TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Pré Projeto Tcc

Por:   •  30/9/2014  •  3.717 Palavras (15 Páginas)  •  454 Visualizações

Página 1 de 15

2 O VALOR DA MARCA

Segundo Pinho (1996) marca se caracteriza por ser além de um nome, termo, sinal, símbolo ou desenho, uma combinação das mesmas, as quais pretendem identificar tanto os bens, como os serviços de um vendedor ou grupo de vendedores, assim diferenciá-los daqueles dos concorrentes. Ou seja, a marca é tudo aquilo que representa a empresa, através da composição tipográfica que simplifica a identificação na mente das pessoas, também tem a função de diferenciar uma empresa da outra, é o caso cuja matéria prima ou serviço seja o mesmo, para não haver uma confusão a marca foi criada como conceito individual de conhecimento perante a sociedade e seu público alvo.

Uma marca é um produto ou serviço ao qual foi dada uma identidade, um nome e valor adicional de uma imagem de marca. A imagem é desenvolvida pela propaganda ou em todas as outras comunicações associadas ao produto, incluindo a sua embalagem. Martins (1997, p.15)

Toda empresa necessita de uma marca para obter sua personalidade própria e é através dessa identidade e de seus elementos adicionais que o consumidor se percebe induzido ao ato da compra e aceitação de um produto ou serviço. Ou seja, são incorporados valores que ficam agregados a imagem da própria marca.

Uma marca é um conjunto de associações vinculadas a um nome, sinal ou símbolo, relacionados a um produto ou serviço. A diferença entre um nome e uma marca é que um nome não tem associações; é simplesmente um nome. Um nome trona-se uma marca quando as pessoas circulam as outras coisas. Uma marca é bem, parecida com a reputação. Calkins (2006, p.1)

Assim como os autores anteriores a marca também é consequente de sinais de representação simbólica que podem ser escritas ou desenhadas mas que simbolize e lembre na mente do seu público a referencia da marca, por isso o conceito de associações é muito utilizado , dessa forma ao nos deparamos com uma marca ou seus símbolos iremos vincular a empresa ali ausente em formas físicas. Também é importante associar a marca a boas reputações e conceitos de qualificações. Sobre uso pioneiro da marca, como um elemento que diferencia dos demais concorrentes, aconteceu na Escócia, em 1835, com a introdução da marca Old Smuggler, esta foi criada para designar um processo especial de destilação. Pinho (1996, p.12).

O nome da marca tem um peso de extrema importância para sua aceitação no mercado, assim torna-se importante que se formule estratégia para o desenvolvimento da marca.

“A estratégia de desenvolvimento de nomes de marcas é similar ao processo de desenvolvimento de novos produtos ou ao estabelecimento de estratégias de posicionamento e de propaganda. Ela envolve o levantamento de informações sobre o produto e o mercado, a determinação do papel específico a ser cumprido pela marca registrada e o estabelecimento dos objetos da marca nominal, que são essenciais para orientar toda a sequência de desenvolvimento de um nome forte e apropriado”. Pinho (1966, p. 19)

A criação de nomes para empresas se submete a estudos e posicionamento pelo qual a marca pretende se estabelecer, portanto ele tem que ser de grande representabilidade e marcante estando interligadas as raízes da empresa pela qual através de estudos e levantamentos se identifica e simplifica seu manuseio no objetivo de embasar um nome de marca que possibilite serem robustas e apropriadas às metas da marca. Uma boa marca transmite eficazmente um determinado conjunto de informações. Consequentemente, ela leva os consumidores a experimenta- lá, a gostar dela, a repetirem o ato de consumo e a recomenda-lá positivamente aos amigos ou relacionamentos. Martins (1997, p.19). Quando a marca divulga de maneira eficiente permite uma associação que tem como objetivo primordial incentivar a sociedade a prática de vivenciar novas experiências, por consequência conquistar clientes e por decorrência própria os mesmo se encarregarem de sugerir e apresentar em seus meios sociais o que os conquistou, agindo de maneira favorável para estatísticas potenciais na influência como um conjunto de faróis ativos na construção estratégica da sua identidade mercadológica. Para o consumidor, a vantagem da marca provém de seu valor informativo, que permiti o reconhecimento das possíveis diferenças entre os diversos artigos oferecidos. Pinho (1996, p.16). A marca tem que se apresentar de maneira esclarecedora, pois ela contribui para a identificação e diferenciação dos diversos contrastes de produtos semelhantes existentes no mercado, não permitindo assim que nenhuma outra empresa se utilize do mesmo nome possibilitando maior profissionalismo frente aos concorrentes e desempenhando várias características

...

Baixar como (para membros premium)  txt (23.6 Kb)  
Continuar por mais 14 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com