TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Ética e Educação

Por:   •  8/2/2019  •  Trabalho acadêmico  •  844 Palavras (4 Páginas)  •  8 Visualizações

Página 1 de 4

[pic 1]

UNIDADE CURRICULAR: ÉTICA e EDUCAÇÃO

CÓDIGO: 11017

DOCENTES: António Teixeira e Sérgio Lagoa

A preencher pelo estudante

NOME: Daniel Romeiro

N.º DE ESTUDANTE: 1502088

CURSO: Educação

DATA DE ENTREGA: 15/11/2018

[pic 2]

A Ética, um inferno ou um paraíso?

TRABALHO / REFLEXÃO:

Que Ética poderá explicar a conjugação de uma tão grande variedade de conceitos e práticas morais que partilham quotidianamente e simultaneamente a mesma geografia física, institucional e política onde prolifera uma polissémica multiplicidade de valores e culturas que constitui atualmente a escola?  

Que ética deverá estar subjacente à construção dos programas educativos e à ação de todos os intervenientes no sistema educativo? Que práticas morais comuns se poderão estabelecer entre todos os intervenientes da ação educativa para que exista no seio de cada escola as mesmas perspétivas, reconhecidas como válidas e entendidas como fonte de melhor relacionamento humano acerca das responsabilidades que temos sobre nós próprios e sobre os outros enquanto ser social?

A Ética é vista, hoje, como a disciplina que analisa os atos morais e as normas de comportamento como sendo verdades relativas. Não lhe cabe formular juízos de valor sobre a prática moral de outras sociedades ou de outras épocas, em nome de uma Moral absoluta e universal. Afirmando-se como a ciência da Moral, a Ética admite uma interdisciplinaridade com a história, a antropologia, a sociologia, a psicologia, assumindo a consciência de uma multiplicidade de universos morais e éticos, de construtos de valores, presentes nas sociedades humanas.

Qual a utilidade de uma ética que se propõe, não prescrever valores, mas analisar os atos-morais? A onde nos conduz a tese que afirma ser a verdade sempre relativa e apenas mais um valor entre outros?

Atualmente, a palavra Ética é usada em três sentidos: «no sentido de ordem moral ou ordem ética, entendida como a totalidade do dever moral; no sentido de estrutura fundamental das ideias morais ou ideias éticas, reconhecidas por uma pessoa, ou um grupo; no sentido de conduta moral efetiva, tanto de uma pessoa, como de um grupo.» (Dias, 2004). Qual a perspetiva que deverá assumir um diretor de escola perante as multiperspetivas de imperativos categóricos e hipotéticos? A ética prescritiva? Que se assume como balizadora dos comportamentos e atos práticos-morais que parte da ideia de ser missão do teórico, neste campo, dizer às sociedades o que devem fazer, ditando-lhes as normas ou os princípios pelos quais se devem pautar? Ou uma Ética vista como tendo uma função idêntica à de qualquer outra ciência, a de: investigar, explicar uma determinada realidade, elaborando os conceitos teóricos correspondentes, sem criar qualquer tipo de proselitismo. Hoje temos plena consciência de que não existem valores absolutos ou construções morais universais. Paul Ricoeur, citado por Obin (2010), afirma «os valores estão situados a meio caminho entre as convicções duradouras de uma comunidade histórica e as reavaliações implacáveis exigidas pelas mudanças nos tempos e circunstâncias», significando que estão sujeitos à mudança por influência do meio. John Rawls propõe o conceito de o justo como referência, procurando uma coexistência igualitária de todas as conceções morais presentes nas sociedades, constatação que nos remete para uma questão: qual a classe de valores pelos quais se deverá reger a Escola como congregadora da sociedade?

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.6 Kb)   pdf (192.8 Kb)   docx (203.9 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com