TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

GENEROS TEXTUAIS OU DISCURSIVOS

Por:   •  13/6/2013  •  2.467 Palavras (10 Páginas)  •  462 Visualizações

Página 1 de 10

ATPS - GÊNEROS TEXTUAIS OU DISCURSIVOS

Atividade prática supervisionada apresentada à disciplina Leitura e Produção de Texto do 1º Período do curso de Serviço Social para obtenção da nota parcial da disciplina.

Orientador: Prof. Dr. Luiz Roberto Wagner

Mossoró-RN

2012

SUMÁRIO

1ª ETAPA - LEITURA: estratégias e sentidos 3

2ª ETAPA - GÊNEROS TEXTUAIS 4

GÊNEROS TEXTUAIS OU DISCURSIVOS PRESENTES NA REVISTA VEJA 5

3ª ETAPA - MECANISMOS DE COESÃO DE UM TEXTO 6

4ª ETAPA - GÊNEROS TEXTUAIS OU DISCURSIVOS 8

INTRODUÇÃO 8

A PRODUÇÃO TEXTUAL 8

CONSIDERAÇÕES FINAIS 9

REFERÊNCIAS 10

1ª ETAPA

LEITURA: estratégias e sentidos

A escrita é uma forma que possibilita o registro de idéias e expressões do pensamento humano. No entanto, as discussões acerca das concepções de leitura são muitas, podendo o conceito de leitura ser interpretado pela literatura, matemática ou filosoficamente. Porém, pode-se afirmar, de acordo com a literatura básica da disciplina Leitura e Produção de Texto, que ler não é apenas decodificar as letras e formar as palavras. A prática de ler vai para além da decodificação, adentrando nas interpretações, nos conhecimentos prévios sobre o conteúdo lido e no raciocínio. As ideias que já se tem unidas ao que se leu proporciona à novas ideias.

É importante afirmar que leitura não ocorre apenas através de palavras. Numa concepção mais abrangente, pode-se dizer que se lê assistindo uma novela, vendo uma exposição de arte, um filme, etc.

Contudo, alguns dos autores pesquisados, como Duran (2009) e Lima (2010), discutem também as estratégias de leitura considerando-as necessária para o desenvolvimento proficiente da mesma. Segundo Cantalice (2004) “Estratégias de leitura são técnicas ou métodos que os leitores usam para adquirir a informação, ou ainda procedimentos ou atividades escolhidas para facilitar o processo de compreensão em leitura.” A partir desta definição, pode-se julgar que cada leitor adapta-se a estratégias diferentes para apreender um texto. No entanto, as discussões acerca de qual melhor maneira são muitas, podendo-se destacar algumas. Entre as mesmas, Duke e Pearson (2002, Apud Cantalice, 2004), apresentam seis: predição, pensar em voz alta, estrutura do texto, representação visual do texto, resumo e questionamento.

Estas estratégias apresentadas anteriormente auxiliam na leitura e, principalmente, na produção de sentidos do que é lido. De acordo com a abordagem de Ferreira e Dias (2004), os sentidos de um texto constroem-se conforme a subjetividade de cada leitor. Ou seja, os conhecimentos e sentimentos de cada um farão com que ele crie sentidos distintos uns dos outros. Cada leitor interpretará o texto segundo suas perspectivas diante do mundo e seus conhecimentos sobre o mesmo. A leitura, segundo Ferreira e Dias (2004), pode transformar o mundo aos olhos do sujeito transformado pela mesma. Por isto, as mudanças ultrapassam os limites psicológicos transformando-se em práticas comportamentais, gestuais e corporais.

As estratégias de leitura, a leitura e seus sentidos possuem definições distintas. Porém, estão intimamente ligadas estabelecendo uma relação de aprendizado e conhecimento do leitor para com o texto através da prática desses processos. Deste modo, os conhecimentos de mundo, assim como os científicos são importantes para uma leitura satisfatória. A interação leitor/texto geram sentidos diferenciados de acordo com a vivência de cada um e a natureza da interação.

2ª ETAPA

GÊNEROS TEXTUAIS

De acordo com Nascimento (2007) os gêneros textuais são instrumentos que podem

...

Baixar como (para membros premium)  txt (17 Kb)  
Continuar por mais 9 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com