TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Sociedade Dos Poetas Mortos

Monografias: Sociedade Dos Poetas Mortos. Pesquise 790.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  23/8/2013  •  1.227 Palavras (5 Páginas)  •  789 Visualizações

Página 1 de 5

ANÁLISE CRÍTICA DO FILME “SOCIEDADE DOS POETAS MORTOS”

O filme “Sociedade dos Poetas Mortos” é uma história que se passa no ano de 1959, e o cenário deste filme é uma escola preparatória secundária dos EUA - “ Welton Academy”- que forma apenas alunos do sexo masculino. Os personagens de destaque no filme são os 6 (seis) estudantes desta escola: Tedd Anderson (interpretado pelo ator Ethan Hawke); seu colega de quarto Neil Perry (interpretado pelo ator Robert Sean Leonard) e os outros 4 amigos Knox Overstreet (Josh Charles), Richard Cameron (Dylan Kussman), Steven Meeks (Allelon Ruggiero), Gerard Pitts (James Waterston).

Apesar de ser um filme de 1989, pode ser considerado bastante atual, pois traz diversas questões que permitem o questionamento acerca das relações que se dão na sociedade e, especialmente, no campo pedagógico. Atualmente, torna-se cada vez mais difícil viver nesta sociedade capitalista em que os valores e princípios são solapados por conta do consumismo exacerbado. Infelizmente, os bens materiais se tornaram mais importantes que os valores morais.

A escola é espaço de disputa e de projetos e, na atualidade, passa por profunda crise em decorrência de uma crise maior que se situa nas relações de produção. É verdade que atualmente a escola saiu um pouco do molde tradicional rígido mas, por outro lado, se tornou uma instituição sem identidade, pois contém traços de autoritarismo do passado, e inclui alguns outros traços de liberdade, de violência, descaso e intolerância.

A principal característica da escola Welton Academy é a visão tradicional acerca da aprendizagem, dando destaque à imposição dos seus valores, fato que será evidenciado durante todo filme. É possível detectar o quão severa e rígida é a disciplina na instituição, que tem como base 4 (quatro) pilares: Tradição, Honra, Disciplina e Excelência.

No inicio do filme, há uma cerimônia na qual o diretor da instituição afirma que aquela é a melhor escola secundária dos EUA, visto que dos alunos que ali foram formados, mais de 75% passaram para as faculdades mais prestigiadas. Tal cena explicita a importância que é dada aos resultados e à necessidade de fazer com que seus alunos sejam sempre os melhores. Ao longo do filme, será perceptível como essa necessidade se sobrepõe a qualquer outro fato, deixando de lado a vontade própria.

É possível perceber que, apesar da sociedade sofrer inúmeras transformações, a escola “ Welton Academy” não acompanha essas mudanças. Por ser tradicional, a mesma disciplina passada há 10 (dez) anos, ainda é imposta da mesma maneira. Há uma cena onde alguns alunos estão em seu quarto, e começam a debochar dos pilares da escola, ou seja, eles sentem a pressão que está sendo exercida sobre eles. E além da escola ter uma visão tradicional, alguns pais também possuíam um pensamento muito conservador, tomando as decisões sobre a vida do filho enquanto este não tinha nem o direito de questionar, tornando-se uma pessoa passiva, obrigado a aceitar o que lhe era imposto. O caso do menino Neil Perry, que se desenrolará ao longo da trama, segue exatamente este modelo. Seu desejo de fazer teatro não é bem visto pelo pai, que determina o futuro do filho.

Na primeira cena do filme, é apresentado o Sr. John Keating (interpretado pelo ator Robin Williams), um professor conceituado e ex-aluno da instituição, que chega para substituir um membro da escola. Este personagem retratará o papel do verdadeiro do educador, pois lidará de maneira eficiente com uma turma de alunos passivos que estuda numa escola que forma pessoas para a conformação, para a manutenção do status quo, para apenas reproduzirem a sociedade. O papel desse novo professor deve ser destacado, uma vez que, mesmo já tendo estudado naquela escola, ele mostra uma visão além dos valores que lhe foram imputados, abrindo frentes para questionar a sociedade e a educação que lhes estava sendo dada, o que provocou grandes mudanças comportamentais.

Em sua primeira aula, o Sr. Keating já demonstra uma didática totalmente diferente dos demais professores. Enquanto a maioria do corpo docente mantinha uma postura autoritária em sala de aula, destacando o papel do professor como detentor do saber, no lugar de um especialista, muitas vezes, chegando ao ponto de ameaçar os alunos caso não cumprissem com as tarefas de casa; o Sr. Keating surge como uma figura revolucionadora, que tira esses alunos do espaço físico da sala de aula e propõe uma

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.5 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com