TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Trabalho de Economia I - Karl Marx

Por:   •  28/2/2016  •  Pesquisas Acadêmicas  •  6.459 Palavras (26 Páginas)  •  189 Visualizações

Página 1 de 26

Sumário

INTRODUÇÃO        

1. BIOGRAFIA DE KARL MARX        

2. ESTADO DA ARTE        

2.1. Ótica Dialética        

2.2. Materialismo        

3. FENÔMENOS NÃO ECONÔMICOS DO PENSAMENTO DE MARX        

3.1. A Alienação Religiosa no Pensamento de Karl Marx        

3.2. Pensamento Sociológico do Alemão Karl Marx        

3.3. O Estado e o Direito na Visão de Marx        

4. FENÔMENOS ECONÔMICOS DO PENSAMENTO DE MARX        

4.1. A Burguesia e o Capitalismo        

4.2. Revolução Industrial e o Proletariado        

4.3. Teorias Econômicas de Marx        

4.3.1. Teoria do Valor de Marx        

4.3.2. Teoria da Mais Valia        

CONCLUSÃO        

REFERENCIA BIBLIOGRÁFICA        

INTRODUÇÃO

Karl Heinrich Marx foi indiscutivelmente uma das maiores influencias sobre a história da humanidade no pensamento filosófico, social, político e econômico de todos os tempos.

Como cientista social, historiador e revolucionário desenvolveu ideias sociais, políticas e econômicas que servem ate os dias de hoje como referencia para grandes pensadores estudiosos que buscam compreender o desenvolvimento do pensamento socioeconômico.

O conjunto de ideias visionárias e revolucionarias, não foram bem aceitas no meio acadêmico da época e infelizmente somente após sua morte em 1883 é que começou a conquistar a aceitação do movimento socialista.

Embora a ideia original seja o objetivo dos regimes marxistas, sua fidelidade não tem sido real. As tentativas de adaptação as circunstância políticas acabam distorcendo alguns pontos. Outro fator agravante foi à demora na publicação de seus escritos que somente a bem pouco tempo vieram a fazer parte das discussões acadêmicas e intelectuais.

1. BIOGRAFIA DE KARL MARX

Karl Heinrich Marx nasceu na Alemanha, em 15 de maio de 1818, na pequena cidade de Treves, filho de um advogado de origem judaica, Heinrich Marx, e de uma dona-de-casa, Henriette Pressburg.

Marx iniciou os estudos na cidade de Treves na Alemanha. Posteriormente seguiu para Boon onde cursou Direito por incentivo intelectual do pai. Sobre influencia do romantismo idealista Schelling, Goeth e outros, Marx mergulhou no clima boêmio da cidade. Em 1836, a transferência para uma universidade mais disciplinada em Berlim foi à alternativa encontrada pelo pai para manter o foco na seriedade dos estudos.

No mesmo ano Marx se apaixona e noiva secretamente a jovem e idealista Jenny von Westphalen, cujo irmão, Ferdnand, seria ministro do Interior da Prússia posteriormente. Marx casou-se com ela em 1843.

         Marx seguiu com destaque os cursos disciplinares e freqüentou o "Doktor-Club", círculo de jovens e brilhantes intelectuais hegelianos. Lá eles discutiam a filosofia de Hegel e outros filósofos românticos. Em 1841, Marx encantou-se por filosofia. Depois de formado, tentou seguir a carreira acadêmica na universidade de Bonn com a ajuda de seu amigo, o teólogo Bruno Bauer que era considerado um teólogo progressista e ousado, foi logo afastado da universidade, frustrando seus anseios . Sem poder seguir seu sonho, Marx se dedica ao jornalismo, sendo o redator da "Gazeta Renana", órgão de concentração dos intelectuais da região. Sendo promovido a redator-chefe. Como sempre, a força intelectual do jornal acabou por incomodar muitos 'poderosos' (o jornal não era governista nem mercantilista como boa parte da mídia popular do Brasil) e, após inflamar os ânimos da burguesia latifundiária tradicionalista de parte da Prússia, foi oficialmente interditado em janeiro de 1843.

Nesse mesmo ano Marx escreve a Crítica do Direito Público de Hegel, da qual a introdução foi publicada em Paris no ano seguinte por Ruge, nos "Anais Franco-Alemães", do qual Marx seria, a convite de Ruge, co-diretor.

         Em Paris Marx entrou em contato e foi bem recebido por vários grandes intelectuais como Proudhon, Blanc, Heine, Denizard Rivail, George Sand, Bakunin e, sobretudo, o seu grande amigo e colaborador de toda a vida, Friedrich Engels. Porém, mais uma vez, a ousadia e o impacto dos "Anais" acabaram por decretar o seu próprio fim, tendo sido publicado apenas um volume. Marx, porém, com a ajuda de amigos da cidade alemã de Colônia, prosseguiu sua incansável pesquisa em filosofia e economia política. Foi nesta época que ele escreveu talvez a sua obra mais importante antes de O Capital e, em muitos pontos, mais transparente e acessível ao pensamento de Marx que sua obra irmã posterior: Os Manuscritos Econômico-Filosóficos.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (39.9 Kb)   pdf (226.9 Kb)   docx (25.3 Kb)  
Continuar por mais 25 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com