TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Operações Com Conjuntos

Por:   •  10/10/2020  •  Abstract  •  5.190 Palavras (21 Páginas)  •  8 Visualizações

Página 1 de 21

Uma proposta metodológica para o ensino de frações, em uma turma do 6° ano, a partir dos jogos da memória, dominó e de cartas.

      Maria Taíne Damasceno Lemos1

      Tales Henrique Gomes da Sila2

      Alexsandro Alves da Costa3

      Odair José Gomes da Rocha4

Manoel Wallace Alves Ramos5 

RESUMO

O presente artigo apresenta uma pesquisa quali-quantitativa com sua natureza exploratória e tem como objetivo avaliar se a utilização dos jogos é uma metodologia eficaz e se proporciona aprendizagem de frações nas aulas de matemática do 6º ano do ensino fundamental, de uma Escola Estadual do município de Santana do Ipanema – AL. A pesquisa foi realizada com 17 estudantes sendo composta por três partes, por um pré-teste, uma intervenção e um pós-teste, usando três jogos, O jogo da memória, dominó e cartas de frações como recurso didático. Os resultados do pré-teste apontavam que os estudantes apresentavam dificuldades no conceito de frações e na soma e subtração de frações, após a intervenção o resultado foi satisfatório em relação ao pré-teste aplicado.  Pode-se então concluir que os jogos utilizados proporcionaram aprendizado dos conteúdos e que podem ser usados como recurso didático no uso do lúdico como metodologia de ensino de matemática.

PALAVRAS-CHAVE: Aprendizagem, Jogo, Metodologia de ensino.

  1. Introdução

  Diante de várias situações enfrentadas em sala de aula relativa à dificuldade de aprendizagem, decidiu-se trabalhar com os jogos como uma ferramenta para aprendizagem de frações. Trabalhar com o mesmo nas aulas contribuem para a criação de contextos significativos de aprendizagem para os estudantes, sem contar com o estímulo que o jogo pode vir a proporcionar, uma vez que se tratando de jogos, a aula pode se tornar mais atraente para os estudantes devido a estes já estarem acomodados com a rotineira forma de ensino. 

        Atualmente, em nosso país, os estudantes em Matemática chegam ao Ensino fundamental com um nível de aprendizado considerado insuficiente para as séries em que se encontram, de acordo com os dados fornecidos pelo Ministério da Educação, conforme figura 1 a seguir:

[pic 1]

Figura 1 - Dados do Saeb do ano 2017- Fonte: MEC

A figura 1 mostra dados do mais recente levantamento feito em 2017 pelo MEC, concluindo que 7 em cada 10 alunos podem ser considerados fora do nível desejável na disciplina de Matemática, e estes dados evidenciam o que é observado no dia a dia das escolas pelos professores.

O Índice de desenvolvimento da Educação Básica – Ideb, é um índice que o MEC divulga a cada dois anos, pela unificação de 2 indicadores:

  • O Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica), para as unidades da federação e para o país; que visa investigar o nível de preparo dos estudantes ao final de cada etapa de sua carreira escolar, no 5º e 9º anos do ensino fundamental e 3º ano do ensino médio, seus dados são coletados através da Prova Brasil para os municípios.  Também avaliando o nível de matemática é importante frisar a Provinha Brasil, que avalia as habilidades das crianças matriculadas no 2º ano do Ensino Fundamental.
  • O Censo Escolar, pelos dados de aprovação obtidos pelo MEC através das escolas.

Entre os anos de 2007 e 2017, analisando os dados do Saeb, pode-se perceber na Figura 2 a seguir, que os estudantes demonstraram uma melhoria nos resultados de aproximadamente 28% em matemática na Escola Estadual escolhida, apresentando os seguintes resultados:

[pic 2]

Figura 2 - Tabela de dados do Saeb da Escola Estadual escolhida para esta pesquisa.

Fonte: (http://idebescola.inep.gov.br/ideb/escola/dadosEscola/27007456)

Estes dados que indicam a Proficiência média dos estudantes alcançaram em 2007 o valor de 153,3; que permaneceu quase estagnado até o ano de 2009, subindo para 153,9. A evolução mais significativa ocorreu nos anos seguintes de 2011 com 164,9; em 2013 com 173,5; em 2015 não há dados disponíveis pelo MEC, e como avaliação mais recente apresentou média de proficiência em matemática de 195,9; o que demonstra significativa melhora.

Após esta análise dos resultados do Saeb, especificamente em Matemática, algo é intrigante, pois apesar da melhora nos resultados ano após ano, ainda há muito que melhorar na escola a qual foi realizada a pesquisa, o que reforça a importância não só desta pesquisa, como de outras que possam vir.

         Tomando como base os dados apresentados em conjunto com a etapa de observação, confirmou-se a necessidade de uma preparação dos estudantes no ensino fundamental em matemática, portanto esta pesquisa vem trazer uma proposta metodológica para o ensino de frações em uma turma do 6º ano, a partir dos jogos da memória, dominó e de cartas.

Como ferramenta não só para o sistema em si como também para os professores em sala de aula, que devem sempre buscar, desenvolver e aprimorar suas metodologias, de maneira que possam impactar, cada vez mais, a vida acadêmica destes alunos, que necessitam tanto do conhecimento matemático e que por algum motivo, não podem ser considerados aptos aos níveis desejáveis.

Percebe-se que o conteúdo de frações a qual foi escolhido é um assunto trabalhado recentemente pelo professor da turma escolhida para intervenção e a partir disso resolveu-se fazer algumas observações na sala de aula para ter-se uma noção dos principais fatores que ocasionavam a falta de interesse da maioria dos estudantes. Logo após foi verificado que os estudantes tinham bastante dificuldade sobre o conceito de frações como também na soma e subtração destas. Ao efetuar uma soma de fração com denominadores diferentes, a maioria dos estudantes conseguia calcular o m.m.c., porém, não conseguiam dividir pelo denominador e multiplicar pelo numerador.

        Nesse trabalho foi realizada uma pesquisa relacionando o uso dos jogos (jogos da memória, dominó e de cartas). O principal objetivo desta pesquisa é investigar e avaliar se a utilização dos jogos proporciona aprendizado de frações: na soma e subtração de frações, como também na definição, na leitura, na escrita de frações e sua representação fracionária. Por esse motivo escolheu-se uma turma de Ensino fundamental, a qual funciona em uma escola da rede estadual do município de Santana do Ipanema, localizado no sertão do estado de Alagoas. Sendo assim destacou-se a importância da utilização dos jogos na aula de matemática, o que contribuiu de forma positiva no aprendizado do estudante e ao mesmo tempo ajudou o professor a desenvolver aulas mais dinâmicas.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (31.7 Kb)   pdf (466.6 Kb)   docx (753.8 Kb)  
Continuar por mais 20 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com