TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA “SLUMP-TEST” E MOLDAGEM E CURA DE CORPOS DE PROVA DE CONCRETO

Por:   •  10/5/2015  •  Trabalho acadêmico  •  911 Palavras (4 Páginas)  •  3.016 Visualizações

Página 1 de 4

RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA
“SLUMP-TEST” E MOLDAGEM E CURA DE CORPOS DE PROVA DE CONCRETO
Relatório apresentado como exigência da disciplina de Materiais de Construção II, ministrada pelo professor XXXXXX, curso de Engenharia Civil 7° Período. 
* Introdução
O concreto apresenta dois estados no processo de aplicação: o fresco e o endurecido. A qualidade final de uma estrutura de concreto depende do controle de suas propriedades em ambos estados, mas o controle do concreto fresco é indispensável, pois este é fundamental à execução das estruturas e às propriedades da estrutura de concreto endurecido.
O principal ensaio realizado no concreto fresco é o Slump-Test ou Ensaio de Abatimento do Tronco de Cone, que mede a consistência e a fluidez do material, permitindo que se controle a uniformidade do concreto. Se a dosagem foi realizada da forma correta, a constância do abatimento vai indicar a uniformidade da trabalhabilidade.
No Brasil, este ensaio é regulamentado pela NBR-NM67 (1998) – Determinação da Consistência pelo Abatimento do Tronco.
Considerando as especificações dos concretos utilizados na construção civil o Slump-Test é muito útil para o controle da qualidade do concreto no estado fresco. No entanto, é preciso ter a garantia que o
concreto foi dosado adequadamente e que a trabalhabilidade foi verificada durante o seu preparo.
No dia 28 de maio de 2013, os alunos do curso de graduação de Engenharia Civil ( 7° Período) , fabricaram concreto e realizaram um Slump -Test no laboratório da Faculdade Pitágoras . Os procedimentos e resultados estão descritos neste relatório.
* Desenvolvimento

Para produção da massa de concreto foi empregado o traço fornecido pelo exercício da aula do dia 07/05/13 resolvido em sala juntamente com o professor Marcos Ribas. Porém como a betoneira utilizada no laboratório é de apenas 150 Litros , o traço foi reduzido proporcionalmente em 1/3 . Sendo as quantidades utilizadas estão representadas na tabela 1. 

Tabela 1: Traço do concreto
Materiais Traço Unitário (KG )
| Fornecido pelo Exercício | Utilizado Para Confecção do Concreto
Cimento 50 | 16,67
Areia Natural Média 03 102 | 34
Brita 1 - 25 mm 158,5 | 52,83
Água 25,5 | 8,50

1°) O primeiro passo foi realizar os cálculos referentes ao traço para reduzir a quantidade de material inicial a 1/3 . Os cálculos estão detalhados abaixo:
Cimento:
50 kg * 1/3 = 16,67 kg
Areia:
102 kg * 1/3 = 34 kg
Brita 01 – 25 mm:
158,5 kg * 1/3 = 52,83 kg
Água:
25,5 kg * 1/3 = 8,50 kg

2°) Foi iniciada a pesagem dos materiais de acordo com os valores calculados anteriormente. Foi considerado que a areia fornecida para a realização do ensaio tinha uma umidade de 5%, assim como no exercício em sala , por isso não foi necessário descobrir sua massa úmida.

3°) Depois de pesar todos os materiais, eles foram adicionados a betoneira. O 2° e 3° passo foram realizados em 2 etapas. Primeiro 50% da quantidade de água, a brita, areia e o cimento e depois os outros 50% de água.

4° ) Quando o concreto estava totalmente misturado, ele foi colocado em um recipiente e levado para a sala de laboratório ao lado a que estávamos para que o slump - test fosse realizado.

5°) A turma foi dividida em 3 equipes que procederam os ensaios da seguinte forma : 

1 – Colocaram o molde em forma de cone sobre a placa metálica de base. Um dos componentes da equipe fixou a forma com os pés, apoiando-se sobre as aletas do suporte e outro componente preenchia 1/3 do molde com uma camada de concreto , após preenchida a camada o componente que apoiava as formas com os pés dava 25 golpes de haste metálica ( 60 cm de comprimento e 16 mm de diâmetro ) em forma de espiral até o centro.
2 – O procedimento 1 foi realizado pela segunda vez só que com 2/3 do molde preenchido e os golpes foram dados sem afetar a segunda camada. 
3 – O procedimento 1 foi realizado pela terceira vez só que com o molde completamente preenchido. 
4 – Foi removido o excesso de concreto, passando a pá de pedreiro utilizada para preencher o molde pela superfície do cone.
5 – A desmoldagem foi
efetuada pelo componente da equipe que fixava com os pés a forma elevando o molde pelas alças na vertical.
6 – O cone foi colocado ( de cabeça para baixo ) ao lado do concreto assentado e apoiada a haste sobre o mesmo.
7 - Após a realização desses procedimentos foram medimos com uma régua a distância da haste até o topo da amostra abatida. 
Os resultados encontrados pelas equipes foram os seguintes :
Tabela 2 : Resultado dos Abatimentos
Equipe | Abatimento ( CM)
1 | 6
2 | 2
3 | 15

8 - Utilizamos o concreto restante para moldar três corpos de prova que foram devidamente etiquetados.
9 – Na aula do dia seguinte (29/05/13) os corpos de prova foram desmoldados , e juntamente com o professor a turma identificou características nos mesmos como : 
- O concreto estava homogêneo ; 
- Detinha um número considerável de brocas;
- Deduzimos onde os corpos de prova iriam se romper devido a pequena concentração de agregados graúdos em alguns lugares. 
10 – Colocamos os corpos de prova de molho em água limpa dentro de um balde metálico para cura, eles ficarão no recipiente durante 28 dias e posteriormente serão levados a um laboratório fora da unidade acadêmica para que o ensaio a resistência à compressão seja realizado. 
Observação: Todos os equipamentos utilizados foram lavados após a realização dos ensaios e as salas dos laboratórios limpas.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.5 Kb)   pdf (60 Kb)   docx (12.4 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com