TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

PROBLEMAS AMBIENTAIS NA SOCIEDADE HUMANA E SUAS CONSEQUÊNCIAS

Por:   •  5/9/2019  •  Trabalho acadêmico  •  3.236 Palavras (13 Páginas)  •  12 Visualizações

Página 1 de 13

[pic 1][pic 2]

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL

REJANE CANDIDA GOMIDES LOPES

PROBLEMAS AMBIENTAIS NA SOCIEDADE HUMANA E SUAS CONSEQUÊNCIAS

[pic 3]

Uberlandia

2013

REJANE CANDIDA GOMIDES LOPES

PROBLEMAS AMBIENTAIS NA SOCIEDADE HUMANA E SUAS CONSEQUÊNCIAS

Trabalho apresentado ao Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para as disciplinas de  Recursos Hídricos; Química Ambiental; Poluição e Resíduos Solidos, Ética, Política e Sociedade.

Uberlândia

2013

Resumo

Mesmo com passos lentos no Brasil desde a antiguidade, a sociedade nunca se falou tanto em problemas ambientais como nos dias de hoje.  Os problemas ambientais são de repercursão a nivel nacional e internacional e estamos sempre atrasados com  relação aos paises desenvolvidos, com isso continuamos a poluir, nossas cidades, nossos rios, nosso ar, nossa fauna e flora, enfim estamos nos poluindo a cada dia mais. A Gestão Ambiental está ai para ajudar e contribuir para uma melhor transformação em nossa sociedade, conscientizando a todos de nossa responsabilidade individual garantindo um meio ambiente mais harmoniozo e equilibrado  a cada dia mais.

Palavras-chave: Meio Ambiente, desenvolvimento, poluição, conscientização.

1  Introdução

Mesmo que o Brasil esteja evoluindo na questão de conscientização, ainda tem muito o que ser feito , pois os problemas ambientais estão aumentando a cada vez mais com o crescimento acelerado da população, com a expansão das atividade industriais fazendo assim com que atraia cada vez mais um número maior de pessoas da zona rural para a cidade, aumentando assim també o lixo urbano.

Com o aumento da população nas cidades sem um devido planejamento faz com que ocupam lugares e áreas inadequadas para a moradia, fazendo assim com que se aglomeram em encostas e áreas de preservação. Com esse aumento da paulação nos centros urbsnos vão sobrando cada vez mais solos dificultando assim a  infiltração da água, escoando cada vez mais para galerias subterrâneas causando inundações e enchentes.

Temos um déficit muito alto em saneamento básico e com o aumento das industrias nas cidades faz com que também aumente os lixos quimicos e prejudicando assim a nossa água devido ao escoamento inadequado das águas das industrias para o solo e rios, aumento o esgoto idustrial e doméstico.

As causas das agrssões ao meio ambiente são de ordem politica, econômica, social e cultural e a sociedade ainda não entendeu a importância do meio ambiente para a sobrevivencia, e toda essa agressão está causando várias doenças na população em geral desde .

2  Desenvolvimento

 Por cerca de 4 bilhões de anos o balanço ecológico do planeta esteve protegido. Com o surgimento do homem, meros 100 mil anos, o processo degradativo do meio ambiente tem sido proporcional à sua evolução. No Brasil, o início da influência do homem sobre o meio ambiente pode ser notada a partir da chegada dos portugueses. Antes da ocupação do território brasileiro, os indígenas que aqui habitavam (estimados em 8 milhões) sobreviviam basicamente da exploração de recursos naturais, por isso, utilizavam-nos de forma sustentável (WALLAVER, 2000).

Com a descoberta do petróleo em 1857 nos EUA, o homem saltou para uma nova era: o mundo industrializado, que trouxe como uma das principais conseqüências a poluição. Ou seja, além de destruirmos as reservas naturais sobrecarregamos o meio ambiente com poluentes. Os acontecimentos decorrentes da industrialização dividiram o povo em duas classes econômicas: os que espoliavam e os que eram espoliados. A primeira classe acumulava economias e conhecimento, enquanto a segunda vivia no estado mais precário possível. A segunda classe pela falta de recursos, utilizava desordenadamente as reservas naturais, causando a degradação de áreas agricultáveis e de recursos hídricos e, com isso, aumentando a pobreza (PORTUGAL, 2002).

O modelo econômico atual está baseado na concentração–exclusão de renda. Ambos os modelos econômicos afetam o meio ambiente. A pobreza pelo fato de só sobreviver pelo uso predatório dos recursos naturais e os ricos pelos padrões de consumo insustentáveis (NEIVA, 2001).

O homem branco sempre considerou os índios como povos “não civilizados”, porém esses “povos não civilizados” sabiam muito bem a importância da natureza para sua vida. O homem “civilizado” tem usado os recursos naturais inescrupulosamente priorizando o lucro em detrimento das questões ambientais. Todavia, essa ganância tem um custo alto, já visível nos problemas causados pela poluição do ar e da água e no número de doenças derivadas desses fatores. 

...

Baixar como (para membros premium)  txt (22.6 Kb)   pdf (148 Kb)   docx (233.8 Kb)  
Continuar por mais 12 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com