TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O Ensino Da Língua Brasileira De Sinais - Libras No Curso De Licenciatura Plena Em Química Na Modalidade De Ensino A Distância UAB/UFPI E A Inclusão Do Aluno Surdo Na Educação Básica.

Por:   •  23/3/2015  •  777 Palavras (4 Páginas)  •  403 Visualizações

Página 1 de 4

Introdução

O decreto 5.626/05 estabeleceu que a Libras deve ser inserida como obrigatória nos cursos de formação de docentes, contudo surge questionamentos quanto à oferta da mesma aos futuros Licenciados, em especial nos cursos a distância. A LDB (BRASIL, 1996), ressalta a importância de uma formação sólida que propicie fundamentos científicos e sociais aos futuros professores. Godoi (2011) vê os cursos de formação como norte para novos saberes e práticas de ensino que propiciem uma aprendizagem significativa e inclusiva. Nesse contexto o estudante surdo é o mais prejudicado em termos de aprendizagem, pois este possui uma característica singular às demais necessidades, “a comunicação” que segundo Bakhtin (1999), não há atividade mental sem expressão, mas ao contrário, a expressão organiza a atividade mental. O ensino a distância apesar de apresentar ferramentas tecnológicas que auxiliam na aprendizagem, também evidencia fatores que podem propiciar dificuldades na aprendizagem da Libras, em especial na disciplina de Química que apresenta uma linguagem abstrata de difícil compreensão. Fato que aponta a importância de um professor de Química qualificado para a inclusão do estudante surdo. Este trabalho teve como objetivo discutir como a Libras vem sendo abordada no Curso de Química a distância da UAB/UFPI.

Metodologia

A metodologia se dividiu em 03 momentos: 1º - Análise da ementa da disciplina de Libras e do material didático utilizado no UAB1 com 05 polos e UAB2 com 07 polos. 2º - Análise da metodologia de ensino trabalhada na disciplina, nos 12 polos. 3º - Entrevista semiestruturada aos tutores a distância, pois os mesmos ministram a disciplina de Libras nos polos. A entrevista objetivou investigar se os tutores tinham ou não formação em Libras e se tiveram dificuldade para ministrarem esta disciplina na EAD.

Resultados e discussão

Análise da ementa de Libras com 60hs.

Ao confrontar a ementa com o material didático, observa-se incompatibilidade entre eles (Tabela 1). O tópico 1 da ementa não está claro, devendo ser: “Estudo da cultura e identidade do surdo”, pois o futuro professor precisa conhecer quem é este aluno “Surdo” e a importância desta descrição. O tópico 2, é incoerente, transmite a ideia que a Libras é utilizada somente por surdos, que não é uma segunda língua no país. Deveria ser: “Libras como primeira e segunda língua”. A maioria dos graduandos são ouvintes e para estes a Libras é ministrada como segunda Língua (L2). No material didático, o tópico 5 não está direcionado ao curso de Química. Os tópicos 6 e 7 da ementa não condizem com a realidade dos futuros professores, pois estes estão sendo formados para ministrar aulas nas séries do 6º ao 9º anos do ensino fundamental e no ensino médio. A exposição dos conteúdos de Libras ligados ao ensino de Química, não foram inclusos na ementa e no material didático. O futuro professor precisa saber como preparar e ministrar aulas inclusivas, assim, há necessidade da abordagem de planejamentos de

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com