TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

GENEROS TEXTUAIS DO GENERO DO NARRAR

Por:   •  25/9/2013  •  2.144 Palavras (9 Páginas)  •  112 Visualizações

Página 1 de 9

1 - INTRODUÇÃO: Gêneros textuais normalmente estão associados aos estudos literários. É também uma forma de comunicação. São conceitos que se aplicam aos diversos textos com características comuns em relação à linguagem e ao conteúdo.

No gênero narrar, trata-se de um texto onde o principal objetivo é contar ou narrar um fato e fazer deste fato uma informação ou entretenimento podendo ainda acrescentar na aprendizagem do receptor. O fato deve ocorrer em um determinado tempo e lugar, envolvendo personagens e um narrador.

Em nosso dia a dia nos deparamos com diversas formas de expressão na comunicação seja oral, corporal ou escrita. No entanto, nem sempre temos a curiosidade de explorarmos como e quando utilizar das formas de comunicação existentes em nosso cotidiano.

A comunicação é algo que parece simples e fácil para qualquer pessoa, mas para isso é necessário que saibamos fazer a comunicação de forma clara para que tenhamos bons resultados.

A importância entre a relação da construção de textos do gênero do narrar e a linguagem corporal é que para existir uma narração é necessária a elaboração de um texto e posteriormente a existência de seus personagens para narrar e executar atividades com a linguagem corporal através da dança, teatro, gestos.

2 - DESENVOLVIMENTO DA PESQUISA

Os gêneros textuais são as formas naturais que utilizamos a língua e são formas diferentes de expressão textual. Cada produção textual seja oral ou escrita, realiza um gênero porque é um trabalho social e discursivo.

São classificados em primários e secundários. São estruturas que se compõem os textos, sejam eles orais ou escritos e são muito parecidas, com características comum, procura de certa forma buscar intenções comunicativas semelhantes e ocorrem em situações especificas. São textos de qualquer natureza.

No dia a dia vivemos diferentes tipos de gêneros textuais e podemos classifica-lo como gênero textual primário – do cotidiano, ou seja, não precisa ser ensinado. Exemplos: bilhetes, conversas ao telefone, lista de compras.

Já os gêneros textuais secundários precisam ser ensinados na escola como, por exemplo, uma redação escolar, um resumo, um texto, dentre outros.

Existe o interesse em se explorar a noção do gênero textual em contexto didático. Entretanto, para que essa atividade seja proveitosa, é necessário que o professor esteja bem consciente de alguns fatores: Quais as razões para selecionar tal gênero? Quais características o configuram? Quais as funções específicas do gênero selecionado? Quais objetivos de aprendizagem o gênero escolhido propicia atingir junto a seu grupo de alunos?

Sabemos que os textos são compostos de uma combinação de sequencias e sendo assim um texto sempre traz em sua composição varias sequencias. Os gêneros textuais estão cada vez mais presentes na educação atual. A proposta didática organizada pelo agrupamento por gêneros, visa uma progressão no ensino, na qual diferentes capacidades leitoras e escritoras fossem paulatinamente construídas. Para os autores Dolz e Schneuwly, devem-se trabalhar todos os agrupamentos e não simplesmente privilegiar uns em detrimento de outros.

Os critérios utilizados para organizar os agrupamentos de gêneros são o contexto, ou domínio social de comunicação, onde os gêneros são produzidos e circulam, considerando que um mesmo gênero pode ser produzido e circular em domínios sociais de comunicação diversos, além de processos de textualização, como o vocabulário e as sequencias textuais.

A narração é um dos gêneros literários mais fecundos, e na antiguidade clássica, os padrões literários reconhecidos eram apenas o épico, o lírico e o dramático. Atualmente surgiu dentro do gênero épico a variante: gênero narrativo, o qual apresentou concepções de prosa com características diferentes, o que fez com que surgissem divisões de outros gêneros literários dentro do estilo narrativo como: o Romance, a Novela, O Conto, a Crônica, a Fábula, a Parábola, o Apólogo, a Lenda, e praticamente todas as obras narrativas possuem elementos estruturais e estilísticos em comum e devem responder a questionamentos como: quem? O que? Quando? Onde? Por quê? Seu principal objetivo é contar algum fato. Tem também como segundo objetivo, é que este fato se torne uma informação, aprendizado ou entretenimento. Se ele não atingir os objetivos propostos, perde o valor. Uma narração visa sempre um receptor. Narrador é quem narra a história, observador e tem o conhecimento da historia. Vejamos abaixo as características de o gênero narrar:

• Romance: é uma narrativa longa, geralmente

...

Baixar como (para membros premium)  txt (13.9 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »