TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Atividades Licenciatura - Unip

Por:   •  9/12/2013  •  2.372 Palavras (10 Páginas)  •  299 Visualizações

Página 1 de 10

Atividade em grupo A

7.1 Educação? Educações: aprender com o índio

Cada sociedade possui um conjunto de “regras de boaconvivência” que são

entendidas como sendo a “boa educação”, que deve ser ensinada a todos. Quem

não as segue é considerado “sem educação”, mas issonão significa que seja uma

pessoa que não recebeu nenhum tipo de educação. A “obrigação” de ensinar estas

regras na maioria das sociedades é, geralmente, da família, principalmente dos pais.

Não há um consenso “universal” sobre estas regras, o que pode fazer com que uma

pessoa se comporte de maneira educada para um determinado grupo e com “falta

de educação” em outros. Portanto existem muitos tipos de educação e eles variam

de acordo com a cultura, os costumes, as necessidades de um povo.

No texto de Brandão (1993), os índios das Seis Nações iniciam a sua carta

usando expressões cordiais para demonstrar uma “boaeducação”, a fim de garantir

a boa convivência entre os povos. Não é exatamente um sinal de ingenuidade,

principalmente porque o conteúdo da carta demonstrao quão sábio eles são. Eles

perceberam que a educação pode ser utilizada como forma de dominação entre os

povos de forma bilateral, ou seja, ela pode ser utilizada para transformar

comportamentos, pensamentos e transformar uma sociedade.

No Brasil, a educação é considerada como um “direito de todos” e é dever

dos pais e responsáveis manterem seus filhos nas escolas. As escolas são

consideradas formadoras de cidadãos, com seus currículos impostos por um sistema

centralizador e baseado, geralmente, em um modelo europeu, que nem sempre se

identifica com a cultura dos diferentes grupos sociais dentro do país.

As “verdades” ensinadas nas escolas brasileiras sãoteoricamente baseadas

em métodos científicos, o que as torna, de certa forma “universal”, quando se

referem às ciências exatas e biológicas. As “verdades subjetivas” ficam a cargo de

quem as transmite, por isso é muito importante que o professor permita e facilite o

questionamento e a formação de opinião própria em seus alunos. Este papel não

deve ser apenas de professores desta ou daquela disciplina, mas dos educadores

em geral.

Enfim, a educação deve ser repensada de forma a servir a sociedade para a

qual é destinada, pois não adianta formar burocratas para lutarem como guerreiros.

É preciso adequá-la ao meio, utilizá-la com sabedoria, a fim de construir um mundo

melhor.

7.2 O fax do Nirso

A educação escolar está perdendo espaço, principalmente no que se refere

às formalidades, à norma culta, que tem deixado de ter importância nos dias de hoje

devido à internet estar mais disseminada, o grande fluxo de informações trocadas,

as novas expressões que surgem a cada dia, especialmente entre os jovens, que

acabaram por gerar um distanciamento entre o que é ensinado nas escolas e as

formas de comunicação mais modernas.

Os currículos escolares determinados pelo MEC não estão exatamente de

acordo com a realidade do mercado de trabalho, portanto são, em sua maioria,

conteúdos utilizados para selecionar vestibulandos ou concurseiros. É claro que o

conhecimento sempre pode ser aproveitado de alguma forma para potencializar as

...

Baixar como (para membros premium)  txt (15.3 Kb)  
Continuar por mais 9 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com