TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Questões de Economia Empresarial

Por:   •  24/5/2016  •  Ensaio  •  540 Palavras (3 Páginas)  •  311 Visualizações

Página 1 de 3

Questões de Economia Empresarial

  1. A) Custo de oportunidade está associado àquilo a que um agente econômico renuncia na hora de tomar uma decisão, ou seja, custo de oportunidade é aquilo que deixamos de realizar para fazer outro investimento.

B) Aconselharia ele para estudar melhor a abertura da empresa, pois sua receita, com a abertura da empresa,  em média seria 45.000, ficando assim sem seu dinheiro na poupança que com 30.000,00 rendiria 6.000,00 ao ano e com o salário dele ele poderia economizar e guardar mais uma fatia desse valor na sua poupança, onde assim seu rendimento anual passaria da lucratividade do seu negócio.

c) Neste caso do mesmo modo aconselharia para estudar melhor a abertura da empresa, mesmo o rendimento da sua poupança ser baixo, aconselharia ele a aplicar este valor em algum fundo de investimento onde a rentabilidade é maior. Ainda assim ele tem a sua poupança mais o seu salário que é fixo e que poderia ser investido uma parte também.

  1. Déficit fiscal: governo gasta mais do que arrecada, exceto despesas financeiras.

Assim sua credibilidade ficará abalada e o governo passará e a ser um devedor. Os investidores por sua vez perceberão o risco maior no país e exigirão do governo juros maiores em um prazo menor para financiar o governo.

O governo terá que aumentar a taxa de juros e diminuir seus investimentos e gastos, fazendo assim com o PIB pare de crescer e alterando seu crescimento.

  1. Superávit primário é quando o governo possuí saldo positivo, ou seja gasta menos do que ganha, ou seja a dívida do país está diminuindo. Com isso os investidores observam a relação dívida/PIB quanto menor esta relação, maior será a confiabilidade do país.

  1. Política fiscal expansionista – é quando o PIB encontra-se abaixo do planejado, ocasionando desemprego e o Ministro da Fazenda atua de modo a acelerar o mercado (redução de impostos, aumento de gastos do governo, aumento de crédito cedido pelo BNDES).
    Política fiscal contracionista– é quando o PIB encontra-se acima do planejado, ocasionando a inflação e o Ministro da Fazenda atua de modo a desacelerar mercado (aumento de impostos, corte de gastos do governo).
  1. Política monetária expansionista – é quando o PIB encontra-se abaixo do planejado, ocasionado desemprego e o Banco Central atua de modo a acelerar a economia (redução de juros redução da taxa SELIC, ampliar crédito dos bancos – descer o compulsório).
    Política monetária contracionista – é quando o PIB encontra-se acima do planejado ocasionando inflação e o Banco Central atua de modo a desacelerar a economia (aumentar a taxa de juros, conter crédito dos bancos – subir o compulsório).
  1. Imposto fracionário é a inflação agindo como imposto. Este imposto não é pago ao setor público, perdendo a capacidade do poder de compra da moeda que está no bolso ou em depósito a vista.
  1. O controle da oferta de moeda é realizado pelo banco central de diferentes formas, sendo a compra e venda de obrigações do tesouro nacional, num mercado de caráter aberto que é o  mais comum.

Os principais instrumentos de política monetária do Banco Central: As operações de mercado aberto, o deposito compulsório e a taxa de redesconto.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.3 Kb)   pdf (70 Kb)   docx (10 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com