TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Direito Islâmico Resumo livro Flávia Castro

Por:   •  6/6/2016  •  Resenha  •  795 Palavras (4 Páginas)  •  728 Visualizações

Página 1 de 4

O Islã surgiu na Arábia no século VII d .c., fundado por Mohamad ( Maomé), profeta venerado e incontestável do islamismo. Mohamad nasceu em Meca, cidade de peregrinção comercial em 570 d.c.. Conta a história que em um dos seus retiros, teve uma visão de um ser sobre-humano, o qual lhe ordenava recitar um texto, o qual mais tarde seria escrito no Alcorão, livro sagrado dos mulçumanos. Começando a pregar aos comerciantes em Meca, foi perseguido por uma tribo chamada coraixita, que era maioria em Meca e por isso, buscou refúgio em Medina, onde se abrigava uma grande comunidade Judaica. Esta fuga ficou conhecida como Hégira e marcou o primeiro ano do calendario mulçumano. Em Medina Mohamed buscou a centralizar o poder, inclusive através da nova religião  que pregava e após algum tempo passou a ensinar a chamada Guerra Santa contra aqueles que se posicionava contra o islamismo, utilizando-a contra a comunidade Judaica em Medina e posteriormente contra os Coraixitas em  Meca. Ao morrer Mohamed,  muitas disputas de sucessão da posição de chefia religiosa e política aconteceram no meio Islamico.
Logo houve duas correntes de segmento no islã, os sunitas que seguindo a letra do Alcorão defendia o fato que somente parentes dos profetas poderiam assumir  tal posição, e os Xiitas, que seguindo a tradição, passaram  a  disputar o poder com os parentes dos profetas.
O Direito Mulçumano é intrinsecamente religioso, as fontes deste são quatro: O Alcorão, livro sagrado da religião, a Suna , que diz respeito aos costumes do profeta, a vida, atos,  palavras e silêncio , tudo que diz respeito a imagem de Mohamed, o Idjmâ, acordo unânime da comunidade mulçimana e o Qiyâs, que é o raciocínio por analogia. Os textos Textos do Alcorão  foram repartidos em 114 suras, subdivididos em versículos. A mensagem do Alcorão pode ser dividida em duas partes: o corpo da mensagem de Medina que são 28 suras, voltadas mais para o campo político e militar, porem tem seu lado religioso, e o corpo da mensagem de Meca, que são 82 suras, extritamente religioso.
Alguns pontos destacaveis do Alcorão são a infalibilidade do livro, o qual denota que é um livro que não se pode duvidar , a Pena de Talião que defende a idéia que é nela que está a proteção das próprias vidas, e a cumprem com certo rigor, a não ser que haja o perdão da vitma. A justiça e a Equidade, pois para lei todos devem ser tratados de maneira igualitária, porque compartilhãm a mesma fé.
O Alcorão também defende a recompensa dos que cumprem a lei e punição para aqueles que não obedecem as mesmas. Ele promete promete o paraiso para os que cumprem, e  inferno para os que desviam dela.
Os alimetos proibidos são destacados também, quanto a pureza dos animais. Nesse caso, o julgamento de animais puros e impuros são diferentes para Sunitas e Xiitas.
Os Sunitas são puros por terem sido purificados antes da ingestão, , e para os Xiitas são impuros em si mesmo.
Bebidas e jogos são colocados no mesmo patamar de proibições que alimentos. Entretanto, no caso de jogos, se for praticado, deve ser feito gastando somente o que sobra das econômias.
A peregrinação para os mulçumanos é primordial, já que ela vista como o "grande perdão", que sendo bem feita, proporciona a remissão dos pecados. Todo o mulçimano, tendo condições deve realiza-la, devendo ser feita também pelas mulçumanas acompanhadas. Caso não possui recursso, deve jejuar durante 10 dias.
O casamento é visto como a base da comunidade, pois a família é célula da sociedade mulçumana, ele é considerado a metade da religião.  O Alcorão abre possibilidade de casar-se com várias mulheres, mas atualmente limitou-se a 4 mulheres por marido.Havendo primazia para o homem no divórcio, e após a separação, a guarda dos filhos fica com mãe e deve devolve-los ao marido após os 7 anos.
A moral sexual é rigida, inclusive para homens. Ela é rigida o suficiente para proibir que as servas sejam prostituidas por seus donos. Porem a sociedade é mais permissiva com relação ao homem, mas eles não devem se descuidar totalmente, porque a honra da família está em jogo.  O celibato não é bem visto para os mulçumanos. Todos devem, sempre que possivel, se casar para que se amplie a comunidade mulçumana.
A difamação é condenada com a ameça de juizo final. o Alcorão proibe o emprestimo de juros, sendo feito mediante um contrato com o acordo de ambas as partes.
Mohamed foi um profeta incomparavél para o Islã, e por conta disso era delegado a este privilégios e certas ilimitações a cerca do casamento, ao qual era vedado aos demais.
Toda a religão islã gira em torno do profeta, dos seus ensinamentos que foram passados de geração em geração.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.7 Kb)   pdf (57.4 Kb)   docx (9.9 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com