TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

RESENHA CRITICA DA POLITICA NACIONAL DE ESTÁGIO SERVIÇO SOCIAL

Artigos Científicos: RESENHA CRITICA DA POLITICA NACIONAL DE ESTÁGIO SERVIÇO SOCIAL. Pesquise 794.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  15/9/2013  •  1.967 Palavras (8 Páginas)  •  3.312 Visualizações

Página 1 de 8

RESENHA CRITICA

POLÍTICA NACIONAL DE ESTÁGIO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO E PESQUISA EM SERVIÇO SOCIAL – ABEPSS

INTRODUÇÃO

O estágio tem como principal objetivo a capacitação do acadêmico para a compreensão e analise de intervenção da realidade social, a partir do contexto histórico e conjuntural da sociedade, no qual se processa a prática do Serviço Social.

A associação o Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS), entidade civil de natureza acadêmico-científica em âmbito nacional, em consonância com suas finalidades estatutárias, descritas no art. 2º, busca permanentemente:

I- Propor e coordenar a política de formação profissional na área de Serviço Social que associe organicamente ensino, pesquisa e extensão e articule a graduação com a pós-graduação;

II- Fortalecer a concepção de formação profissional como um processo que compreende a relação entre graduação, pós-graduação, educação permanente, exercício profissional e organização política dos assistentes sociais;

III- Contribuir para a definição e redefinição da formação do assistente social na perspectiva do projeto ético-político profissional do Serviço Social na direção das lutas e conquistas emancipatórias;

IV- Propor e coordenar processos contínuos e sistemáticos de avaliação da formação profissional nos níveis de Graduação.

DESENVOLVIMENTO

A presente identificação trata do estágio curricular no processo de formação do assistente social, focando os aspectos políticos e históricos que o envolvem. Essa temática é relevante pela enfatização e articulação da universidade e o mercado profissional dos assistentes sociais, considerando um dos elementos responsáveis pela introdução do estudante no aprendizado da dinâmica da realidade social bem como do processo técnico-operativo da profissão. A importância do estágio está relacionado ao aprendizado e possibilita a realização de outros estudos e trabalhos que, com certeza, irão aprofundar, confirmar ou negar as reflexões iniciadas e contribuindo para que o estágio curricular cumpra suas finalidades e enriqueça o processo de formação profissional.

Para concluirmos nossa formação profissional temos que ter regras e orientações no campo de estágio como: orientador acadêmico, supervisão de campo.

Na concepção aqui adotada, o estágio é curricular e obrigatório; como as demais disciplinas do projeto de formação profissional, ele não tem existência independente, autônoma, pois, ele é um componente curricular que deve estabelecer a relação do processo de formação com o mundo do trabalho dos profissionais. Não há como discutir estágio dissociado do projeto de formação e do espaço de atuação profissional dos assistentes sociais. Essas duas dimensões, cada uma em sua especificidade, participam no processo de formação profissional.

Dimensão O ensino do trabalho profissional em serviço social, especificamente no se refere à do estágio, vem ganhando espaço na dinâmica acadêmica, para que este se consolide como espaço privilegiado do processo ensino-aprendizagem e como atividade curricular obrigatória, que se configura a partir da inserção do aluno no espaço sócio-institucional. Da nossa preocupação com a implantação do Novo Currículo, particularmente de saber da formação e de seus efeito sobre o mercado de trabalho dos assistentes sociais surgiram trabalhos para acompanhar a formação e sua relação com o mercado de diversas formas. Este trabalho volta sua preocupação para o momento do estágio, particularmente para as produções nos Trabalhos de Conclusão de Curso, seus temas e seus enfoques, para averiguar a relação entre a formação e o mercado de trabalho do assistente social. Através destes verificamos uma preocupação com a política social voltadas mais para as áreas da saúde, assistência e direitos, na área da criança e adolescente e com a família, considerando suas condições de vida, desagregação, marginalidade e exclusão. Geralmente preocupados com o processo de despolitização da questão social por meio das políticas sociais focalizadas num quadro dissociado da proteção e dos direitos. Como os objetos de estudos são determinados pelo processo sócio-histórico, pelas relações que a atividade profissional estabelece com a realidade, significa dizer que a profissão e as pesquisas desenvolvidas estão acompanhando o movimento da sociedade, assumindo um papel fundamental na formação profissional, subsidiando o aprofundamento do debate sobre a vida social e as especificidades da sociedade brasileira, destacando o conhecimento das condições concretas nas quais se viabiliza o trabalho do assistente social.

No início do 5º semestre onde se torna a inserção dos alunos para observação no campo de estágio percebe-se a dificuldade de se encontrar vagas principalmente quando a universidade é regida através de ensino por EAD. Devido o encontro não ser presencial nós alunos somos descriminados. Então temos que está interado e orientado em relação ao ensino se ele é de forma legal ou não. Mas também temos o direito de saber qual a função do tutor de sala para que podemos estar exigindo os nossos direitos porque muitas vezes recebemos critícas em sala de aula que desmotiva o aluno em qualquer situação, por isso a importância de pesquisar e ler, pois através do aprendizado que vamos saber reivindicar os nossos direitos.

O que é educação à distância (EAD)?

De acordo com a legislação educacional brasileira, "educação a distância é uma forma de ensino que possibilita a auto-aprendizagem, com a mediação de recursos didáticos sistematicamente organizados, apresentados em diferentes suportes de informação, utilizados isoladamente ou combinados, e veiculados pelos diversos meios de comunicação."(definição que consta no Decreto n.º 2.494, de 10 de fevereiro de 1998, que regulamenta o art. 80 da LDB lei n.º 9.394/96.).

A evolução na educação à distância no Brasil, sua legislação segundo o que rege a LDB. As tecnologias telemáticas que permitem uma rápida comunicação entre professores e alunos.

Justificativa: A educação à distância, surge na Alemanha em 1890. A seguir, inúmeros países adotam o ensino a distância como uma opção a mais para ministrar cursos em nível médio, técnico, universitário e, de pós-graduação. A lnglaterra, foi o primeiro país a instituir a "Universidade Aberta",verdadeiro marco de vanguarda no ensino superior a distância.

Na

...

Baixar como (para membros premium)  txt (13.8 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com