TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O EMPREGO DA TECNOLOGIA EDUCACIONAL PARA A MELHORIA DO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM

Por:   •  14/4/2013  •  Tese  •  5.189 Palavras (21 Páginas)  •  786 Visualizações

Página 1 de 21

O EMPREGO DA TECNOLOGIA EDUCACIONAL PARA A MELHORIA DO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM

No atual cenário global, caracterizado pelas inovações tecnológicas, a educação tem buscado se adequar e usufruir dos grandes fluxos de informações compartilhados pela sociedade que precisa promover substantiva mudança de paradigmas educacionais para acompanhar tais avanços tecnológicos que surgem a uma velocidade surpreendente. Esse crescimento tecnológico tem ocorrido principalmente no setor da comunicação. Inúmeros são os meios de comunicação ofertados à sociedade, os quais têm promovido alterações sociais importantes que preocupam os profissionais da educação.

Com a referida evolução tecnologia vem a necessidade de aprimoramento das habilidades para emprego adequado dos equipamentos. O incremento de competências e habilidades atreladas à tecnologia é um aspecto fundamental na universalização dos conceitos e de conhecimentos acumulados tendo em vista que os equipamentos são produzidos com alta capacidade e com baixa despesa operacional e, por isso mesmo, é preciso mão de obra qualificada, para operar os equipamentos.

Evidencia-se, assim, a urgência pela apreensão de conhecimentos mínimos para que o indivíduo progrida com o suporte dos componentes tecnológicos que lhe são oportunizados. O grande desafio para o uso de tecnologias no cotidiano da sociedade tem sido o impacto da ausência de competências básicas no que tange à tecnologia da informação, no processo ensino-aprendizagem no nível superior.

Por tecnologia educacional entende-se a área de conhecimento em que a tecnologia se põe a serviço dos objetivos educacionais, visando colaborar no processo ensino-aprendizagem, oportunizando meios apropriados de emprego de soluções tecnológicas na educação. Desta forma, as funções primárias da escola serão enriquecidas pela articulação de novas fontes de conhecimentos e modernos instrumentos tecnológicos. Entretanto, é preciso ainda resolver qual a metodologia a ser empregada para utilização dessas ferramentas e seu ajustamento às necessidades/realidade dos alunos, da escola, do professor e, obviamente, da cultura em que a educação está enraizada.

É fundamental que se verifique a extensão do domínio da tecnologia no processo ensino-aprendizagem promovendo debates acerca das competências imprescindíveis ao acadêmico/docente da universidade, levando-se em conta a rapidez com que a informação de processa. Entende-se que o desenvolvimento das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs), oportuniza ao processo de ensino-aprendizagem uma gama de importantes mudanças englobando desde os apoios materiais às técnicas, inclusive os paradigmas conceituais da aprendizagem.

Enfatiza-se ainda a fundamentabilidade do uso das TICs, ocasionado pelo crescimento do interesse, participação e motivação dos alunos, assim como pela expressiva aquisição de conhecimentos assegurada por uma aula mais produtiva e dinâmica. Obviamente fica clara a necessidade do aperfeiçoamento no que concerne à formação básica dos docentes, mesmo que ocorra de forma continuada, para o domínio das tecnologias da informação e comunicação. Desta forma os profissionais educadores serão capacitados para ostentar o papel de mediador/facilitador para que os alunos construam seus saberes.

Um dos fatores preocupantes é que a escola e o professor não têm conseguido acompanhar o ritmo acelerado da tecnologia, no sentido de utilizar tal ferramenta para o desenvolvimento das práticas pedagógicas cotidianas. Outro entrave importante é que a escola, principalmente a pública, não conta com equipamentos modernos, mesmo os de informática e quando os têm, esses encontram desatualizados, sucateados. O número de técnicos com competência para realizar a manutenção dos equipamentos, que prestam assistência às escolas via Diretoria de Ensino é muito reduzido e o atendimento às escolas é pífio.

Curiosamente constata-se que a escola é uma das instituições que mais tempo levam para se inovar e avançar. Os professores são conhecidos por resistirem em acolher as inovações. Em anos raras mudanças puderam de fato ser observadas nos ambientes das salas de aulas, desde o aparecimento da caneta esferográfica. A princípio a tecnologia aplicada à educação oferecia como propriedade relevante a probabilidade do uso de mecanismos com a intenção de tornar mais eficientes os recursos humanos e, sobre outra ótica, racionalizar também a prática educacional. O sistema educacional manteve o caráter tecnicista em sua área de atuação, focalizando o emprego dos instrumentos sem qualquer investigação prévia quanto ao impacto causado por sua utilização no aspecto cognitivo e social.

Desde os primórdios o ser humano sempre procurou

...

Baixar como (para membros premium)  txt (35.8 Kb)  
Continuar por mais 20 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com