TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Ensino De Nove Anos

Por:   •  14/3/2015  •  533 Palavras (3 Páginas)  •  233 Visualizações

Página 1 de 3

O MEC vê a urgência das demandas sociais por educação, em todos os níveis de ensino.

Em relação ao assunto do ensino para nove anos, a meta é que na medida que o Ensino Fundamental de oito anos for se adequando para a população de 7 a 14 anos, o período de escolarização obrigatória deverá ser ampliada, por meio da introdução da criança de seis anos ao Ensino Fundamental.

A ampliação deve ter um progressivo atendimento em cerca de 3,4 milhões de crianças, sendo que 82% frequentam a escola.

Com essa mudança, crianças mais desfavorecidas são as que tem maior dificuldade ao processo de escolarização, na faixa etária de seis anos.

Como o primeiro contato com a escrita dessas crianças, muitas das vezes é quando ingressam na escola, com certeza se deixarem de ser atendidas nessa fase e entrarem na escola apenas aos sete anos, estarão em desvantagens em relação as outras crianças.

A entrada da criança de seis anos a escola, influi muito na sua formação, aumentando suas chances de sucesso escolar, nos seguintes do ensino fundamental.

Com essa mudança existe todo cuidado em respeitar a fase de desenvolvimento da criança, onde as atividades devem ser lúdicas.

O sistema de ensino é orientado a observar aos materiais didáticos, as dinâmicas pedagógicas pra ver se elas, se adéquam a faixa etária da criança ingressante.

O objetivo do MEC é assegurar que toda criança tenha mais tempo de convívio escolar, com isso é uma aprendizagem mais ampla.

De acordo com a Psicopedagoga Nelba Pisaco, ler e escrever mais cedo não garante mais vantagens, aos 5 anos, seis e sete anos as crianças estão passando pela fase de transição, entre o período pré-operatório e operatório concreto, da forma de raciocínio, ou seja nesta fase ela observa e entende o mundo de formas diferentes.

Outro ponto é que a infância, não pode ser abolida, entre 5 e 6 anos estão prontas a aprender, mas não a ter responsabilidades, como prova por exemplo.

Uma outra vantagem é acabar com a repetência, sem deixar a qualidade do ensino, em segundo plano.

O primeiro ano do Ensino Fundamental, não é somente focado na alfabetização, trabalha pedagógico e feito em todas as áreas de conhecimento.

Durante esse tempo a criança adapta a nova realidade, conhecendo melhor o ambiente escolar, e a si mesma.

Com isso tudo podemos concluir que esta mudança de regime de oito anos para nove fases, bem delicadas, um período de transição que deve ser tranqüila, e respeitando todos os aspectos da criança. Precisamos tomar cuidado porque com tanta cobrança, à criança de seis anos, poderá vir

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.2 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com