TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

PIM III Gestão Pública

Por:   •  18/11/2019  •  Trabalho acadêmico  •  3.283 Palavras (14 Páginas)  •  36 Visualizações

Página 1 de 14

UNIVERSIDADE PAULISTA

GABRIEL LIMA MIRANDA LEITE

RA 0525134

SESC - DF

PIM III

BRASILIA, DF

2019

UNIVERSIDADE PAULISTA

GABRIEL LIMA MIRANDA LEITE

RA 0525134

SESC - DF

PIM III

Projeto Integrado Multidisciplinar III para obtenção do título de Gestor de Curso Superior de Tecnologia Segurança Privada apresentado à Universidade Paulista – UNIP

BRASILIA, DF

2019

RESUMO

O estudo tem como objetivo analisar o uso dos recursos da instituição SESC, a partir de um prisma pautado nos conhecimentos fornecidos pelas matérias ministradas no primeiro semestre do curso de Gestão Pública da UNIP, sendo essas as matérias de Recursos Humanos na Administração Pública, Contabilidade e Estatística Aplicada. Serão demonstradas análises em um panorama geral de cada uma das áreas e como estão sendo utilizados os respectivos recursos das mesmas. Por fim, busca-se através deste fornecer sugestões e alternativas para melhor gestão e eficiência por meio do uso de conceitos atuais acerca das matérias referidas.

Palavras-chaves: Gestão pública, Recursos Humanos, Contabilidade, Estatística, SESC

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO                                                                                05

2. RECURSOS HUMANOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA                        06

2.1 RELAÇÃO DE DIRIGENTES DO SESC – JUNHO 2019                        09

3. CONTABILIDADE                                                                        12

3.1 BALANCETE DE VERIFICAÇÃO QUADRIMESTRAL                                13

4. ESTATÍSTICA APLICADA                                                                16

4.1 RELATÓRIO ESTATÍSTICO 2017 SESC – PROGRAMA: EDUCAÇÃO         16

5. CONSIDERAÇÕES FINAIS                                                                17

7. REFERÊNCIAS                                                                                18

.


1. INTRODUÇÃO

O SESC foi criado em 1946, é uma instituição privada que tem como missão contribuir com o bem-estar e qualidade de vida dos empregados das áreas de comércio de bens, serviços e turismo, promovendo atendimento nas áreas de saúde, educação, alimentação, esporte, ação social, cultura, turismo e lazer.

        O SESC é uma instituição privada mantida por contribuição social compulsória, a qual incide sobre as folhas de pagamento de empresas do setor. Com mais de cinco mil unidades espalhadas por todo o país, é capaz de atender cerca de 2 milhões de beneficiários, visando sempre os segmentos sociais mais vulneráveis na sociedade.

        No Distrito Federal atua desde 1966, beneficiando milhões de pessoas na região, contando com mais de mil funcionários e dez unidades apenas no DF.

        Este estudo também possui o intuito de possibilitar o exercício prático das disciplinas ministradas no primeiro semestre do curso de Gestão Pública na UNIP, sendo essas Recursos Humanos na Administração Pública, Contabilidade e Estatística Aplicada, com o propósito de fixar e demonstrar o domínio das atividades ministradas e sua utilidade dentro da área em aplicação.


2. RECURSOS HUMANOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Atualmente é impensável a ausência de um setor capacitado para liderar o recurso humano de uma organização, já que através das técnicas por este empregadas é possível um aumento considerável de rendimento, algo que já pode ser constatado em estudos e artigos científicos.

Enquanto autoridade no assunto, Chiavenato descreve a gestão de pessoas da seguinte maneira: “A gestão de pessoas depende de diversos aspectos de uma organização como a cultura que existe em cada organização, da estrutura organizacional adotada, das características do contexto ambiental, do negócio das organizações, da tecnologia utilizada, dos processos interno, do estilo de gestão utilizado e de uma infinidade de outras variáveis importantes” (CHIAVENATO, 2010).

Quanto ao modelo adotado pela instituição, trata-se de uma visão de aprendizado e desenvolvimento organizacional, que tem como prioridade gerar um ambiente de valorização e desenvolvimento de pessoas, através de cursos de capacitação técnica via videoconferência e encontros nacionais entres as diferentes unidades no país, visando a elaboração de melhores estratégias de gestão e execução das atividades propostas.

O quadro de pessoal do SESC no DF conta com mais de 1200 funcionários, dividido nas seguintes categorias:

  • Cargos administrativos / técnicos
  • Técnico em Radiologia
  • Técnico em Enfermagem
  • Técnico em Enfermagem do Trabalho
  • Técnico em Saúde Bucal
  • Técnico em Contabilidade
  • Técnico em Informática
  • Técnico em Arquivo
  • Técnico em Cenografia
  • Técnico em Programação Visual
  • Técnico em Segurança do Trabalho
  • Assistente técnico / Administrativo
  • Recreador
  • Programador

  • Cargos auxiliares administrativos / técnicos
  • Auxiliar em Saúde Bucal
  • Auxiliar de Enfermagem
  • Auxiliar de Enfermagem do Trabalho
  • Auxiliar Técnico / Administrativo
  • Telefonista
  • Garçom
  • Monitor Patrimonial e de Posturas
  • Motorista

  • Cargos operacionais / serviços gerais
  • Cozinheiro
  • Auxiliar de Cozinha
  • Ajudante de Cozinha
  • Rebatedor de Tênis
  • Auxiliar de Serviços Gerais
  • Camareiro
  • Porteiro
  • Artífice I e II
  • Profissionais com regime de remuneração diferenciados
  • Instrutor I – Nível médio
  • Instrutor II – Nível superior
  • Professor
  • Salva-vidas
  • Cargos de nível superior
  • Assistente Social
  • Engenheiro de Segurança do Trabalho
  • Analista de Sistemas e Suporte
  • Cirurgião Dentista
  • Técnico de Nível Superior
  • Administrador de Rede
  • Médico
  • Médico do Trabalho

Através dos dados dispostos pela instituição, é possível verificar que não há um esforço efetivo e designado para o desenvolvimento do recurso humano em si, nem a aplicação de técnicas atuais de gestão de pessoas, dado que as propostas apresentadas nos documentos oficiais não explicitam ou detalham as vias que levariam para a dita “valorização e desenvolvimento” de pessoal, mas sim diretrizes gerais que pautam o desenvolvimento de tais qualidades, diretrizes essas que constam no decreto de Nº5.378 de 23 de fevereiro de 2005.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (21.7 Kb)   pdf (1.1 Mb)   docx (846.6 Kb)  
Continuar por mais 13 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com