TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Epidemiologia Engenharia Ambiental

Por:   •  3/1/2019  •  Trabalho acadêmico  •  507 Palavras (3 Páginas)  •  27 Visualizações

Página 1 de 3

[pic 1]

Prof(a). Bernadete de Souza Santos

[pic 2]


[pic 3]

Definição

  • Estuda fatores ambientais determinantes de distribuição e causas de adversidades á saúde.
  • Estabelece uma relação direta com a educação ambiental.

[pic 4]


[pic 5]

  • Epi do grego significa ocorrência de algum processo sobre a população.
  • Demos corresponde a população afetada por processos mórbidos, sendo este o último radical em questão.

[pic 6][pic 7][pic 8][pic 9]

Cabe inquerir que processo seria este, interpretando-o como relativo, a doença que se expressa e aos fatores ambientais para sua expressão. (Forratini,1992)

[pic 10]


[pic 11]

  • Avaliação de riscos ambientais: definição dos níveis de segurança à exposição a fatores de risco ambiental.
  • Vigilância em saúde ambiental
  1. monitoramento para identificação de situações de risco ou perigos ambientais potenciais capazes de provocar doenças, incapacidades e mortes – objetivando a remoção ou redução do risco.

[pic 12]


[pic 13]

  1. As perturbações ambientais influenciam as condições de saúde humana, aumentando os gastos com o tratamento de doenças ambientais.
  1. A vigilância em saúde no Brasil integra o gerenciamento de fatores de riscos ambientais.

[pic 14]


[pic 15]

  • Regulamentado em 07 de março de 2005, pela Instrução Normativa nº 1.

Entre as suas atribuições estão:

  1. Coordenação

  1. Avaliação
  1. Planejamento
  1. Acompanhamento
  1. Inspeção
  1. Elaboração de indicadores

[pic 16]


[pic 17]

  1. Água para o consumo humano
  1. Contaminações do ar e do solo.
  1. Desastres naturais.
  1. Contaminantes ambientais e substâncias químicas, acidentes com produtos tóxicos.
  1. Condições saudáveis no ambiente de trabalho.

[pic 18]


[pic 19]

“Todos tem direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial á sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e a coletividade o dever de defendê-lo e preservá-

lo e presentes e futuras gerações”.

Constituição Brasileira de 1988

[pic 20]


[pic 21]

Dificuldades num processo vicioso

  1. Sistema de planejamento não acompanha a dinâmica das cidades.

  1. Complexidade da questão ambiental e o seu papel no processo de desenvolvimento
  1. Descontinuidade de políticas públicas, planos, programas e projetos.
  1. Baixa participação da sociedade.

[pic 22]


[pic 23]

Desenvolvimento tecnológico associado a mudanças de comportamento.

Modificações no padrão de consumo.

Ex: no passado o fator limitante de consumo de fontes naturais era uma questão energética – atualmente o fator limitante passa pela disponibilidade dos recursos.

[pic 24]


[pic 25]

  • Pau-brasil – extração até quase extinção total da madeira.
  • Animais silvestres levados na época da colonização.
  • Hoje temos um arcabouço de Leis no que se refere a proteção ambiental.

[pic 26]


[pic 27]

  • Saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doenças.
  • A OMS define ainda a Engenharia sanitária como sendo um conjunto de tecnologias que promovem o bem-estar físico, mental e social. Sabe-se que sem o saneamento básico (sistemas de água de esgotos sanitários e de limpeza urbana) a saúde pública fica completamente prejudicada.
  • A OMS reconhece ainda que a cada unidade monetária (dólar, euro, real, etc.) despendida em saneamento economiza-se cerca de quatro a cinco unidades em sistemas de saúde (postos, hospitais, tratamentos,etc.) e que cerca de 80% das doenças mundiais são causadas por falta de água potável suficiente para atender as populações.

[pic 28]


...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.1 Kb)   pdf (1.6 Mb)   docx (1.2 Mb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com