TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O Que é Cidade

Por:   •  9/6/2021  •  Resenha  •  2.071 Palavras (9 Páginas)  •  8 Visualizações

Página 1 de 9

RESUMO CRITICO

ROLNIK, Raquel.  O que   é   cidade.    São Paulo:  Editora Brasiliense, 1995.  (coleção primeiros passos; 203).

Ana Beatriz Tamandaré Barbosa

Graduando do curso de Arquitetura e Urbanismo da Centro Universitário Augusto Motta – UNISUAM / Rio de Janeiro- RJ.

Raquel  Rolnik,  urbanista  e  arquiteta,  leciona  na

Faculdade  de  Arquitetura  e  Urbanismo  da  Universidade

de  São  Paulo    USP,  e  está  inserida  no  contexto  de

discussões  relacionadas  às  políticas  urbanas  e

habitacionais.  Já  foi  Conselheira  de  Direitos  Humanos  da

ONU  para  o  Direito  à  Moradia,  a ssim  como  Secretária

Nacional  de  Programas  Urbanos  do  Ministério  das

Cidades,  dentre  outras  atividades  de  intervenção  na

questão urbana.

Raquel  Rolnik,  urbanista  e  arquiteta,  leciona  na

Faculdade  de  Arquitetura  e  Urbanismo  da  Universidade

de  São  Paulo    USP,  e  está  inserida  no  contexto  de

discussões  relacionadas  às  políticas  urbanas  e

habitacionais.  Já  foi  Conselheira  de  Direitos  Humanos  da

ONU  para  o  Direito  à  Moradia,  a ssim  como  Secretária

Nacional  de  Programas  Urbanos  do  Ministério  das

Cidades,  dentre  outras  atividades  de  intervenção  na

questão urbana.

Raquel  Rolnik,  urbanista  e  arquiteta,  leciona  na

Faculdade  de  Arquitetura  e  Urbanismo  da  Universidade

de  São  Paulo    USP,  e  está  inserida  no  contexto  de

discussões  relacionadas  às  políticas  urbanas  e

habitacionais.  Já  foi  Conselheira  de  Direitos  Humanos  da

ONU  para  o  Direito  à  Moradia,  a ssim  como  Secretária

Nacional  de  Programas  Urbanos  do  Ministério  das

Cidades,  dentre  outras  atividades  de  intervenção  na

questão urbana.

Raquel  Rolnik,  urbanista  e  arquiteta,  leciona  na

Faculdade  de  Arquitetura  e  Urbanismo  da  Universidade

de  São  Paulo    USP,  e  está  inserida  no  contexto  de

discussões  relacionadas  às  políticas  urbanas  e

habitacionais.  Já  foi  Conselheira  de  Direitos  Humanos  da

ONU  para  o  Direito  à  Moradia,  a ssim  como  Secretária

Nacional  de  Programas  Urbanos  do  Ministério  das

Cidades,  dentre  outras  atividades  de  intervenção  na

questão urbana.

 O  livro  “O  que  é  a  cidade” faz  pa rte  da  coleção

Primeiros  Passos,  da  Editora  Brasiliense,  compila ção

famosa  por  discorrer  sobre  determinados  temas  e  assuntos  de  forma  simples  e  acessível.

De  acordo  com  o  título,  o  tema   desse  volume  ve rsa  sobre  a  cida de,  nele,  a   a utora  faz

algumas  a nalogias  para  definir  o  que  é  cida de  e  em  seguida  disserta  sobre  as  grandes  urbes

capitalistas.  A  autora  leva  em  consideraçã o  a  sobreposição  primeira  e  segunda  natureza,

resultado da ação humana no espaço-geográfico, e a relação política que envolve a cidade.

Na  introdução  a  autora  delimita   as  pro postas  da  obra.  Segundo  R olnik,  a  partir  do  

livro  é  possível  refletir  sobre  a   “(... )  natureza ,  origem,  e  transformação  das  cidades”

(ROLNIK,  1995,  p.  9). A ssim, ela  o  dividiu  em  duas  partes:  o  primeiro  ponto  de  discussão

define  o  que  é  cidade  e  o  segundo  a barca  a   “cidade  capitalista  –  sua  origem,  movimentos

internos, conflitos e contradições” (ROLNIK, 1995, p. 9).

        Raquel Rolnik, arquiteta e urbanista, graduada pela Universidade de São Paulo – SP em 1978. Já foi Conselheira de Direitos Humanos da ONU para o Direito Moradia, e também, Secretária Nacional de Programas Urbanos do Ministério das Cidades.

O livro “O que é a cidade” trata sobre várias definições de cidades e a autora tenta demonstrar a cidade como uma obra coletiva dos seres humanos que desafia as forças da natureza gerando um fenômeno urbano. Entender qual o real significado e essência do fenômeno urbano é o ponto principal dessa obra.

Com o objetivo de encontrar uma definição para cidade de “qualquer tempo ou lugar”, na primeira parte da obra, Rolnik faz comparações e analogias com cidades antigas (Babilônia, Roma e Jerusalém) e referencias religiosas (Torre de Babel) para tentar entender o seu significado e suas mudanças.

Inicialmente a autora delimita as propostas do livro que, segundo Rolnik, é possível fazer uma reflexão sobre a “(...) natureza, origem e transformação das cidades” (ROLNIK, 1995, p. 9). Para isso, Rolnik define a cidade como um imã, sendo essa uma característica essencial, onde a cidade é capaz de produzir “um campo magnético que atrai, reúne e concentra os homens” (ROLNIK, 1995, p. 12). E depois da sedentarização veio a organização política, a normatização e a regulação interna.

Em seguida, vem a descrição da relação da cidade com a escrita. A cidade e a escrita estão interligadas, sendo de grande importância para o outro. A escrita veio como forma de registro da origem das cidades e suas riquezas. Como diz a autora: “a cidade, enquanto local permanente de moradia e trabalho, se implanta quando a produção gera um excedente, uma quantidade de produtos para além das necessidades do consumo imediato” (ROLNIK, 1995, p. 16). Nessa parte do livro, Rolnik mostra que a cidade só passa a ser “independente” como cidade, quando produz além do necessário para seu consumo.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (10.9 Kb)   pdf (107.4 Kb)   docx (11.4 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com