TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E SUPERIOR E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

Por:   •  10/9/2020  •  Resenha  •  573 Palavras (3 Páginas)  •  6 Visualizações

Página 1 de 3

Curso de Pós Graduação em Gestão, Docência no Ensino Superior e Profissional

Disciplina: AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E SUPERIOR E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

Docente: Dr. Bruno Marcelo de Souza Costa

Orientação do Resenha Descritiva dos Vídeos (Aula 2)

Assista com atenção o vídeo proposto e escreva uma resenha descritiva sobre o vídeo. Para a produção de sua resenha siga as orientações:

  1. Dados do vídeo a ser resenhado (TIPO DE VIDEO, TITULO? ETC)

R= Video da palestra sobre os Paradigmas da Tecnologia na Educação - HD - ministrada pelo filósofo Mario Sergio Cortella 

  1. Apresente os vídeos resenhados (Forma sucinta da temática abordado nos vídeos)

R= Palestra ministrada pelo filósofo Mario Sergio Cortella no II Encontro de Educação SER da Abril Educação abordando temas instigantes sobre comunicação, tecnologia, administração, liderança, ética, entre outros assuntos relacionados à educação

  1. Estrutura do vídeo (Como eles estão divididos? Há divisão?)

R=

  1. Conteúdos principais ditos no vídeo (Escolha dois pontos que vocês consideram mais importante)
  2. Sua opinião sobre vídeo e finalize

        O professor Mário Sérgio Cortella apresenta em Paradigmas da Tecnologia na

Educação, temas interessantes sobre comunicação, tecnologia, administração, liderança, ética, entre outros assuntos relacionados à educação.

        Através de uma análise e interpretação do contexto abordado, de acordo com o Professor, têm o objetivo propor principalmente reflexão sobre tecnologia, educação e comportamento do ser humano, menciona que uma educação moderna, viva e atuante não recusa a tecnologia quando é necessária, e a inda lembra que a mente pedagógica moderna que não recusa tecnologia deve perceber que a tecnologia não é tão importante para produzir convivência, capacidade, processos vitais, e que seria tolo não usa-las a disposição para fazermos melhor o que fazemos e não usa-la  como única alternativa que se ofereça sucesso. Esclareceu que cada professor tem contato no seu dia a dia com seu mais novo na vida humana, ainda utilizou-se da frase “os alunos de hoje não são mais os mesmos”, que quem fala tal frase, demostra ter sanidade mental, e doente, é quem sabe que o aluno não é mais o mesmo, e continua dando aula do mesmo jeito que dava a quinze anos atrás, e quando da errado ainda põe culpa no aluno, rotulando-o como vagabundo, sem vergonha, segundo o discurso do autor, entendemos a necessidade da pesquisa, da  formação continuada e atualização do educador constantemente. E que a educação não é lugar pra autópsia e sim pra biópsia, você pega alguma coisa viva, ver o que tem problema, corrige pra continuar viva. Não sejamos prisioneiros do mesmo, como aqueles que não crescem, não inovam, não avançam, só repete, não te m que ficar sempre satisfeito com a docência, embora feliz em dar aulas, não fiquemos satisfeito, se não adormece, entorpece, tem que querer saber, partilhar mais para não s e torna inútil. Cuidado com quem só concorda e não tem dúvidas, cita que numa escola nem todos gostam uns dos outros, e conviver de forma eficaz é ter respeito. As tecnologias, crianças e jovens de hoje nos provocam a não sermos morno, satisfeitos, porém o educador também t em que provocá-los, afirma que se educação não for provocativa não se cria, não se constrói e não s e inventa só se repete. Este resumo é de suma importância para educadores se identificarem com os conteúdos, com as falas e figuras apresentadas, buscando inspiração para continuar a sua formação permanente, engradecer seu papel como educador.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.6 Kb)   pdf (75.9 Kb)   docx (8.9 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com