TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

COMO ENSINAR TABUADA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Por:   •  10/7/2013  •  940 Palavras (4 Páginas)  •  587 Visualizações

Página 1 de 4

COMO ENSINAR TABUADA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Janaína Fernandes de Souza *

RESUMO

A matemática pode ser considerada algo divertido de se aprender, a tabuada, por exemplo, pode ser considerada pelas crianças uma coisa que simplesmente se decora, e isso é visto ao longo dos anos que vem se passando. A criança demonstra certo medo quanto a esta disciplina, pois muitas das vezes ao próprio professor não demonstra segurança ao aluno. Por isso cabe ao professor demonstra a criança que ela terá uma ajuda quanto à aprendizagem do conteúdo. O professor tem muitos recursos que podem ser utilizados, e um deles são os jogos, e isso chama muito a atenção das crianças, pois além de tornar a aula mais divertida, também se torna uma aula mais fácil de aprender.

Palavras-chaves: matemática, tabuada, crianças, jogos, professor.

____________________________________________________________________

*Acadêmica do 3° ano de pedagogia.

A aprendizagem da tabuada exige não somente a memorização, mas também a compreensão. A tabuada pode ser construída e reproduzida de diferentes formas e técnicas, trabalhando o raciocínio e a investigação matemática com a criança. Compreender o processo da soma, diminuição, da divisão e da multiplicação é um grande desafio para a criança. Pode-se criar atividades com criatividade que desperte o interesse da criança.

A matemática deve ser praticada, e qualquer método deve ser repetido varias vezes ate que a crianças tenha um domínio sobre o conteúdo proposto pelo professor, desde que esses métodos façam a criança compreender. Pode ser jogos, os autores Smole, Diniz e Cândido dizem que todo jogo desafia, encantam e trazem movimento, com certa alegria para o espaço onde normalmente existe apenas o livro, o caderno e o lápis.

E muitas das vezes a própria criança descobre com o seu jeitinho de aprender, que são sem sentido para o professor, mais o que importa é que ela entenda.

Devemos mostrar que a matemática não é como todos dizem um bicho de sete cabeças, mais que é divertido aprender matemática, e mostrar também que é um conhecimento que se utiliza para o resto da vida.

Kamii (1997) diz que é bom para a criança aprender a contar, ler e escrever numerais, mais é muito mais importante que ela construa a estrutura mental de números, porque se não ela apenas fará de memória, o decorado.

Quando se ensina matemática devemos ter a intencionalidade de uma visão geral de ensino onde se deve dominar o conteúdo primeiro para depois passá-lo para a criança.

Um dos objetivos mais simples no ensinar é a questão de resolver os problemas, onde o aluno pode mostrar se o seu conhecimento foi realmente atingido. Pode-se usar instrumentos de ensino, como por exemplo, os jogo, onde o professor terá uma postura de criar dinâmicas que trabalhará o aprendizado adquirido da criança.

Pois pode-se combinar jogos e resolução de problemas, de uma forma lúdica chamando a atenção da criança em aprender tal conteúdo. Fazendo isso ira dar mais credibilidade ao conhecimento da criança.

A Educação Matemática vem para responder questões do que ensinar, e o porquê de ensinar, alem de saber como ensinar. O seu papel visa fornecer ferramentas para a construção do conhecimento futuro. E isto é feito a partir do domínio do conhecimento presente, tanto pelo que o professor passa como pelo o que o aluno aprende no decorrer das aulas.

O jogo, segundo Monteiro, é uma estratégia para propiciar a aprendizagem. Pois você já pensou em combinar o

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com