TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

MONTANA, Patrick J. Administração. 2ª Ed. São Paulo: Saraiva 2003. AMARU MAXIMIANO, Antônio César. Teoria Geral Da Administração: Da Revolução Urbana à Revolução Digital. 6ª Ed. São Paulo: Atlas, 2009.

Casos: MONTANA, Patrick J. Administração. 2ª Ed. São Paulo: Saraiva 2003. AMARU MAXIMIANO, Antônio César. Teoria Geral Da Administração: Da Revolução Urbana à Revolução Digital. 6ª Ed. São Paulo: Atlas, 2009.. Pesquise 787.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  8/4/2013  •  5.441 Palavras (22 Páginas)  •  2.201 Visualizações

Página 1 de 22

ETAPA 1

Introdução

O planejamento é uma etapa essencial para a empresa que busca o sucesso. Pois através dele temos como estudar os problemas da empresa para repará-los e aprimorar os pontos positivos considerados fortes para a empresa. O planejamento divide-se em três níveis: planejamento estratégico, planejamento tático e planejamento operacional. Onde veremos resumidamente cada um deles. O planejamento estratégico é a etapa do raciocínio, devido ser aonde surgem as ideias. Exigindo que sejam levados em consideração quatro componentes de uma boa estratégia: clientes, fornecedores, concorrentes e a empresa. O planejamento tático está relacionado em como essas ideias que surgiram no planejamento estratégico, em como elas serão executadas. E o planejamento operacional direciona as tarefas aos seus departamentos, para executar as ideias.

Passo 1

Chiavenato define planejamento em três níveis:

Planejamento estratégico é onde se estabelece o rumo a ser seguido, as maneiras e as ações para alcançá-lo.

Planejamento tático relacionada às maneiras e as ações a serem tomadas.

Planejamento operacional refere- se as tarefas a serem executadas isoladamente, ou seja, a eficiência na execução das atividades em particular.

Há uma grande diferença entre Gestão Estratégica e Planejamento Estratégico.

O Planejamento Estratégico é um processo gerencial que diz respeito à formulação de

objetivos para a seleção de programas de ação e para sua execução, levando em conta as

condições internas e externas à empresa e sua evolução esperada. Já a Gestão

Estratégica é uma forma de acrescentar novos elementos de reflexão e ação sistemática

e continuada, a fim de avaliar a situação, elaborar projetos de mudanças estratégicas e

acompanhar e gerenciar os passos de implementação. Como o próprio nome diz, é uma

forma de gerir toda uma organização, com foco em ações estratégicas em todas as áreas.

Dentro da Gestão Estratégica existem vários passos. Inicialmente é realizado

um Diagnóstico Estratégico, onde são realizados os levantamentos das situações atuais

da empresa, buscando assim avaliar a existência e a adequação das estratégias vigentes

dentro da instituição, bem como se estão oferecendo os resultados esperados. Dentro

do Diagnóstico Estratégico, são levantadas informações como a competitividade da

empresa, o portifólio de produtos, ações de mudanças, vulnerabilidade às ameaças

existentes, quantidade de recursos estratégicos disponíveis e projetos futuros.

Em seguida é realizada uma verificação sobre a Prontidão Estratégica, ou seja, o

envolvimento e disponibilidade da direção da empresa em relação ao futuro, as ações

tomadas pela alta administração para solucionarem eventuais “janelas” estratégicas, a

atenção às mudanças que podem afetar de forma positiva ou negativa, obstáculos

institucionais, estatuários, culturais, a existência de perfeita comunicação interna, a

existência de sistema de reconhecimento de equipe, que venham de encontro com a

Missão,Visão e Valores da empresa, etc.

Posteriormente inicia-se o processo de seleção das prioridades em função da gravidade

dos problemas encontrados dentro da organização e assim é estabelecida uma seqüência

lógica para a implementação das ações, com foco nos mais importantes em primeiro plano. Tal ação é conhecida como Direcionamento Estratégico, ou seja, é o momento

que se define o direcionamento que a instituição precisa seguir para sobreviver.

Como o conceito de estratégia relaciona-se diretamente com visão de futuro, uma

empresa precisa ter sua visão focada no futuro. Deve então, manter a Vigilância

Estratégica, ou seja, deve observar, acompanhar, questionar, vasculhar o horizonte, no

tempo, no espaço, à procura de possíveis riscos e oportunidades que possam exigir, oportunamente, ações antecipadas e respostas estratégicas ou contra medidas da organização.

Enfim, para uma empresa atuar com uma Gestão Estratégica precisa apurar todos seus processos e sua real situação e desenvolver ações corretivas constantes, focando seus

objetivos e metas e desenvolvendo suas estratégias de forma a manter sua sobrevivência,crescimento e diferenciação competitiva.

Já Francisco Lacombi define planejamento como a direção para alcançar seus objetivos.

Charles Darwin define planejamento em o ato de conhecer o que se quer e como atingir seus objetivos, traçar metas e calcular riscos.

PLANEJAMENTO ESTRATEGICO

Hoje as empresas operam em uma economia global de constante mudança, inclusive no que diz respeito aos consumidores e competidores do mundo todo. Existem muitos concorrentes, os quais oferecem aos seus clientes serviços e produtos similares. Na verdade, existe uma competição por uma margem de lucro maior. O planejamento estratégico é um meio para o crescimento planejado e lucrativo da empresa, além de ser a chave para o processo do gerenciamento global. Ele pode incorporar um ou todos os seguintes elementos: clientes, concorrentes, investidores, empregados, operações e o futuro do negócio, sendo um meio de envolver o gerenciamento, as pessoas-chave,

...

Baixar como (para membros premium)  txt (36.9 Kb)  
Continuar por mais 21 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com