TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

INCLUSÃO NO KENEL E ESCOLA MUNICIPAL Mayriporan / SP

Projeto de pesquisa: INCLUSÃO NO KENEL E ESCOLA MUNICIPAL Mayriporan / SP. Pesquise 790.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  27/11/2013  •  Projeto de pesquisa  •  3.818 Palavras (16 Páginas)  •  192 Visualizações

Página 1 de 16

1. INTRODUÇÃO .................................................................................................03

2. PROCESSO DE INCLUSÃO NA CRECHE E ESCOLA MUNICIPAL DE MAIRIPORÃ/SP ...................................................................................................04

3. CONCEPÇÃO PEDAGÓGICA DA CRECHE E ESCOLA ..............................05

4. CONHECENDO O PROCESSO DE APOIO Á INCLUSÃO NO MUNICÍPIO DE MAIRIPORÃ/SP ...................................................................................................07

4.1 A PRÁTICA PROFISSIONAL E O PROCESSO INCLUSIVO NA SALA DE AULA ...................................................................................................................09

5. PLANO DE AULA .........................................................................................12

6. CONSIDERAÇÕES FINAIS ............................................................................16

7. REFERÊNCIAS ...............................................................................................17

1. INTRODUÇÃO

O Estágio Supervisionado do Curso de Pedagogia é uma atividade de muita valia para o acadêmico. Visto que é a chance que o mesmo tem de vivenciar na prática as diversas situações do contexto escolar.

Sendo assim, nosso estágio visa formar profissionais capazes de compreenderem a realidade educacional de sua região, para construção de modelos eficientes de ensino-aprendizagem tendo como função primordial potencializar o desenvolvimento de todas as capacidades, tornando o ensino mais humano e mais ético e inclusivo. O estágio descrito neste relatório realizou-se na Creche e Escola “Nair Monteiro Arnoni”, localizada no município de Mairiporã/SP, em março deste ano que segue, por nós alunas do curso de Pedagogia á Distância.

A metodologia que adotamos para que o estágio fosse realizado foi a observação em sala de aula, pesquisa com profissionais da unidade estagiada.

Em nosso relatório de estágio discorremos também sobre a concepção pedagógica da instituição, onde focam a visão de que a escola é o local que prepara a criança, para a vida e deve transmitir a estas, valores éticos e morais.

A escola deve ser valorizada como base do saber onde pode contribuir e muito para eliminar a seletividade e exclusão social, pois todos os alunos são especiais dentro de suas limitações ou habilidades são únicos.

Foi possível também conhecermos como o CEMAD, unidade de apoio ao processo inclusivo nas unidades de ensino do município trabalha, para efetivar o planejamento dentro desse processo de inclusão.

Discorremos também sobre como ocorre a prática profissional e o processo inclusivo na sala de aula estagiada.

E para finalizar encerramos com a aplicação de um plano de aula que elaboramos com o objetivo de interagir e se fazer conhecer que todos somos iguais e especiais, cada um dentro de suas limitações e habilidades, mas todos com o mesmo objetivo, o mesmo foco a aprendizagem, o ensino ou ainda o ensino-aprendizagem.

2. PROCESSO DE INCLUSÃO NA CRECHE E ESCOLA MUNICIPAL DE MAIRIPORÃ/SP

O estágio realizou-se na Creche e Escola Municipal “Nair Monteiro Arnoni”, situada a Rua Canuto de Pito, s/n, no bairro Parque Petrópolis, na cidade de Mairiporã/SP, CEP: 07600-000. O contato com a Creche pode ser realizado através do telefone (11) 4485 3999 e também pelo email crechenair@ig.com.br.

A creche e escola atende a 123 alunos, distribuídos por faixa etárias sendo Berçário II 13 alunos, Maternal I 34 alunos, Maternal II 36 alunos, Infantil I 40 alunos. A creche e Escola Municipal Nair Monteiro Arnoni atende 83 alunos em período integral e 40 alunos em período parcial. No processo de inclusão escolar há 2 alunos, sendo um do Maternal II A e o outro do Maternal II B.

O estágio foi realizado no período de 08 março de 2013 a 25 de março de 2013. A sala de aula que acompanhamos neste estágio foi o Maternal II B, no período vespertino, onde a aluna do processo de inclusão tem 3 anos de idade, é uma menina e tem como diagnóstico de sua deficiência a Síndrome de Down, a qual possui dificuldades motora, intelectual e também de fala.

Segundo Paula Louredo, a Síndrome de Down, é um distúrbio genético que ocorre ao acaso durante a divisão celular do embrião. Esse distúrbio, ocorre em média, de 1 a cada 800 nascimentos e tem maiores chances de ocorrer em mães que engravidam mais velhas. É uma síndrome que atinge todas as etnias.

3. CONCEPÇÃO PEDAGÓGICA DA CRECHE E ESCOLA

A escola é apresentada como um local que deve servir aos interesses populares garantindo a todos um ensino que se reflitam na vida dos alunos e preparando-os para a vida adulta.

Através da interação do professor e da participação ativa do aluno a escola deve possibilitar a aquisição de conteúdos, trabalhando a realidade do aluno em sala de aula , para que o mesmo tenha discernimento e poder analisar sua realidade de uma maneira crítica e a socialização do educando para que tenha uma participação organizada na democratização da sociedade, onde entra a responsabilidade do poder público, representante da política na localidade, o qual é responsável pelas políticas públicas para melhoria do ensino, visando a integração entre aluno e escola.

Os acontecimentos no interior da sala de aula não são apenas resultados de fatores, processos e decisões que têm sua origem em seu próprio âmbito, mas também resultam de fatores, processos e decisões que têm sua origem em outros âmbitos ou níveis, por exemplo, na organização social, econômica, política e cultural da sociedade: na organização e no funcionamento do sistema educativo; na valorização e no prestígio social de determinados saberes e valores; no currículo vigente; na organização e no funcionamento da instituição de ensino etc. (Bergamo, 2010, p.24).

A escola é valorizada como instrumento de apropriação do saber e pode contribuir para eliminar a seletividade e exclusão social, e é este fator que deve ser levado em consideração, a fim de erradicar

...

Baixar como (para membros premium)  txt (24.3 Kb)  
Continuar por mais 15 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com