TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Formação Histórica Particular Dos Estados Unidos E Da França

Por:   •  4/6/2013  •  1.498 Palavras (6 Páginas)  •  511 Visualizações

Página 1 de 6

Formação histórica particular dos estados Unidos e da França

A revolução francesa de 1789 e a Revolução Industrial Inglesa contemporânea não se tratam estritamente de um livro de história da Europa, nem tampouco do mundo na medida em que um determinado país tenha sentido as repercussões da dupla revolução nesse período.

Há, no entanto superposições deliberadas e a distinção é uma questão não de teoria ma de pura conveniência.

Consideremos algumas palavras que foram inventadas ou ganharam seus significados modernos, substancialmente no período de 60 anos palavras como: “indústria”, “industrial”, “fábrica”, “classe média”, Classe trabalhadora”, ‘capitalismo”, e “socialismo” ou ainda “aristocracia” e “engenheiro”, “proletariado”, e “crise econômica”, “utilitário”, “estatística”, “sociologia” e vários outros nomes das ciências modernas. “Jornalismo”, e “ideologia”. Todas elas cunhagens ou adaptações deste período como também “greve” e “pauperismo”. Isto é, sem as coisas e conceitos a que dão a medir a profundidade da revolução que eclodiu entre e que constitui a maior transformação da história humana desde os tempos remotos quando o homem inventou a agricultura e a metalurgia e a escrita, a cidade e o estado. Esta revolução transformou e continua a transformar o mundo inteiro. Mas ao considerá-la devemos distinguir cuidadosamente entre os seus resultados de longo alcance.

E essencialmente o levante gêmeo que se deu naqueles dois países, que dali se propagou por todo o mundo, é igualmente relevante notar elas são neste período quase inconcebíveis sob qualquer sob qualquer outra forma que o do triunfo do capitalismo liberal burguês. Assim nosso problema é explicar não a existência destes elementos de uma nova economia e sociedade, mas o seu triunfo; traçar não a evolução do gradual solapamento que foram exercendo em séculos anteriores, minando a velha sociedade, mas sua decisiva conquista da fortaleza. E é também problema nosso, traçar as profundas mudanças que este súbito triunfo trouxe, para

os países mais imediatamente afetados por ela e para o resto do mundo que se conquista.

E mais ainda por volta de 1848 esta extraordinária mudança de destinos já era até certo ponto visível. Naturalmente, a revolta mundial contra o ocidente, que domina metade do século XX, era então escassamente discernível, dentro da Europa, as forças e ideias que projetavam a substituição da nova sociedade triunfante já estavam aparecendo. O “espectro”, especialmente no mundo ocidental mais imediatamente transformando pela dupla revolução.

O período histórico que começa a construção do primeiro sistema fabril do mundo moderno em Lancashire e com a Revolução Francesa de 1789 termina com a construção de sua primeira rede de ferrovias e a publicação do manifesto Comunista.

A humanidade era menor ainda em um terceiro aspecto: os europeus no geral eram nitidamente mais baixos e mais leves do que hoje. O problema agrário era, portanto o fundamental no ano 1789, e fácil compreender por que a primeira escola sistematizada de economistas do continente, os fisiocratas franceses, tomara como verdade o fato de que a terra, e o aluguel da terra era a única fonte de renda líquida. E o ponto crucial do problema agrário, podemos dividir a Europa, ou melhor, o complexo econômico cujo centro ficava na Europa Ocidental, em três grandes seguimentos.

A agricultura servil produzia basicamente culturas de exportação para aos países do ocidente: trigo, fibra de linho e produtos florestais usados principalmente na fabricação de navios. Nas outras áreas, funcionava mais para os mercados regionais, que possuíam pelo menos uma zona de desenvolvimento urbano e manufatureiro relativamente avançado e de fácil acesso.

Naquela época, os príncipes adotavam o slogan do “Iluminismo”, do mesmo modo como os governos dos nossos dias, porém, que o estabelecimento da Independência do Estados Unidos, influenciaram movimentos anti-coloniais em todo o mundo.

Responder as seguintes questões:

a.

Por que o conflito entre o velho regime e as novas forças ascendentes era mais agudo na França do que nos outros países da Europa?

b.

Qual foi a classe social que deu ao movimento revolucionário uma unidade efetiva?

c.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (10 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com