TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Inserção Do Aluno Surdo

Por:   •  27/2/2014  •  480 Palavras (2 Páginas)  •  271 Visualizações

Página 1 de 2

A inserção do aluno surdo no Ensino Regular: Visão de um Grupo de professores do Estado do Paraná.

O processo de inclusão do aluno surdo vem sendo acompanhado por professores e profissionais que desconhecem a língua de sinais e as condições bilíngües do surdo. Os professores referem que a defasagem na aprendizagem do surdo justifica-se unicamente em função de sua deficiência, e que esse discurso, na prática, pode se reverter em ações que marginalizam o aluno e antecipam o fracasso escolar.

Além disso, as posturas dos professores diante dos alunos surdos denotavam a segregação que existe nas escolas, já que em geral os alunos surdos são excluídos dos trabalhos em grupo e das exposições orais. Faltam aos professores base teórica para realizar um trabalho que assegure ao aluno surdo os meios para sua inserção no ensino regular.

Os professores citaram falhas na estrutura gramatical, ortografia e vocabulário reduzido. Afirmavam que os mesmos não acompanham o ritmo da turma. As formas de se avaliar são intensamente questionadas, com isso é preciso que haja delimitação dos instrumentos que se utiliza para avaliar. Em contrapartida, é preciso que os professores também contribuam com a parte que lhe são inerentes, estimulando seus discentes na mediação dos conhecimentos. O aluno surdo incluso no sistema regular de ensino deve promover intensas reflexões em todos os envolvidos, quer sejam o próprio aluno incluso, o aluno ouvinte, o professor e o intérprete.

O aprendizado deve visar à promoção da inclusão, mas é necessário que haja a aceitação do outro como sujeito integrante da sociedade.

Assim, o que vemos é que ainda há um desconhecimento da surdez e de suas conseqüências por parte dos professores. Ressalta-se que, a presença do intérprete em sala de aula e o uso da língua de sinais não garantem que as condições específicas da surdez sejam contempladas e respeitadas nas atividades pedagógicas. Se a escola não voltar sua atenção para a metodologia utilizada e o currículo proposto, as práticas acadêmicas podem ser bastante inacessíveis ao aluno surdo, apesar da presença do intérprete. Finalizando, podemos considerar que o professor ainda tem uma compreensão reducionista sobre o processo de ensino/aprendizagem dos surdos. Para que haja inclusão do aluno surdo é necessário que as pessoas envolvidas no processo educacional façam um esforço, no sentido de se livrarem de modelos pré-determinados, de entenderem a importância de que o aluno realize suas próprias elaborações, que compartilhe suas dúvidas, suas descobertas e seu poder de decisão.

Dessa forma, a não observância das necessidades dos surdos é um fator preocupante, pois só quem está envolvido com esta causa sabe o quanto é triste a realidade que envolve

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.1 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com