dizer que teve uma queda de 9,9%  em 2014 outros setores também tiveram uma queda muito relativa entre eles estão o comercio varejista que teve uma queda de mais de 13,4% ,e mais de 2 mil lojas foram extintas  do comercio, da mesma maneira podemos dizer que sofreu o comércio de  lanchonetes tendo uma queda de  8,8%, o comercio dos salões de beleza teve uma queda de 8% e o de organização de festas 10,3% já em 2015 esses valores aumentaram bastante levando muitos lojas a falência rapidamente, causando mais desemprego. A baixo temos um gráfico mostrando o PIB acumulado do estado.

[pic 3]

É complicado dizer quando essa crise vai acabar e quando o Rio De Janeiro vai voltar a ser aquele potencia que era a 3 anos atrás, um estado que gerava emprego e mais empregos para uma quantidade expressiva de trabalhadores de todos os lugares do Brasil, a única coisa boa que a olimpíada vai trazer para o Rio de Janeiro é a grande quantidade de turistas que ficaram na cidade até que os jogos olímpicos acabem, o estado esta apostando alto nisso e esta fazendo muitos investimentos para que o retorno seja em dobro, se vai ou não melhorar só saberemos depois que as olimpíadas acabar e vemos se o retorno foi favorável ou não.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.1 Kb)   pdf (184 Kb)   docx (96.4 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com