TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A sociedade dos poetas mortos

Resenha: A sociedade dos poetas mortos. Pesquise 790.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  13/3/2014  •  Resenha  •  323 Palavras (2 Páginas)  •  219 Visualizações

Página 1 de 2

Sociedade dos Poetas Mortos é a história de um tradicional colégio preparatório que recebe um professor de inglês nada convencional, um ex-aluno.

O perfil dos alunos da escola é o de jovem submisso, que absorve informações sem questionar, de pais ricos que decidem o futuro dos filhos.,

Brilhantemente interpretado por Robin Willians, o professor Keating ensina aos alunos muito mais que conteúdo para entrar em boas faculdades, os ensina a pensar, a amar a poesia e a viver cada instante.

No anuário de Keating está, entre suas paixões, a “Sociedade dos Poetas Mortos”. Intrigados, os alunos, liderados por Neil Perry (Robert Sean Leonard), o questionam sobre o assunto. Quando explica aos jovens que a Sociedade era um grupo de rapazes que se reuniam à noite em uma caverna próxima ao colégio para ler poesias, eles ficam impressionados e decidem fazer o mesmo.

A partir daí os alunos têm mudanças de comportamento, começam a expressar opiniões e se permitirem sonhar.

Não é surpreendente a repressão por parte do corpo docente. A situação se agrava quando Neil Perry passa em um teste e se torna protagonista de uma peça teatral, mesmo sem autorização de seu pai, encorajado pelo professor. Após cenas emocionantemente tristes e chocantes, alguns alunos se vêem obrigados a entregar o grupo e, contra a vontade deles, a culpa recai sobre Keating.

O filme emociona por sua história e, de forma sutil, os recursos técnicos complementam cada cena. Desde fotografia, figurino e trilha sonora até os diálogos, sempre cativantes.

Dirigido por Peter Weir, Sociedade dos Poetas Mortos é inspirador. Desperta uma vontade de subir à mesa e dizer “Oh, Capitão! Meu Capitão!” em ato de protesto contra tudo que nos é imposto, à toda forma de controle. Sugere a forma de vida do Arcadismo, onde uma das regras é o Carpe Diem (Aproveite o Dia).

O filme mostra a importância de se formar pensadores e não apenas robôs que executam tarefas quando mandados. Faz-se merecedor de todas as premiações obtidas.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com