TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Didatica: O PAPEL DA DIDÁTICA NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM

Por:   •  7/11/2013  •  4.364 Palavras (18 Páginas)  •  859 Visualizações

Página 1 de 18

RESUMO

A didática é entendida como a ferramenta em que se acontece o processo ensino-aprendizagem, onde o professor consegue organizar de forma sistemática todo seu trabalho, buscando oferecer meios que induzam ao aluno a perceber suas necessidades e criar seus mecanismos, a fim de adquirir novos conhecimentos sem excluir os anteriores. Assim pode-se afirmar que a didática deve ser como uma peça importantíssima na aprendizagem.

Palavras chaves: Didática. Aprendizagem. Ensino. Meios Pedagógicos. Avaliação.

INTRODUÇÃO

Este artigo está voltado para a utilização da Didática em sala de aula, uma vez que a mesma facilita o processo ensino-aprendizagem, onde o professor tem a oportunidade de planejar suas estratégias e aplicá-las de acordo com as necessidades de seus alunos.

Percebe-se que a Didática passou por um processo de adaptação até que estudiosos convenceram que a mesma é uma ferramenta essencial em sala de aula, devido a evolução no que diz respeito a percepção de conhecimentos, assim certifica-se de que ela não pode faltar em hipótese alguma na prática educacional, bem como na utilização dos meios pedagógicos, em pesquisas e por fim na avaliação.

Assim afirma-se que o principal objetivo deste trabalho é a aquisição de conhecimentos voltados para o ramo educacional, podendo contribuir de forma sensível com os parceiros deste grande bem da humanidade.

2. O PAPEL DA DIDÁTICA NA FORMÇÃO DO EDUCADOR.

Após vários estudos sobre a didática é possível compreender que a mesma é uma ferramenta imprescindível na formação do educador, desde que, ela venha desenvolver nele a capacidade de planejar, criticar, avaliar e adaptar suas ações a realidade em que se encontra inserido, pois do que adiantaria um emaranhado de informações e ações a um ambiente inadequado? A didática só poderá ser bem praticada, a partir do momento em que ela for entendida e planejada segundo a necessidade encontrada no âmbito de trabalho.

A didática em sua amplitude deve ajudar de forma precisa na formação do educador, viabilizando ao mesmo a capacidade de formular seus objetivos a serem atingidos no decorrer de sua carreira. Segundo (Candau 1999, p.26) “O papel da didática destina-se a atingir um fim a formação do educador”. Assim percebe-se que o educador não pode deixar de trabalhar a didática em hipótese alguma, uma vez que ela faz parte da sua prática profissional.

O educador ao assumir sua postura deve lembrar-se de que é um dos responsáveis pelo sucesso do processo ensino-aprendizagem, por isso, não pode esquecer que outros componentes fazem parte desse processo e são tão importantes quanto ele, assim é viável afirmar que a aprendizagem se constrói a partir da interação educador, educando, família e o contexto histórico, dessa forma é possível dizer que cada ser humano contribui de certa forma para a mudança do contexto social, formulando suas próprias idéias a partir de suas experiências da partilha de conhecimentos.

O educador é aquele devido suas pesquisas e seu preparo tem a capacidade de fomentar no educando a necessidade de buscar conhecimentos de forma sistematizada, entendendo que através dele é possível conhecer o que era obscuro, além de poder fazer valer sua cidadania, contribuindo para a formação de sua história.

Diante do exposto é viável afirmar que ao formar um educador é necessário buscar a forma mais favorável, excluindo o autoritarismo, a fim de fazê-lo um sujeito crítico o qual poderá agir de forma precisa no processo educativo, sem esquecer que suas experiências acontecem ao longo de sua carreira, Segundo (Candau, 1999, p.29) “De fato, aprendemos bem, com estria, aquilo que praticamos e teorizamos”.

Assim pode-se afirmar que um bom profissional da educação não pode deixar de estudar e idealizar a didática durante a sua carreira, pois ela permite ao mesmo desenvolver um bom trabalho.

Durante algum tempo foi vista como uma ação prejudicial a prática pedagógica, pois não se entendia com precisão o seu ramo de trabalho, crucificando assim os professores que a utilizavam. Segundo (Antunes, 2001, p.16)

...

Baixar como (para membros premium)  txt (27.2 Kb)  
Continuar por mais 17 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com