TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E PRESERVAÇÃO DO PROJETO HIDROAGRÍCOLA SAMPAIO - TO

Por:   •  24/2/2013  •  9.093 Palavras (37 Páginas)  •  627 Visualizações

Página 1 de 37

VALDEIR PASCOAL DE VILAÇA

Já não há meio ambiente... Mas preservemos o terço de ambiente que nos resta.

(Veríssimo Andrade)

À minha amada esposa Ana Paula, pelo amor, incentivo, apoio incondicional, companheirismo e suporte emocional, além dos sacrifícios e concessões.

Te amo!

AGRADECIMENTOS

A Deus, o que seria de mim sem a fé que eu tenho nele.

Aos meus pais, irmão, minha esposa, meus sogros, cunhados e minha sobrinha Camila, todos que com muito carinho e apoio, não mediram esforços para que eu chegasse até esta etapa de minha vida.

A todos os professores da UNOPAR, em especial ao meu Orientador, que foram tão importantes na minha vida acadêmica e no desenvolvimento desta monografia.

Aos amigos e colegas, pelo incentivo e pelo apoio constantes.

Obrigado por fazerem parte do meu mundo e me auxiliarem de alguma forma na conclusão do meu curso!

VILAÇA, Valdeir Pascoal de. Educação Ambiental e Preservação do Projeto Hidroagrícola Sampaio – TO. 2012. xx pgs. Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Tecnólogo em Gestão Ambiental – Sistema de Ensino Presencial Conectado, Universidade Norte do Paraná, Palmas, 2012.

RESUMO

A percepção e educação ambiental, baseada no conhecimento tradicional, de uma comunidade do interior do Estado do Tocantins, foi investigada como forma de avaliar os impactos das atividades locais e sua relação com os processos ambientais. O projeto hidroagrícola Sampaio prevê o desenvolvimento regional da região do Bico do Papagaio no extremo norte do Estado, a partir da implantação de um perímetro de irrigação com área útil de cerca de 1.000 hectares. Inicialmente, o Projeto Sampaio foi idealizado para uma área de 12 mil hectares, entretanto, as discussões com segmentos da sociedade organizada e o estudo dos impactos ambientais levaram à redução da área de plantio. O perfil da região, plana, favorece o cultivo de arroz nas áreas inundadas e de feijão e abóbora no sistema de sub-irrigação. A área restante, de 300 hectares será dividida em lotes preparados para o plantio de frutíferas, no sistema de irrigação. O estudo consistiu da aplicação de questionários a 50 agricultores do município. Foram valorizadas as observações espontâneas dos entrevistados com o objetivo de levantar a história de uso e a situação ambiental da bacia hidrográfica do Tocantins. Atividades educativo-interativas, relacionadas à gestão da bacia, foram adotadas para traçar a percepção ambiental e a sensibilização da comunidade na forma de um diagnóstico participativo apoiado por mobilização popular. O diagnóstico evidenciou baixo desenvolvimento sócio-econômico local com atividades essencialmente domésticas e de subsistência. A comunidade possui bom entendimento do impacto das atividades humanas no ambiente, entretanto, esta percepção não tem sido suficiente para levar ao manejo adequado dos recursos locais.

Palavras-chave: Manejo participativo; Educação ambiental; Projeto Sampaio.

SUMÁRIO

1- INTRODUÇÃO................................................................................... 04

2- JUSTIFICATIVA ............................................................................... 06

3 – REFERENCIAL TEÓRICO............................................................... 06

3.1.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (64 Kb)  
Continuar por mais 36 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com